Depauw University

Depauw University


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

A Universidade DePauw foi fundada em 1837 pela Igreja Metodista. Greencastle, Indiana, foi o local escolhido porque a comunidade trabalhou diligentemente para arrecadar US $ 25.000 - uma grande soma naquela época - para convencer os metodistas a estabelecerem sua faculdade na vila fronteiriça. Em janeiro de 1837, a Assembleia Geral do Estado de Indiana concedeu um alvará para o estabelecimento da universidade, e a pedra fundamental do primeiro edifício foi lançada naquele ano. Três anos depois, o primeiro presidente da universidade, Matthew Simpson, amigo e conselheiro de Abraham Lincoln, foi inaugurado e o primeiro a turma se formou. Ao longo de várias décadas, o currículo se desenvolveu de um tradicional clássico para um conjunto de cursos que incluíam história, composição e ciências naturais. A Universidade Indiana Asbury cresceu rapidamente, embora muitos homens tenham deixado a universidade para lutar pelo Norte ou Sul durante a Guerra Civil. Isso foi feito com forte apoio do corpo docente e do Conselho de Curadores. Em 1871, a construção do East College começou. Demorou 13 anos para ser construído, mas o East College ainda continua sendo a peça central do campus. Washington C. DePauw e sua família generosamente doaram mais de US $ 600.000 para a universidade durante as dificuldades econômicas da década de 1870 e, como gratidão, os curadores autorizaram a mudança em nome para DePauw University.WC DePauw e sua família tiveram um interesse especial na formação e progresso da Escola de Música, que foi fundada em 1884, e é uma das mais antigas do país. A Universidade DePauw tem um corpo docente distinto e um corpo discente com talento acadêmico. Embora a universidade tenha passado por muitas mudanças nos últimos 150 anos, o sentido de sua história ainda é evidente no campus e em suas tradições.


Universidade Depauw - História

A mais duradoura de todas as novas instituições foi a Escola de Música, que evoluiu de um pequeno departamento iniciado em 1882 pelo Professor de Matemática John P.D. João. Durante os primeiros 10 anos, o reitor foi James H. Howe, formado pela Faculdade de Música da Universidade de Boston, que lecionava no Conservatório de Música da Nova Inglaterra. Entre os primeiros instrutores estavam a pianista Julia Druley, que permaneceu no corpo docente por 50 anos, a violinista Rosa A. Marquis do Greencastle e o violoncelista Adolph Schellschmidt. Havia programas para três classes de alunos: candidatos para o novo grau de Bacharel em Música, estudantes de artes liberais que buscavam o grau de Bacharel em Literatura e outros que simplesmente desejavam "perseguir música em maior ou menor grau", como afirma o catálogo.


_______________________________________

Uma carta manuscrita em papel timbrado da universidade, assinada pelo presidente Alexander Martin, indica o programa para o lançamento da pedra fundamental do Middle College.
_______________________________________

Dean Howe começou a organizar energicamente as atividades musicais no campus de uma forma mais sistemática, ajudando a formar uma série de grupos corais novos e antigos, conjuntos instrumentais e uma orquestra. Começando com o início de 1885, ele organizou um festival musical anual, com grandes coros apresentando obras como Criação de Haydn ou Messias de Handel. Ele ficou desapontado, no entanto, quando o corpo docente recusou a permissão para encenar o Mikado - os metodistas ainda não estavam prontos para a ópera!

No outono de 1885, Dean Howe encorajou um grupo de alunas matriculadas na Escola de Música, que não eram admitidas em nenhuma das fraternidades sociais existentes, a estabelecer sua própria irmandade, Alpha Chi Omega. Eventualmente aceitando também estudantes de artes liberais, esta organização se tornou o capítulo Alpha de uma nova fraternidade social nacional, a segunda fundada em DePauw.

O ex-aluno de Asbury, Thomas Jefferson Bassett, dirigiu a Greencastle Preparatory School, sucessora do departamento preparatório que existia desde a fundação de Indiana Asbury em 1837. Originalmente, a escola foi projetada como apenas uma de uma rede de instituições semelhantes destinadas a alimentar os ramos colegiados de Universidade DePauw, mas os outros nunca se materializaram. A Escola Preparatória floresceu por muitos anos antes que o movimento das escolas secundárias públicas atingisse a maré cheia em Indiana. Seu rigoroso curso de estudo de três anos compreendia grego, latim, matemática, inglês, história e ciências naturais, ministrado por seu próprio corpo de instrutores, muitas vezes incluindo recém-formados de DePauw. Os alunos preparatórios participaram de exercícios militares junto com estudantes universitários, equipes esportivas em campo e até mesmo publicaram seu próprio jornal escolar de vez em quando.


Universidade Depauw - História

Capítulo 3 :
DEPURA ENTRE AS GUERRAS, 1918-1941

_____________________________________
G. Bromley Oxnam e Robert G. McCuthan.
_____________________________________

TA restauração da paz após a Primeira Guerra Mundial inaugurou um período de prosperidade e crescimento para a universidade e para a nação. Não apenas os déficits anuais tornaram-se uma coisa do passado, mas as contribuições de generosos benfeitores aumentaram a dotação e garantiram a construção de novas instalações importantes. Por quase uma década, a população estudantil de DePauw cresceu constantemente, ultrapassando a marca de 1.000 em 1919 pela primeira vez desde o fechamento da Academia e chegando a 1.800 no ano acadêmico de 1925-26.

Para atender às responsabilidades adicionais de ensino, a equipe de ensino se expandiu rapidamente. No outono de 1919, o corpo docente ganhou uma dúzia de novos membros, o maior número adicionado em um único ano até aquela época. A maioria deles permaneceu por tempo suficiente - alguns por mais de 30 anos - para ter um grande impacto na instituição. O grupo incluiu Walter F. Bundy em Bible Truman G. Yuncker em botânica A. Virginia Harlow e Lester E. Mitchell em inglês George B. Manhart em história Frank T. Carlton em economia Anna E. Olmstead (Raphael) em francês e alemão e Margery Simpson (Hufferd) em física. Entre os que chegaram nos anos seguintes estavam John L. Beyl e Oscar H. Williams em educação e psicologia Ralph W. Hufferd em química Catherine F. MacLaggan, Mildred Dimmick e Percy G. Evans em línguas românicas Andrew Wallace Crandall em história Herrick EH Greenleaf e William Clarke Arnold em matemática William R. Sherman em economia Ernest R. Smith em geologia, um novo departamento adicionado em 1921 Robert E. Williams no discurso Lilian B. Brownfield, Elsie D. Taylor, Lloyd B. Gale, Jerome C. Hixson, William A. Huggard e Judith K. Sollenberger em inglês George R. Gage em biologia Ruth E. Robertson em latim Cleveland P. Hickman em zoologia Edward R. Bartlett em educação religiosa, um departamento que ele criou em 1923 e Rheamona Green, Samuel C. Ham, Margaret Pearson (Sage) e Eugene C. Hassell na Escola de Música.

O quadro administrativo também se expandiu para lidar com a esfera cada vez maior de operações universitárias considerada necessária em uma instituição de ensino superior no século XX. Harrison M. Karr serviu de 1920 a 1922 como assistente do presidente no desempenho das crescentes tarefas daquele cargo. Seu sucessor, formado pela DePauw, M. Henry McLean, também assumiu as funções de secretário de ex-alunos e editor do Boletim de ex-alunos, na primeira tentativa sistemática de manter contato com ex-alunos. Depois de 1922, o trabalho de manter o registro dos registros dos alunos exigiu os esforços de um registrador em tempo integral, Marion Bradford (Crandall), que ocupou o lugar de uma série de membros do corpo docente que ocuparam esse cargo, além de suas funções de ensino.

____________________________________
Programação de um trote honorário de fraternidade em
frente da College Church on College
Avenue em 1927.
___________________________________

Por falta de um plano de pensão para o corpo docente, muitos professores continuaram no serviço ativo até os setenta anos. O ex-presidente Gobin não se aposentou do ensino até completar 80 anos em 1922. Nesse mesmo ano, porém, os curadores conceberam a primeira pensão sistemática de DePauw programa, tornando a aposentadoria opcional aos 65, mas obrigatória aos 72 - esta última disposição não se aplica a quem havia ingressado no corpo docente antes de 1885. Os aposentados receberiam uma pensão no valor de metade de seu salário no momento da aposentadoria, com as viúvas obtendo dois -terceiros dessa soma. Posteriormente, foi adotado um sistema mais elaborado afiliado à Associação de Seguro e Anuidade para Professores, apoiada pela Fundação Carnegie. As pensões eram então baseadas em anuidades financiadas por contribuições tanto da universidade quanto de membros individuais do corpo docente.


Universidade Depauw - História

O início da presidência de Humbert coincidiu com o estabelecimento de um programa de treinamento militar para estudantes, o terceiro a ser organizado no campus DePauw. A intervenção militar dos Estados Unidos na Coréia sob os auspícios das Nações Unidas no verão de 1950 levantou o espectro de matrículas severamente reduzidas como resultado da convocação de estudantes do sexo masculino para as Forças Armadas. A administração, com forte apoio docente e discente, abordou o governo federal sobre a possibilidade de introduzir algum tipo de programa de treinamento militar. Em julho de 1951, o Departamento de Defesa respondeu instituindo uma unidade do Corpo de Treinamento de Oficiais da Reserva da Força Aérea em DePauw.

Sob o comando do tenente-coronel Frederick A. Sanders, esta unidade, eventualmente conhecida como a 235ª Asa, matriculou quase metade do corpo discente masculino em seus primeiros anos. Os cadetes não apenas foram isentos do recrutamento militar, mas também se tornaram elegíveis para comissões na Reserva da Força Aérea após a conclusão de dois anos de treinamento básico e dois anos de treinamento avançado, além do acampamento de verão. As pistas de boliche no ginásio foram convertidas em um campo de tiro de rifle interno e, mais uma vez, homens marchando em uniformes de cadete se tornaram uma visão comum no campus. Um novo honorário para R.O.T.C. avançado alunos foram formados e chamados de Arnold Air Society, e coeds interessados ​​organizaram o Angel Flight como um grupo de apoio. Embora o número de matrículas na unidade tenha diminuído nos últimos anos, o programa sobreviveu adaptando-se às novas condições.

Uma grande conquista da administração Humbert foi a organização da Escola de Enfermagem em 1955. A universidade firmou um acordo com o Hospital Metodista de Indianápolis para um programa cooperativo no ensino de enfermagem que incluía dois anos de aulas de pré-enfermagem em DePauw e dois anos de formação profissional e clínica no Hospital Metodista. Os graduados receberiam o grau de bacharel em enfermagem pela Universidade DePauw e se tornariam elegíveis para fazer o exame de licenciamento para se qualificarem como enfermeiras registradas. Fredericka E. Koch, do Hospital Metodista, tornou-se a primeira diretora da escola e foi sucedida em 1957 por Catherine M. Friddle. Oito moças ingressaram no programa no outono de 1955 e cinco se formaram quatro anos depois. Em 1961, as matrículas cresceram para dois dígitos.

Em 1955, um comitê de auto-estudo do corpo docente financiado pela Fundação Ford para o Avanço da Educação emitiu um relatório contendo 56 recomendações específicas para melhorar o programa acadêmico de DePauw. Apoiando fortemente o compromisso da universidade com as artes liberais, o comitê endossou os cursos de estudos gerais que surgiram do Programa Experimental de alguns anos antes e recomendou a expansão do programa de honras e exames abrangentes para todos os formandos. O relatório também sugeriu que o corpo discente fosse expandido para 2.000 e, eventualmente, 2.500, e que a carga de ensino do corpo docente fosse limitada a 12 horas por semana com um máximo de 100 alunos. Todas essas ideias ajudaram a moldar a direção futura da DePauw.

_________________________________
O laboratório de línguas, um presente de Anne Hogate
Hamlet em 1951, foi localizado pela primeira vez no East College
e mais tarde na Biblioteca Roy O. West.
____________________________________


O comitê recomendou novos requisitos de graduação, que logo foram adotados pelo corpo docente. Em todas as áreas, exceto educação física e requisitos de línguas estrangeiras foram aumentados. Duas horas de palestra foram adicionadas às seis horas anteriormente exigidas de redação de calouros, com a condição de que qualquer aluno pudesse escolher em seu lugar oito horas de trabalho oral e escrito combinado no curso básico de comunicação oferecido no âmbito de Estudos Gerais. Tanto nas ciências naturais quanto nas sociais, o requisito mínimo para a graduação foi elevado de seis para nove horas. Um novo requisito de grupo foi adicionado nas humanidades, consistindo no antigo requisito de seis horas em filosofia e religião mais seis horas de trabalho em arte, música ou literatura em inglês ou em uma língua estrangeira. As últimas seis horas também poderiam ser preenchidas com o curso de história da civilização mais o colóquio sênior de Estudos Gerais. A recomendação do comitê de que três horas de Bíblia sejam exigidas de todos os alunos não foi adotada.

As fundações educacionais contribuíram significativamente para os programas universitários neste período. Doações da Danforth Foundation e da Lilly Endowment possibilitaram um estudo piloto para a expansão do programa de honras e estudos curriculares em vários departamentos, o que levou à introdução de cursos como Crenças Básicas do Homem Moderno e História das Civilizações Mundiais. A Guerra Fria na década de 1950 também inspirou o acréscimo ao currículo de cursos de história e governo da Rússia e da Ásia. Em 1958, a universidade começou a oferecer cursos de língua russa pela primeira vez, levando eventualmente à evolução do departamento de língua e literatura alemã para o departamento de alemão e russo, com especializações disponíveis em ambas as línguas.

Os avanços técnicos neste período incluíram a introdução de equipamentos de computação da International Business Machines para uso do registrador e outros escritórios administrativos em 1956. Como uma publicação de estudante reclamou, o computador IBM estava se tornando o "deus do registro". Um presente da aluna Anne Hogate Hamlet tornou possível a instalação de gravadores em cabines semi-insonorizadas para uso em um laboratório de línguas em 1957. Este laboratório, localizado em vários momentos na Biblioteca Roy O. West ou no East College, ajudou a melhorar os métodos de ensino oral e revitalizar o estudo de línguas estrangeiras na universidade.


__________________________________
Alguns homens mais velhos usavam calças de veludo cotelê amarelo
com desenhos elaborados pintados por alunos do último ano.
Esses ATOs exibem seus & quotcords & quot na frente de
Asbury Hall.
_____________________________________


Universidade Depauw - História

Páginas: & lt & lt Voltar 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próxima & gt & gt

Vários cursos interdisciplinares foram introduzidos por meio de esforços cooperativos de dois ou mais departamentos ou sob os auspícios do programa de Estudos Gerais em andamento. O estabelecimento do Currículo Experimental em 1966 também incentivou o corpo docente a experimentar novas idéias para ofertas de cursos.

Em 1970, o corpo docente aprovou outro projeto experimental denominado programa de Estudos Liberais, segundo o qual até 50 calouros selecionados podiam escolher, com o conselho de um orientador, um curso de estudo individualizado sem seguir os requisitos normais de graduação. Este programa foi realizado de 1971 a 1974.
Em 1967, a universidade iniciou um programa de Estudos Africanos a pedido do presidente Kerstetter, que recentemente visitou vários países daquele continente e defendeu que DePauw assumisse um interesse acadêmico especial naquela parte do mundo. O primeiro diretor do programa, o antropólogo Svend E. Holsoe, estabeleceu um museu antropológico africano no porão de Asbury Hall e publicou o Liberian Studies Journal de seu escritório em DePauw. Seus sucessores, os historiadores Walter T. Brown e John E. Lamphear, expandiram o programa para incluir institutos no campus e viagens de estudo na África.

Para incentivar o estudo da África, Ásia, Europa Oriental e América Latina, o corpo docente também adotou um requisito de graduação não ocidental e começou a adicionar mais cursos de história, língua e literatura e cultura geral dessas áreas. Chinês, japonês e suaíli foram ensinados por vários anos, e um número crescente de estudantes estrangeiros e professores visitantes foram trazidos para o campus.

Para ajudar a alcançar o objetivo da administração de oferecer a cada aluno a oportunidade de se familiarizar com outra parte do mundo, uma maior variedade de programas de estudos estrangeiros foi disponibilizada. Além dos dois programas do Semestre da Europa Contemporânea da própria DePauw, um baseado em Freiburg e outro em Viena, e o programa de Estudos do Mediterrâneo baseado em Atenas, havia vários programas patrocinados pela GLCA localizados na África, Colômbia, Hong Kong, Índia, Japão, Escócia e Taiwan.


Os alunos da DePauw também tinham a opção de se matricular em uma universidade estrangeira individualmente ou de participar de um programa no exterior administrado por outra instituição. Embora nem todos tenham aproveitado essas oportunidades, a grande maioria do corpo discente participou de algum tipo de experiência educacional fora do campus, seja no exterior ou em um dos vários programas domésticos localizados em Nova York, Filadélfia, Washington DC, Oak Ridge ( Tennessee) e outras cidades.

Um programa interdisciplinar em Estudos Negros foi inaugurado em 1972, com uma área de especialização disponível nessa área no ano seguinte. Com a ajuda de uma bolsa da Lilly Endowment, um programa especial intitulado Careers in Business and Public Service foi criado em 1973 sob a direção do departamento de economia e negócios. Consistia em um conjunto de cursos interdisciplinares centrais mais ofertas específicas relacionadas a cinco opções de carreira: negócios, administração pública, gestão institucional, retardo mental e treinamento em saúde mental e gestão de artes musicais. Cada aluno inscrito nesse programa também participava de um estágio supervisionado de campo.

A universidade patrocinou vários simpósios acadêmicos em vários campos durante esses anos, incluindo um realizado no fim de semana do Dia do Ouro Velho em outubro de 1972 para celebrar o 100º aniversário do nascimento do ilustre historiador Charles A. Beard. Ele e sua colega de trabalho, Mary Ritter Beard, eram Hoosiers e Phi Beta Kappa formados pela Universidade DePauw.

Algumas mudanças foram efetuadas na organização departamental, incluindo a eliminação dos departamentos de economia doméstica e ciência das secretarias. A antropologia foi adicionada ao título do departamento de sociologia e a economia tornou-se economia e negócios. Da mesma forma, as ciências da terra substituíram o antigo título departamental geologia e geografia, enquanto as línguas clássicas foram renomeadas para estudos clássicos.

Em 1974, após ter começado a oferecer cursos de informática digital logo após a criação do Centro de Computação da universidade, uma década antes, o departamento de matemática e astronomia incorporou a ciência da computação em seu título. No ano seguinte, o departamento de fala passou a ser o departamento de artes e ciências da comunicação. O departamento aeroespacial foi encerrado em 1973, quando o governo federal retirou a Força Aérea R.O.T.C. devido ao atraso nas matrículas e às restrições orçamentárias. Três anos depois, entretanto, a universidade conseguiu fazer acordos com o departamento da Força Aérea da Universidade de Indiana para que os alunos de DePauw se matriculassem em cursos aeroespaciais no campus de Bloomington. Um acordo semelhante foi feito um ano depois com o Exército R.O.T.C. unidade do Instituto Rose-Hulman em Terre Haute. O Exército finalmente enviou um R.O.T.C. destacamento para Greencastle para oferecer cursos militares básicos no campus DePauw.

Os escritórios administrativos também passaram por uma série de mudanças de títulos e pessoal, em parte direcionadas ao fortalecimento das relações públicas e à arrecadação de fundos. Em 1966, Norman Knights foi nomeado assistente do presidente para planejamento e desenvolvimento, e Robert Crouch tornou-se vice-presidente de desenvolvimento. Depois de Crouch, um incansável arrecadador de fundos para sua alma mater, aposentou-se em 1970, a ex-Força Aérea R.O.T.C. comandante, Frederick Sanders, tornou-se diretor de desenvolvimento.

De 1969 a 1973, Knights atuou como vice-presidente executivo com amplas responsabilidades pelos aspectos não acadêmicos da universidade. James Cook foi nomeado diretor associado e depois diretor de serviços para ex-alunos Patrick Aikman, diretor de publicidade e agência de notícias Glenn T. Job, diretor de publicações e Marian Hoffman Maloney, editora assistente (posteriormente editora) de publicações universitárias.

Em 1967, William Wright sucedeu a Riggs como reitor de alunos. Oliver C. Rice veio em 1969 como assistente do reitor de alunos com responsabilidades adicionais no escritório de admissões relacionadas ao recrutamento de alunos de minorias. Um novo reitor associado de alunos em 1971 foi Brian R. Enos. A aposentadoria de Value Williams em 1972 trouxe Eleanor Sisson Ypma como registradora, a primeira naquele posto a possuir um doutorado. O Dr. Roger E. Roof sucedeu ao Dr. Arthur W. Smith como médico universitário e diretor de serviços de saúde em 1966.

Páginas: & lt & lt Voltar 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próxima & gt & gt


Tag: Universidade DePauw

Na esquina da Sixth Avenue com a Washington Street ergue-se um complexo forjado com calcário de Indiana. As plantas se arrastam por janelas quebradas, & # 8220UR MOM & # 8221 é pintada com spray em uma varanda e o telhado queimado se abre para o céu. Os restos mortais da Igreja da cidade de Gary e # 8217 representam coisas muito diferentes para os espectadores. Para alguns, eles simbolizam a promessa não cumprida de utopia industrial. Para outros como Olon Dotson, professor de Arquitetura e Planejamento na Ball State University e um Ph.D. candidato no Programa de Estudos Americanos da Purdue University & # 8217s, & # 8220 Os restos da estrutura servem como um monumento ao racismo e à segregação. & # 8221 Para a maioria, é simplesmente o pano de fundo para uma cena em Transformers 3. Poucos discordariam, no entanto, de que City Church representa a ascensão e queda de Steel City.

A história da igreja é tão matizada quanto os sentimentos que suas ruínas inspiram. A Primeira Igreja Episcopal Metodista de Gary foi fundada em 1906, mesmo ano em que a United States Steel Corporation deu à luz a cidade. A empresa converteu hectares de pântanos e dunas de areia, e logo Gary - batizado em homenagem ao presidente fundador da U.S. Steel, Elbert Henry Gary - se viu dominado por usinas siderúrgicas. A expansão do mercado de aço moldou o ambiente construído da cidade e incentivou o crescimento populacional ali. Entre 1906 e 1930, um número crescente de imigrantes europeus, sulistas negros, mexicanos e migrantes brancos migraram para a região em busca de trabalho na indústria do aço.

Fornos de coque de esgoto de Main West de anteparo em aberturas de canal, Gary, Indiana, 13 de novembro de 1909, acessado U.S. Steel Gary Works Photograph Collection, 1906-1971.

O historiador James B. Lane afirmou que & # 8220Por causa do conceito limitado de planejamento urbano da US Steel & # 8217s, surgiram dois Gary & # 8217s incrivelmente diferentes: um elegante e pitoresco, o outro caótico e esquálido. & # 8221 Homens de negócios, bem como fábricas habilidosas operadores e gerentes, assentados ao norte dos trilhos da ferrovia Wabash. Eles residiam em subdivisões da Gary Land Company & # 8217s entre ruas pavimentadas, casas pitorescas e fileiras de árvores exuberantes. Os nortistas relaxaram em restaurantes de pedra calcária e salas de clubes após um longo dia de trabalho. O custo de vida nesta área impediu muitos recém-chegados, principalmente afro-americanos e imigrantes, de se estabelecerem lá. Em vez disso, moravam no Southside, geralmente em barracos de papel alcatroado, tendas e barracas sem ventilação. Lane observou que, como a Gary Land Company negligenciou amplamente esta área, os proprietários & # 8220 aproveitaram a falta de moradias e a ausência de regulamentos de saúde ou códigos de construção cobrando aluguéis inflacionados e vendendo propriedades sob gravames fraudulentos. & # 8221 Esta região pantanosa, considerada como "

Crianças polonesas em casas de assentamento, Gary, Indiana, ca. 1915, Joan Hostetler Collection, acessado The Indiana Album.

Lane observou que as famílias de imigrantes no Southside se organizaram em comunidades & # 8220shanty & # 8221, onde elas & # 8220 se juntaram, mas ajustaram seus estilos de vida do velho mundo às novas circunstâncias. & # 8221 Às vezes, vários grupos étnicos e raciais socializaram-se e até aprenderam com um outro, porque os residentes negros ensinavam inglês aos imigrantes e vice-versa. Sem acesso às oportunidades e amenidades do Northside, o crime e o vício crescentes surgiram quando & # 8220laboradores entraram nos bares onipresentes armados e prontos para colocar algumas horas de ação em suas vidas sombrias. & # 8221 Segregada desde o início, a construção social de Gary no final das contas resultou em sua implosão.

Reverendo William Seaman, acessou o Flikr. Esta imagem também aparece no The Gary Post-Tribune, 1 de outubro de 1926, 9.

Na florescente metrópole, a mencionada Primeira Congregação Metodista se reuniu em escolas locais, empresas e uma fábrica abandonada antes de construir uma igreja na esquina da Rua Adams com a Sétima Avenida em 1912. Com a rápida mudança socioeconômica e demográfica ocorrendo em Gary, a igreja , sob a visão do pastor branco William Grant Seaman, iniciou planos em 1917 para se mudar para o coração da cidade. Um nativo de Wakarusa, Indiana, Seaman obteve seu B.A. da DePauw University e seu Ph.D. da Boston University. Depois de ministrar e ensinar em vários estados, o pastor pragmático mudou-se para Steel City em 1916 a pedido do Bispo de Chicago, Thomas Nicholson.

Seaman, apelidado de & # 8220Sunny Jim & # 8221 por sua disposição, afirmou que a Igreja Metodista de Gary tinha a obrigação de aliviar os desafios enfrentados por:

trabalhador industrial. . . frequentemente sofrendo injustiça

os estrangeiros dentro de nossas fronteiras. . . Eles representam cerca de cinquenta grupos raciais e linguísticos diferentes

nossos irmãos de preto, vindos de Southland em um fluxo contínuo

nossos próprios americanos brancos, que vêm em grande número da aldeia e da fazenda.

Ele observou que este ministério era especialmente importante, visto que muitas igrejas urbanas haviam se mudado para os arredores de Gary à medida que a cidade ficava mais congestionada. De acordo com o historiador James W. Lewis, o reverendo Seaman sentiu que “a cidade moderna foi atormentada por um colapso da comunidade tradicional e do controle social, resultando em uma população anônima, móvel, materialista e hedonista”. Ele, portanto, acreditava que era responsabilidade da igreja "desenvolver programas que fornecessem parte do apoio, orientação e satisfação característicos das comunidades tradicionais."

Worker at Tin Mill, American Sheet and Tin Plate Co., 28 de janeiro de 1921, acessou a coleção de fotos Gary Works da U.S. Steel, 1906-1971.

Compassivo e trabalhador, Seaman sentiu-se chamado a atender as & # 8220 necessidades religiosas e de conforto humano & # 8221 dos trabalhadores e suas famílias que despejaram & # 8220 em grandes riachos humanos através dos portões desses moinhos. & # 8221 No entanto, suas crenças sobre os recém-chegados da cidade, especialmente a população afro-americana, são problemáticas para os padrões atuais. Ele sentiu que os líderes da igreja brancos eram os mais qualificados para elevar a crescente população negra, escrevendo em 1920 que as pessoas de cor são muito ignorantes e, em um grau surpreendente, moralmente subdesenvolvido, e este fato é verdadeiro para um grande número de seus pregadores. & # 8221 Seaman justificou a necessidade de liderança branca citando rumores de que denominações lideradas por negros “estão cultivando em seu povo a sensação de estarem sendo injustiçadas”. Como a Stewart Settlement House de Gary e # 8217 (da qual atuou como membro do conselho), as intenções do Seaman parecem duas vezes: implementar o controle social em uma cidade diversificada e fornecer ajuda humanitária.

Lewis observou sobre Seaman e outros líderes brancos:

Embora sua percepção da causa fosse frequentemente falha e seu serviço a ela frequentemente misturado com outros motivos, suas ações revelaram sua convicção de que a igreja deveria ser uma força proeminente para o bem, mesmo na cidade moderna.

Embora Seaman tivesse uma visão paternalista da comunidade negra, seus esforços para combater o racismo atraiu a ira da Ku Klux Klan. Seaman se opôs a exibir o filme Nascimento de um Nação , que reforçou os estereótipos sobre a suposta selvageria inerente aos afro-americanos. Ele também tentou, sem sucesso, convencer o Hospital Metodista a admitir pacientes negros.

Acima: Cerimônia de construção da Igreja Metodista da Cidade (L) para lançar a pedra fundamental da igreja (R) Bispo Frederick D. Leete falando na cerimônia (o Rev. Seaman se senta em um chapéu leve), 1925, acessado nos Arquivos da Universidade DePauw.

O ambicioso pastor começou a trabalhar rapidamente, reunindo-se com líderes do Centenário de Missões Metodistas e da U.S. Steel Corporation para angariar apoio para uma igreja no centro. Seu lobby valeu a pena e ambos os grupos doaram aproximadamente US $ 350.000 para construir um “oásis” que estaria aberto sete dias por semana. Em outubro de 1926, a visão de Seaman foi concretizada quando a City Church - como a Primeira Igreja Episcopal Metodista & # 8217s no centro da cidade passou a ser chamada - abriu com muita fanfarra. Os repórteres ficaram maravilhados com a catedral ornamentada, que ostentava uma unidade socioeducativa, ginásio, jardim no terraço, quadra de tênis e salão comunitário equipado com uma “roupa de cinema” e um palco moderno. Ele também continha lojas de varejo e um refeitório comercial, que gerava receita para as despesas da igreja. Isso era necessário, disse Seaman, porque a igreja do centro ministrava a grupos com menos recursos para sustentar o santuário.

Although Sunny Jim sought inclusivity, records indicate that the congregation remained white until the church’s closing. Conspicuously absent from photographs of pews lined with worshippers—hair bobbed and suits pressed—were members of color. While Black residents did not bow their heads in prayer beside white congregants (who likely did not welcome their presence), they did utilize City Church’s amenities. According to Lewis, Seaman was fairly successful in promoting the community hall “‘as a religiously neutral ground for artistic and civic events,’” although “there was little mixing of cultures.”

Basketball game at City Church, no date, accessed DePauw University Libraries, Digital Library.

City Church tried to navigate race relations in a polarized city, to some degree, opening its doors to civic, social, and spiritual gatherings. In 1927, the church hosted a race relations service, in which members and pastors of African American churches Trinity M. E. and First Baptist shared in services. Reverend Seaman delivered the principle address, stating “We shall make no progress toward race union . . . until we view each other as God views us, children of the same Father and brothers all.” After toiling in factories , Swedes, Mexicans, and Croatians gathered at City Church to study, worship, and play. Romanian children, “Americanized” at schools like Froebel , congregated in the church gym to socialize and shoot hoops.

Production at City Church, courtesy of DePauw University Archives, accessed Opacity.

When Reverend Seaman left in 1929 under unclear circumstances, the church turned inward and ministered less frequently to Gary’s immigrant and Black populations, especially during the demanding years of the Great Depression and World War II. Unfortunately, Gary’s Negro YMCA closed and African Americans were the first to be let go at the mills, making churches and relief organizations more crucial than ever. Resentment built among Gary residents as they competed for government support, resulting in the voluntary and forced repatriation of Mexican workers on relief rolls. The church did offer programs where weary (likely white) residents could momentarily forget their troubles, hosting Gary Civic Theater plays and an opera by a renowned singer.

Church records from the early Atomic Era denote renewed interest in ministering to the church’s diverse neighbors. The degree to which the church took action is unclear, although advertisements for Race Relations Sunday indicate some walking of the talk.* City Church p hotographs document an immunization clinic, which served both African American and white children, as well as cooking classes for Spanish girls. It is clear, however, that, despite the efforts of some City Church pastors, members of the white congregation largely did not support, and sometimes opposed, integrated Sunday mornings. With Steel City’s influx of African Americans and immigrants in the 1950s and 1960s, Gary’s white population fled to the suburbs, depleting the urban core of tax revenue. City Church mem bers belonged to this exodus . Tellingly, on a 1964 survey, Rev. Allen D. Byrne appears to have checked, only to erase, a box noting that the church ministered to racial groups.

Immunization Clinic hosted by City Church, no date, courtesy of Calumet Regional Archives.

This changed temporarily with the leadership of Reverend S. Walton Cole, who perhaps came closest to fulfilling Reverend Seaman’s mission, with his 1964 appointment. Cole wrote frequently in City Church’s newsletter, Tower Talk , about confronting one’s personal prejudices and the role of the church in integrating minority groups. Unafraid to confront social issues, Cole argued at a Methodist Federation meeting, “We are not socialists and communists when we talk about moral problems in our nation. Wouldn’t Jesus talk about poverty if he walked among us today?” Under Cole’s pastorship, the church hired Aurora Del Pozo to work with Gary’s Spanish-speaking population. Such efforts, Tower Talk reported, went a long way in understanding their Hispanic neighbors , noting “we were introduced to the viewpoints and attitudes held by these Spanish speaking people that were a surprise to most of us.”

Cole, addressing the trend of church members to “shut their ears and eyes” and move out of the city, noted in 1966:

Hate is the strongest of all. We hate the Negroes, the Puerto Ricans, the Mexicans, the Irish, the English, the Germans, the French. We hate the Jews, the Catholics, the Baptists, the Methodists, the Presbyterians, the Republicans, the Democrats, the Socialists. We hate everybody, including ourselves. This is the way of the world, the secular world.

He countered that the Christian way centered around demonstrating love and hope for all. The NAACP awarded Reverend Cole with the first Roy Wilkins award for his work in civil rights. During his pastorship, the church worked to redevelop the downtown area, striving to “maintain a peaceful and developing community by improving race relations.” But this same year, fugitive James Earl Ray assassinated Martin Luther King Jr. in Memphis, setting off a string of riots across the country . Riots in Gary’s Midtown section , formerly the Patch, that summer resulted in gunfire, looting, and burning. Gary’s first African American mayor, Richard Hatcher , contended “‘slum conditions in the city and inequalities in education and employment have fostered the tenseness'” that led to the riots.

Gary Mayor Richard Hatcher (arms crossed) and Reverend Jesse Jackson (at the podium) at a press conference for the National Black Political Convention, March 11, 1972, AP/Charles Knoblock, accessed Belt Magazine.

Some of Gary’s African American residents got involved in the Black Power Movement , which arose after decades of educational, political, and housing discrimination. The movement espoused racial pride, social equality, and political representation through artistic expression and social (and sometimes violent) protest. In 1972, Gary hosted the National Black Political Convention , which drew over 10,000 Americans of color. State delegates and attendees—comprised of Black Panthers, Socialists, Democrats, Republicans, and Nationalists—hoped to craft a cohesive political strategy to advance Black civil rights. This event highlighted Gary’s polarization along racial lines, which became so profound that City Church reported in the 1970s: “Evening sessions are difficult without police protection. Most folks are afraid to come downtown.” This schism was perhaps inevitable, given that city planners constructed Gary around the color of residents’ skin. As City Church membership sharply declined, church leaders realized they needed to build meaningful relationships with the local community.

It became apparent they had waited too long. The 1973 Pastor’s Report to the Administrative Board noted:

Most residents in the immediate area will already have found a convenient church where they are welcome . . . Furthermore Blacks are not likely to come to a church which they ‘feel’ has excluded them for several years. The neighborhood may have continued to change from one social class group to another, so that there is an almost unbridgeable gap between the white congregation and the persons living in the community.

A survey of urban church leaders cautioned in 1966 that, regardless of resources or mission, a white church in a Black neighborhood could only carry on for so long, that the “ultimate end is the same. THE CHURCH DIES!” City Church leaders considered merging with a local Black church, but when community interviews revealed that minority groups did not trust the church , leaders decided to close in 1975. Die it DID.

City Methodist Church, April 26, 2017, accessed City Savvy Imaging.

After decades of decomposition, philanthropic organizations and city leaders have turned their attention to redeveloping the building. After all, as Professor Dotson warns, Gary is in jeopardy of the “eminent collapse under the weight of its own history.” As of now, the most likely outcome involves stabilizing the building and converting it into a ruins garden. A supporter of the ruins concept , Knight Foundation’s Lilly Weinberg, seemingly invokes Reverend Seaman with her statement that “Creating spaces for Gary’s residents to meet and connect across backgrounds and income levels is essential to community building.” Some in Gary oppose this plan, arguing that if the city receives funding it should be a llocated to existing African American churches that need structural support, rather than one that ultimately abandoned the Black community.

Regardless of City Church’s fate, Ball State Professor Olon Dotson argues it is crucial that Gary’s legacy of segregation is incorporated into its story “for the sake of the young children, attending 21st Century Charter School at Gary, who look out their classroom windows, or wait for their parents every day, in front of the abandoned ruins of a church, in the midst of abandoned Fourth World space .” If the ruins embody Gary’s past, what is done with them now could signify Steel City’s future.

For a list of sources used and historical marker text for City Church, click here.


Conteúdo

The DePauw Tigers football program is currently the 17th most winning program in Division III history and have been the co-champions of the SCAC four times. [5]

The DePauw University women's basketball team won the Division III National Championship in 2007 and 2013. They defeated Washington University in Springfield, MA to win the first team national championship in the school's history and then defeated the University of Wisconsin-Whitewater to win their second. In addition to their national championship, the women's team has also won 9 SCAC championships and reached the national quarterfinals four times. [6]

The DePauw University men's basketball team has won two SCAC championships they also reached the NCAA Division III Final Four two times in their history (1984_3rd place under Coach Mike Steele & 1990_National Runner-Up under Coach Royce Waltman). Current Clemson Tigers coach Brad Brownell was a star of the 1990 team. [7] In addition to their success on the court, former DePauw basketball player Brad Stevens has found great success coaching as well. After graduating from DePauw in 1999, Stevens went on to coach the Butler Bulldogs at the NCAA Division I level. In the 2009–10 season, Stevens led his team to the national championship game before eventually losing to Duke. [8] Then during the 2010–11 season, he led Butler back to the national championship game again before losing to UConn. Stevens is currently the head coach of the NBA's Boston Celtics.

Future U.S. House Representative Lee H. Hamilton lettered in three seasons for the DePauw men's basketball team (in 1949–50, 1950–51, and 1951–52). He twice led the Tigers in rebounding (in 1950–51 with 11.4 rebounds per game and in 1951–52 with 10.7 per game) and once in scoring average (11.4 points per game in 1950–51).

DePauw's baseball team has reached the NCAA Division III tournament six times in their history, and won a school-record 35 games in 2008. [9]

Prominent baseball alumni include former MLB Commissioner Ford Frick [10] and long-time NCAA football coach Dick Tomey. [11]

The women's cross country team have won a total of eight conference championships, seven of which have come in the SCAC. They have additionally reached the NCAA tournament seven times. [12]

The men's cross country have won the SCAC team championship seven times and have reached the NCAA tournament eleven times in their history. [13]

DePauw's women's field hockey team have made two NCAA tournament appearances in their history and won the SCAC championship in 2007. [14]

DePauw University's women's golf program is the best of any NCAA Division III college in the nation for students seeking a "balanced" experience, according to Golf Digest's third annual College Golf Guide, which appears in the September 2007 issue. In their history, the women's team have national runners-up twice, been in the top four seven times, and made nine consecutive NCAA appearances. [15]

The men's golf team have made 21 NCAA Division III appearances and have been either SCAC champions or runners-up four times. [16]

Former Vice President Dan Quayle, lettered 3 years for the Tigers (1967-69) and finished 10th in the Conference Meet during the 1967 season, leading the Tigers to the best ever finish during their Indiana Collegiate Conference tenure. [17]

Lacrosse was added as a men's and women's varsity sport at DePauw University effective with the 2012–13 academic year. [18]

The women's soccer team have made six NCAA appearances, finished in third place nationally in 2003, and have won three SCAC championships in their team's history. [19]

The men's soccer team have made eight NCAA appearances in their history. [20]

The Tigers softball team won the SCAC championship in 2008 and 2009 and won a Division III-leading 40 wins in 2008. The team has 7 NCAA Division III appearances in last 9 years including a 5th-place NCAA Finish in 2015 (2007, 2010, 2011. 2015). The Tigers have been conference champions 6 of the last 8 seasons and have averaged nearly 33 wins over last 10 seasons [21]

The men's swimming and diving team have won eight total conference championships in their history, and six while in the SCAC. [22]

The women's swimming and diving team finished ninth overall in the 2008 NCAA championships. [23]

The women's tennis team have made eight NCAA team appearances and have won three SCAC team championships. Additionally, DePauw also won the 2007 NCAA singles championship. [24]

The men's tennis team have made 15 NCAA team appearances, were the NCAA quarterfinalists in 2007, and have won three SCAC team championships. [25]

The men's track and field team have won six SCAC team championships and two NCAA individual championships. [26]

The women's track and field team have won three SCAC team championships. [27]

DePauw's volleyball team have made three NCAA appearances and have been SCAC runners up five times in their history. [28]


DePauw University

Nossos editores irão revisar o que você enviou e determinar se o artigo deve ser revisado.

DePauw University, private, coeducational institution of higher learning in Greencastle, Ind., U.S., 40 miles (64 km) west of Indianapolis. It is affiliated with the United Methodist Church. Strictly an undergraduate university, DePauw offers a curriculum in the liberal arts and sciences as well as preprofessional programs. The university’s International Center provides students with study-abroad opportunities in Europe, Asia, Africa, Australia, and Latin America. Campus facilities include the Eugene S. Pulliam Center for Contemporary Media and the Robert C. McDermond Center for Management and Entrepreneurship. Total enrollment is approximately 2,300.

The university was founded in 1837 as Indiana Asbury University. Women were first admitted in 1867. The name was changed in 1884 to honour Washington C. DePauw, an important benefactor of the university. In that year the school of music, one of the oldest in the United States, was opened, and the McKim Observatory was built. Notable alumni include former U.S. vice president Dan Quayle, writer Barbara Kingsolver, educator William Wirt, and historian Charles A. Beard.

Este artigo foi revisado e atualizado mais recentemente por Amy Tikkanen, Gerente de Correções.


Featured Schools

College Factual provides higher-education, college and university, degree, program, career, salary, and other helpful information to students, faculty, institutions, and other internet audiences. Presented information and data are subject to change. Inclusion on this website does not imply or represent a direct relationship with the company, school, or brand. Information, though believed correct at time of publication, may not be correct, and no warranty is provided. Contact the schools to verify any information before relying on it. Financial aid may be available for those who qualify. The displayed options may include sponsored or recommended results, not necessarily based on your preferences.


Assista o vídeo: The Inauguration of President Lori S. White as the 21st President of DePauw University