Tropas alemãs marchando com capacetes cobertos

Tropas alemãs marchando com capacetes cobertos


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Tropas alemãs marchando com capacetes cobertos

Aqui vemos uma coluna de infantaria alemã em marcha, usando capas de capacete para evitar que os capacetes de metal brilhem ao sol e denunciem suas posições.


Tropas alemãs marchando com capacetes cobertos - História

Esta seção do site fornece um guia ilustrado dos vários capacetes que foram usados ​​pelos países durante os períodos da Primeira Guerra Mundial até hoje. Este é também um guia de identificação e preço para capacetes colecionáveis ​​em todo o mundo.

O modelo 1916 foi emitido para membros do Exército Imperial Alemão como uma substituição do pickelhaube, que não oferecia proteção suficiente para o usuário. O novo estilo de capacetes forneceu muito mais proteção para a seção do pescoço. O modelo de 1916 foi usado no início do Terceiro Reich. A única mudança foi a adição do adesivo com a suástica. Este capacete foi substituído em 1935 pelo capacete M-35. Embora substituído, o capacete M-1916 continuou em serviço com unidades civis e estrangeiras livres até o final da guerra.

O capacete M-35 foi substituído pelo capacete M-1943. Devido a razões de custo e eficiência, o capacete M-43 foi estampado em uma única folha de metal sem o enrolamento das bordas.

Todos os capacetes alemães foram pintados por dentro e por fora. Isso evitaria a formação de ferrugem. Os capacetes foram produzidos em 5 tamanhos diferentes. Isso cobriu toda a população. Os adesivos foram aplicados ao lado para designar o ramo de serviço ou unidades especiais.

Determinar que tipo de capacete alemão da Segunda Guerra Mundial você tem e quanto ele vale é sempre um exercício interessante. Os dados fornecidos aqui o ajudarão a fazer ambos. Identifique o tipo de capacete que você tem e determine seu valor.

CAPACETES LUFTWAFFE ALEMÃES DA SEGUNDA GUERRA MUNDIAL

Capacete de bombeiro alemão da segunda guerra mundial Luftschutz - Cor preta. Ventilação com múltiplos orifícios exibida em cada lado. Completo com a tira de couro para o queixo. Proteção do pescoço.

Capacete M-42 com decalque único Luftwaffe - Este é um capacete de combate. Rebites de ventilação de cada lado. Decalque único da Luftwaffe. O forro está presente. Falta a corda da coroa.

Capacete de decalque único Luftwaffe M-40 da segunda guerra mundial - Cor cinza Luftwaffe. Completo com o forro de couro marrom. Um lado da tira de queixo é encontrado. Decalque único da Luftwaffe.

Capacete alemão da Luftwaffe com duplo decalque da Segunda Guerra Mundial - Cor azul escuro. Autocolante duplo em que um dos lados mostra a águia da Luftwaffe e o outro exibe o escudo das cores nacionais.

Capacete alemão da segunda guerra mundial Luftwaffe - Cor cinza do campo. Pintura original. Um lado tem um único decalque da Luftwaffe. Retém a maior parte do forro de couro marrom original.

Capacete alemão da segunda guerra mundial Luftwaffe duplo decalque - Este é um capacete M35 com decalque duplo. Cor cinza do campo. Completo com forro de couro. Marcas encontradas dentro do forro.

CAPACETES DO EXÉRCITO ALEMÃO
Sob o Tratado de Versalhes, o Reichswehr só tinha permissão para 100.000 homens divididos entre o Exército e a Marinha. Após as eleições alemãs de 1932, o Partido Nazista chegou ao poder e começou a revogar o tratado. O Exército passou a integrar a Wehrmacht em maio de 1935 com a aprovação da "Lei de Reconstrução das Forças de Defesa Nacional". A Wehrmacht incluía não apenas o Exército e a Marinha, mas também um terceiro braço conhecido como Luftwaffe. Inicialmente, o Exército foi expandido para 21 unidades de tamanho divisional e formações menores. Entre 1935 e 1945, essa força cresceu para consistir em centenas de divisões e milhares de unidades de apoio menores. Entre 1939 e 1945, cerca de 16 milhões serviram no Exército. Mais de 3 milhões foram mortos e mais de 4,1 milhões ficaram feridos. Dos 7.361 homens agraciados com o grau inicial da maior honra de combate alemã da Segunda Guerra Mundial, a Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro, 4.777 eram do Exército, perfazendo 65% do total concedido. Os Aliados dissolveram o Exército Alemão em 20 de agosto de 1946.

Capacete duplo decalque do exército alemão M-35 da segunda guerra mundial - Cor verde maçã com dois decalques. Uma da águia do Exército e a outra do escudo nacional. Retém o forro de couro.

Capacete do Exército Alemão M-1942 da Segunda Guerra Mundial - Corpo de cor cinza campo com um único decalque do exército em um lado. Retém o forro de couro marrom escuro original.

Capacete tropical do exército alemão da segunda guerra mundial - De algodão, construção solta e de arame. Cor cáqui. Usa dois escudos de metal. Um com a águia do Exército e o outro com as cores nacionais.

Capacete do Exército Alemão da 2ª Guerra Mundial -

Capacete DAK do Exército Alemão da Segunda Guerra Mundial M-1942 - Capacete do exército camuflado do deserto. Desenho de decalque único. A maior parte do forro de couro é encontrada. Completo com a tira de queixo.

Capacete Camo de Inverno M-1940 do Exército Alemão da Segunda Guerra Mundial - Como usado na frente oriental. O capacete é pintado em uma combinação de branco e cinza. A forma do adesivo é visível. Sem forro.

Capacete de voluntário alemão M-35 da segunda guerra mundial - Cor cinza do campo. Decalque único do exército. Completo com forro de couro. Falta a tira de queixo. Nome do proprietário pintado no interior.

Capacete Alemão da Segunda Guerra Mundial M35 com Fio Coberto - Corpo pintado de cinzento escuro / preto. Coberto com tela de arame. Modificação comum que permitiu ao soldado camuflar o capacete.

Capacete alemão M35 da Segunda Guerra Mundial - Este é um capacete alemão M-35 da Segunda Guerra Mundial. Completo com forro e tira de couro para o queixo.

Capacete alemão M42 com decalque único da segunda guerra mundial - Este é um capacete do exército alemão da segunda guerra mundial. Decalque único. Completo com curtidor e tira de couro para o queixo.

POLÍCIA ALEMÃ E CAPACETE DE INCÊNDIO DA Segunda Guerra Mundial
A polícia alemã tornou-se uma força paramilitar sob o Terceiro Reich. Além de desempenhar as funções normais de uma agência de aplicação da lei, eles tinham a tarefa de vigiar a oposição política. Eles também estavam encarregados de fazer cumprir as leis de identificação pessoal muito rígidas que foram aprovadas durante esse período. Os capacetes da polícia foram fabricados em duas categorias principais. Os criados para o combate e os para funções normais. Os capacetes de combate eram de construção mais forte.

Houve um grande número de organizações policiais criadas durante a Segunda Guerra Mundial. alguns exemplos são polícia de água, polícia ferroviária, polícia rural, etc.

Capacete de couro de bombeiro alemão 1800 - De construção em couro preto. Grande estrela de prata colocada na frente. Pente de alumínio no topo. A aba protege o pescoço.

Capacete SS M-35 da Polícia Rural Alemã da Segunda Guerra Mundial - Cor verde maçã. Tipo M-35. Decalque duplo. Um lado tem uma águia do exército e o outro um escudo vermelho com suástica.

Capacete da Polícia Alemã da Segunda Guerra Mundial - Este é um capacete policial padrão. Versão leve com orifícios de ventilação laterais. Tira e forro em couro.

Capacete de bombeiro alemão 1800 - Corpo em couro preto com uma peça central pintada de vermelho. A insígnia de metal foi colocada na frente.

Capacete da Polícia Alemã da Segunda Guerra Mundial - Este é um capacete policial leve. Autocolante duplo com o emblema da polícia de um lado e a suástica do outro. Completo com forro de couro.

DEFESA CIVIL ALEMÃ DA Segunda Guerra Mundial
A defesa civil alemã era composta por uma série de organizações. Seu objetivo era manter os cidadãos seguros e o funcionamento da cidade. Seus membros eram responsáveis ​​por atividades como assistência a civis em abrigos contra bombas durante ataques aéreos aliados, combate a incêndios causados ​​pelo bombardeio, manutenção dos trens operacionais após um ataque, etc. Uma das organizações de defesa civil mais comuns era a Luftschutz.

Capacete alemão M-1942 RAD da Segunda Guerra Mundial - Corpo de cor preta. único decalque RAD colocado na lateral. Composto por uma coroa de flores com o centro vermelho e uma suástica preta. Logotipo da RAD no meio.

Capacete alemão de defesa civil da segunda guerra mundial Luftschutz - Esta é a versão do gladiador com a conta central. Grande decalque frontal com uma grande porcentagem restante. Correia de couro para o queixo.

Capacete de gladiador alemão da segunda guerra mundial Luftschutz - Outro exemplo do capacete do tipo gladiador. Forro de couro marrom com uma tira de queixo preta. Decalque também encontrado dentro da área do pescoço.

Capacete alemão de defesa civil da segunda guerra mundial Luftschutz - Capacete de duas peças com uma conta no centro. Forro parcial restante, tira de couro preta para o queixo. RL2 marcado na área do pescoço.

Capacete alemão de defesa civil da segunda guerra mundial Luftschutz - Construção metálica. O ponto médio tem uma conta. Os lados têm aberturas para a seção do ouvido.

CAPACETES DE INTERESSE ALEMÃO DA Segunda Guerra Mundial
Parece que o Terceiro Reich produziu um capacete para cada ocasião. Além dos capacetes discutidos nas seções acima, outros tipos de capacetes foram empregados. Esta parte do site cobre chapéus incomuns da Segunda Guerra Mundial, bem como capacetes de pré e pós-guerra.

Capacete SS alemão M-35 com decalque duplo da segunda guerra mundial Cor verde maçã com alguma tinta faltando na parte superior. Decalque duplo, sendo um o escudo SS e o outro um escudo vermelho com suástica.

Capacete alemão de feltro pickelhaube do final da Primeira Guerra Mundial - Versão de guerra tardia feita de feltro porque o couro era escasso. Não é um bom design como o feltro rasgado com relativa facilidade.

Capacete de petroleiro alemão do pós-guerra - Um capacete de petroleiro baseado em grande parte no design americano da Segunda Guerra Mundial. Construção de couro com abas de orelha. Vários orifícios cortados para ventilação.

Capacete M-16 do Exército Alemão da Primeira Guerra Mundial - Construção metálica com parafusos Frankenstein de cada lado. O forro e o anel estão faltando. Os parafusos do revestimento estão no lugar.

Capacete de arte popular alemã M-42 da segunda guerra mundial - Este é um capacete interessante. Alguém pegou uma concha e pintou com um mottiff de camuflagem com uma grande caveira na frente.

Capacete de motocicleta NSKK alemão da segunda guerra mundial - De construção folgada preta. Pesadamente acolchoado na frente. A águia de alumínio está faltando. Completo com a etiqueta RZM.

Capacete de motocicleta NSKK alemão da segunda guerra mundial 1935 - De construção folgada preta. Pesadamente acolchoado na frente. Águia de alumínio precoce com ataque de alta qualidade. Completo com a etiqueta RZM.


Tropas alemãs marchando com capacetes cobertos - História

A seguir está um guia pictórico de uma grande coleção de alguns dos alfinetes que foram usados ​​pela Alemanha nazista durante a Segunda Guerra Mundial. As informações fornecidas incluem o valor atual de um alfinete alemão da segunda guerra mundial. Lembre-se de que o preço do alfinete pode variar de área para área.

Os pinos são divididos nas seguintes categorias:

Este serviço é fornecido gratuitamente ao visitante / entusiasta, cortesia da MilitaryItems.com, uma empresa dedicada à preservação da história militar e ao fornecimento de antiguidades militares e colecionáveis ​​de qualidade a museus, instituições e ao público em geral.


EMBLEMAS E STICKPINS DE PREMIAÇÃO ALEMÃ DA Segunda Guerra Mundial

A Wehrmacht, literalmente, Defensive Might, ou mais precisamente, Forças de Defesa, foi as forças armadas unificadas da Alemanha de 1935 a 1945. Consistia em Heer (exército), Kriegsmarine (marinha) e Luftwaffe (força aérea). Esta organização autorizou e emitiu emblemas de combate projetados para reconhecer as ações realizadas por certos soldados durante o combate. Quando um distintivo era emitido, o soldado muitas vezes recebia um alfinete. Isso permitiu que a pessoa mostrasse que ganhou o prêmio sem ter que usar a versão completa, maior e mais pesada.

ORDEM DA ÁGUIA ALEMÃO COM ESTRELA De construção em forma de estrela. águias são colocadas em todos os cantos formados pelos braços. Construção frontal em esmalte. Nenhuma marca foi encontrada nas costas.

CRUZ ALEMÃO DE WWII EM GOLD STICK PIN Padrão Starburst. Mutti = construção da peça. Grande suástica no centro, rodeada por uma coroa de ouro. A parte traseira tem o nome do fabricante dentro de um retângulo.

ADESIVO DESTRUIDOR NAVAL ALEMÃO DA Segunda Guerra Mundial O desenho consiste em uma coroa de flores de forma oval com uma águia Kriegsmarine no topo. A figura de um contratorpedeiro cortando a água é colocada no centro.

CHOLM ALEMÃO DA Segunda Guerra Mundial
PICOTE DE ESCUDO Em forma de escudo com uma águia segurando uma Cruz de Ferro com uma suástica no centro. As palavras Cholm e data de 1942 são colocadas abaixo.

STICKPIN DE IRON CROSS SPANG DA Segunda Guerra Mundial O spang foi emitido durante a Segunda Guerra Mundial para reconhecer os soldados que ganharam a Cruz de Ferro durante a Primeira Guerra Mundial. De construção metálica. Datado de 1939.

1913 PIN BADGE STICK DO PILOTO ALEMÃO Emitido para soldados que eram pilotos durante a Primeira Guerra Mundial. Este alfinete é difícil de encontrar. O desenho consiste em uma guirlanda com uma coroa no topo. Mostra a aeronave no centro.

PIN DA BARDA DE ASSALTO GERAL DO EXÉRCITO ALEMÃO DA Segunda Guerra Mundial Este prêmio foi concedido a um indivíduo que participou de três ataques blindados em dias diferentes. O soldado não seria elegível para o distintivo de ataque de infantaria.

ASSALTO DE INFANTARIA DE BRONZE DO EXÉRCITO ALEMÃO DA Segunda Guerra Mundial Emitido para soldados que participaram de pelo menos três assaltos de infantaria, contra-ataques ou missões de reconhecimento. Também estava disponível em formato numerado.

ASSALTO DE INFANTARIA DE PRATA DO EXÉRCITO ALEMÃO DA Segunda Guerra Mundial Emitido para soldados que participaram de pelo menos três assaltos de infantaria, contra-ataques ou missões de reconhecimento. Também estava disponível em formato numerado.

STICKPIN DE BLOQUEIO NAVAL ALEMÃO DA Segunda Guerra Mundial Emitido para marinheiros que conseguiram trazer um navio alemão para águas alemãs depois de executar com sucesso um bloqueio naval. Formato redondo com correntes como borda.

2ª Guerra Mundial ALEMÃO OUTUBRO 1938 MARÇO STICK PIN Emitido para indivíduos que participaram da campanha de unificação austríaca. Formato redondo, cor bronze. Apresenta dois homens correndo com uma bandeira.

CRUZ DE GUERRA CIVIL ESPANHOLA COM PINOS DE VARA DE ESPADAS Instituída em 14 de abril de 1939 para reconhecer a bravura dos membros da Legião Condor. O design consiste em uma cruz maltesa com espadas e águias Luftwaffe.

CRUZ ESPANHOLA ALEMÃO SEM ESPADAS Emitido para soldados e civis que ajudaram na Guerra Civil Espanhola de julho de 1936 a março de 1939. O desenho é uma cruz maltesa com águias em cada quadrante.

CRUZ ESPANHOLA ALEMÃO SEM ESPADAS Emitido para soldados e civis que ajudaram na Guerra Civil Espanhola de julho de 1936 a março de 1939. O desenho é uma cruz maltesa com águias em cada quadrante.

BADGE STICKPIN DE TANQUE DE BRONZE ALEMÃO DA Segunda Guerra Mundial Instituído para tripulações de veículos blindados que não sejam tanques. Grinalda de formato oval com uma águia do exército no topo e um tanque no centro.

CRUZES DE MÉRITO DE GUERRA E HINDENBURG DA Segunda Guerra Mundial A cruz de mérito de guerra foi instituída em 19 de agosto de 1940 para reconhecer a assistência não-combatente por parte de indivíduos. A cruz de Hindenburg foi instituída em 13 de julho de 1934.

WWII GERMAN LUFTWAFFE AIRCREW STICKPIN Introduzido pela primeira vez em 1933. Não foi oficialmente reconhecido até 1934-1935. Concedido em reconhecimento ao serviço prestado nos dias cladestinos da Luftwaffe.

PIN DA ÁGUIA SELÉSIA DA Primeira Guerra Mundial O prêmio foi criado em junho de 1919. Emitido para serviço na fronteira com a Silésia. O desenho consistia em uma grande águia com espadas cruzadas no peito.

STICKPIN DA MEDALHA DE MÉRITO DE GUERRA ALEMÃO DA Segunda Guerra Mundial A cruz de mérito de guerra foi instituída em 19 de agosto de 1940 para reconhecer a assistência não-combatente por indivíduos. Esta é a versão de medalha.

PIN DO CHAPÉU DA ÁGUIA DE KRIEGSMARINE ALEMÃO DA Segunda Guerra Mundial De construção em metal. O desenho consiste em uma águia Kriegsmarine com as asas totalmente estendidas. Uma coroa de flores com uma suástica no centro é colocada a seus pés.

STICKPIN DE FERIDO DE PRATA ALEMÃO DA Segunda Guerra Mundial Este é um emblema preto de ferida. Emitido para pessoas que foram feridas uma a duas vezes. Construção de alta qualidade.

STICKPIN DE LUFTWAFFE ALEMÃO DA Segunda Guerra Mundial Este é um alfinete de águia da Luftwaffe. De construção metálica. Cor de ouro. Não, arking nas costas.

STICKPIN ALEMÃO DE TRÊS PRÊMIOS DA Segunda Guerra Mundial Este é um alfinete de composto militar alemão. Consistindo em uma Cruz de Ferro, medalha da Frente Leste e um distintivo de ferimento.

STICKPIN ALEMÃO DE TRÊS PRÊMIOS DA Segunda Guerra Mundial Este é um pino adesivo de composto militar alemão. Consistindo em uma Cruz de Ferro, medalha da Frente Leste e um distintivo de ferimento. Fabricante marcado.

O partido nazista se tornou o partido político mais proeminente da Alemanha depois que Hitler assumiu o controle do país. Era o NSDAP, National Sozialistische Deutsche Arbeiter Partei, fundado em 1919 e dissolvido em 1945. Era conhecido como Partido dos Trabalhadores Alemães (DAP) antes da mudança de nome em 1920.

Os alfinetes apresentados aqui foram emitidos pelo partido nazista por vários motivos. Embora os itens mostrados aqui não estejam à venda, você pode visitar nossa loja para ver os itens que podem ser comprados.

ADESIVO POLÍTICO DA ÁGUIA DO MARFIM DA WWII ALEMÃO Este é um adesivo político interessante de compra privada. É uma águia estatal esculpida em marfim. Não há marcações nas costas.

1937 POLÍCIA ALEMÃ PSD UNIÃO STICKPIN De construção circular com frente esmaltada de verde. A águia policial dentro de uma coroa de flores é executada em prata junto com a data 1937 e as palavras PSD e Koblens.

PINO DE VARA ALEMÃO DE 1938 COM PINOS DUPLOS Este é um alfinete com um design composto. Ele tem uma corrente que se conecta a um alfinete separado. Datado de 1938. O verso não possui marcações.

PIN PARA FESTA NAZI AMERICANO PRÉ-GUERRA De formato oval com bela esmalte aplicado na frente. São aplicadas as letras AV e o desenho que incorpora uma suástica. Fabricado em Nova York.

PRÊMIO DE SERVIÇO DE 25 ANOS DA Segunda Guerra Mundial NSDAP Esta é uma versão menor da medalha concedida a membros do partido nazista que serviram por 25 anos. Cruz esmaltada em branco na frente com águia de latão.

PRÊMIO DE SERVIÇO DE 15 ANOS DO NSDAP ALEMÃO Este prêmio foi autorizado por Hitler para todos os membros do NSDAP. Composto por uma cruz de prata com braços azul escuro. A águia prateada é colocada no centro.

STICKPIN DE MEMBROS DO PARTIDO NAZI DA Segunda Guerra Mundial Este é o distintivo padrão emitido para membros do partido nazista. Forma redonda com frente esmaltada. Borda vermelha e centro branco com uma suástica preta.

RAMO NSDAP ALEMÃO DA Segunda Guerra Mundial EM ANGERBURG Este é um alfinete de formato muito interessante. águia quadrada no centro superior com uma suástica no peito e as iniciais NSDAP logo abaixo. Emitido para um rali em Angerburg.

PIN DE VÁRIAS CRUZES ALEMÃES DA Segunda Guerra Mundial Este alfinete foi entregue a um indivíduo altamente condecorado. Uma série de 6 prêmios são anexados. O tamanho por prêmio é menor do que o normal para que caibam.

1933 FEIRA COMERCIAL PROMOVIDA PELO PARTIDO NAZI O partido nazista promoveu o comércio e a indústria. O distintivo apresentado aqui foi emitido em um evento de feira comercial. Construção em forma de U com uma suática no topo.

ESTADO DE ÁGUIA STICKPIN DE 1930 O estado nazista tinha uma águia padrão como emblema. Construção de alta qualidade. Bem marcado nas costas.

A RAD era uma organização fundada em julho de 1934. O objetivo do grupo era ser um trampolim para os jovens que queriam ir para o exército. A adesão à RAD passou a ser obrigatória por um período de 6 meses. Parte das atividades realizadas incluiu marchas e formações militares. Além disso, a RAD executou obras públicas. Essa foi uma boa maneira de melhorar a comunidade e também de preparar uma pessoa para o serviço militar.

STICKPIN DE ADESÃO À RAD ALEMÃO O desenho do alfinete consiste em um oval esmaltado. Uma faixa vermelha serve como perímetro cobrindo uma seção branca onde o logotipo da RAD reside.

PINO ALEMÃO DA SEGUNDA GUERRA GOLD VARA - De formato oval com perímetro vermelho cobrindo um centro branco. A pá RAD e as lanças de trigo com uma suástica no centro. marcado Ges Gesch nas costas.

PIN ALEMÃO DE ADESÃO À RAD DA Segunda Guerra Mundial Esta é uma versão recortada do logotipo da RAD. De construção metálica. Composto por uma cabeça de pá com bordas vermelhas e centro branco com suástica no meio.

PIN DA CRUZ VERMELHA ALEMÃO DA SEGUNDA GUERRA A insígnia da cruz vermelha consiste em uma coroa de prata com um recorte da águia da Cruz Vermelha em esmalte. Uma Cruz Vermelha é colocada aos pés. Suástica no peito.

PINO DE LÍDER DA CRUZ VERMELHA RDKL ALEMÃO DA Segunda Guerra Mundial De construção em metal. Em forma de águia com uma suástica no peito. As letras RDKL são colocadas em uma caixa retangular na parte inferior.

PIN DE ESPORTES NACIONAIS DE BRONZE DA Segunda Guerra Mundial DRL Composto por uma coroa de flores cor de bronze com as letras DRL escritas em gótico. Uma suástica é colocada na seção inferior. A parte traseira mostra o nome do fabricante.

PIN DE ESPORTES NACIONAIS DE OURO DA Segunda Guerra Mundial DRL O desenho consiste em uma coroa de ouro com as letras DRL escritas em fonte gótica. Uma suástica é colocada no fundo.

STICKPIN DE ESPORTES DE PRATA ALEMÃO 1933 O desenho consiste em uma coroa de prata com as letras DRA escritas em fonte gótica. Um arco é colocado na parte inferior.

ADESIVO EM OURO DRA SPORTS ALEMÃO 1933 O desenho consiste em uma coroa de ouro com as letras DRA escritas em fonte gótica. Um arco é colocado na parte inferior. Escoado para trás com marcações.

STICKPIN DE BRONZE DRA SPORTS ALEMÃO 1933 O desenho consiste em uma coroa de bronze com as letras DRA escritas em fonte gótica. Um arco é colocado na parte inferior. Design de costas vazadas.

STICKPIN DE RAD ALEMÃO DA Segunda Guerra Mundial De construção metálica. O desenho consiste em uma suástica recortada com uma lança de trigo de um lado e uma espada do outro. As marcas são encontradas nas costas.

Os veteranos da Primeira Guerra Mundial e outros conflitos eram respeitados na Alemanha. Esses indivíduos formaram uma série de organizações destinadas a ajudar outros ex-soldados com coisas como comida e moradia. A afiliação ao partido nazista era quase obrigatória. Esses grupos também realizaram manifestações de coleta para solicitar dinheiro de indivíduos a fim de contribuir para o conflito armado.

WW1I PIN DA ORGANIZAÇÃO VETERANA ALEMÃ Este foi o distintivo básico que foi emitido para os indivíduos quando eles se juntaram à organização do Veterano. Em forma de escudo com frente esmaltada.

WW1 25 & 50 ANOS VETERAN STICK PINS Este é um conjunto de pins de membros veteranos da Primeira Guerra Mundial. O mesmo design básico de um alfinete da Segunda Guerra Mundial, com a exceção de que não há suástica no design.

STICKPIN DA ÁGUIA DO VETERANO ALEMÃO DA Segunda Guerra Mundial Emitido para membros da organização do veterano. Este é o segundo modelo produzido.

STICKPIN COMEMORATIVO VETERANO ALEMÃO DA Segunda Guerra Mundial Seção de forma retangular com uma série de cruzes exibidas sobre um fundo preto. Nenhuma marca encontrada nas costas.

STICKPIN DE MEMBRO DA ORGANIZAÇÃO VETERANA ALEMÃO Em forma de escudo com a imagem de um farol sobre uma rocha.

STICKPIN DO VETERANO ALEMÃO DA Segunda Guerra Mundial Este é o pino de adesão de uma organização de veteranos. Desenho de escudo com frente esmaltada.

STICKPIN DE CONTRIBUIÇÃO VETERANO ALEMÃO DA Segunda Guerra Mundial Este é um alfinete que foi dado a indivíduos que doaram dinheiro ou bens para uma organização de veteranos.

O Terceiro Reich desenvolveu uma série de organizações civis que serviram ao propósito de doutrinar a população quanto aos benefícios da filosofia nazista. Ambos, jovens e idosos, podiam se juntar a um grupo e participar de uma série de atividades. Algumas das tarefas realizadas acabaram beneficiando os militares, como a construção e a pilotagem de planadores. No final da guerra, foram organizações como essas que defenderam a Alemanha contra as tropas aliadas.

ACADEMIA AERONÁUTICA ALEMÃ DA Segunda Guerra Mundial - HERMAN GOERING Este é um pino difícil de encontrar. Foi concedido a membros da Academia de Pesquisa Aeronáutica. Consistindo em uma águia dourada em pleno vôo segurando uma suástica.

BANDA MUSICAL ALEMÃ DA Segunda Guerra Mundial STICKPIN Concedido aos membros da banda que participaram de determinados eventos. Na parte inferior do pino está escrito "Badischen Sangerbund". A parte traseira tem marcações do fabricante e Ges Gesch.

BANDEJA MUSICAL ALEMÃO DA 2ª Guerra Mundial De forma circular com uma guirlanda como orla. O centro tem uma harpa com uma espada na frente e um círculo com uma suástica. O verso não possui marcações.

ALEMÃO DA Segunda Guerra Mundial N.S.F.K. PROFICIÊNCIA DE MODELAGEM AERO Este prêmio foi concedido a membros da Juventude Hitlerista pela construção de planadores. O alfinete consiste em uma coroa de flores redonda com um planador no centro e seu nariz em uma nuvem.

PIN DA ADESÃO DE SÓCIO DE OURO DA DLV ALEMÃO O pino de etiqueta de ouro da associação de ouro foi emitido para os membros do DLV com o maior número de anos de serviço. Construção oval com uma águia em voo no centro.

ALEMÃO DLV SILVER MEMBERSHIP STICKPIN O DLV era uma organização de vôo civil que foi formada na década de 1930. Este alfinete foi emitido para membros que serviram por certo número de anos.

PIN ALEMÃO DA VARA DE TRABALHO DO GDAO DA Segunda Guerra Mundial Este é um alfinete de mão do Trabalho Alemão. Emitido para membros do GDAO. O desenho consiste em uma engrenagem com um martelo na frente e uma suástica no centro.

PIN DA VARA DE SÓCIOS DO CLUBE DE CAÇA ALEMÃO DA Segunda Guerra Mundial Este alfinete foi distribuído aos membros do Clube de Caça. Design redondo com uma cabeça de veado no centro. Uma suástica é colocada entre os chifres.

ADESIVO GERMAN MOTOR SPORT AWARD AWARD De formato redondo com uma suástica recortada no centro. As palavras "Pate der motorstandarte 55" estão escritas no perímetro do círculo.

STICKPIN DE CLASSE DE OURO ALEMÃO DA Segunda Guerra Mundial Emitido para indivíduos que concluíram aulas de nível avançado para salva-vidas. O desenho consiste em uma águia segurando uma coroa oval com um homem carregando uma pessoa.

STICKPIN DE CLASSE DE PRATA DO LIFEGUARD ALEMÃO DA Segunda Guerra Mundial Emitido para indivíduos que completaram classes de nível médio para salva-vidas. O desenho consiste em uma águia segurando uma coroa oval com um homem carregando uma pessoa.

MEDALHA DE HONRA PARA O BEM-ESTAR ALEMÃO Autorizada em 1º de maio de 1939 como forma de reconhecer indivíduos por serviços meritórios no bem-estar. Desenho em formato redondo com uma cruz no centro e uma águia no seu interior.

STICKPIN DA CONFERÊNCIA JUDICIAL ALEMÃ DA Segunda Guerra Mundial Este alfinete foi emitido para os membros da corte que participaram de uma conferência. O desenho é de uma suástica em espiral com palavras em cada braço.

PIN JUDICIAL ALEMÃO DA Segunda Guerra Mundial Este alfinete foi emitido para membros da corte. Isso pode incluir juízes e pessoal de apoio. O desenho consiste em uma águia com uma espada e escala na frente.

PINO DE ESTENÓGRAFO ALEMÃO DA Segunda Guerra Mundial Alfinete em forma de diamon com frente esmaltada azul escuro. Caneta com asas e suástica no topo exibida em branco. Emitido a taquígrafos no tribunal.

PRÊMIOS DE MARKMANSHIP DE RIFLE / PISTOL DA Segunda Guerra Mundial Esta é uma série de alfinetes que foram emitidos para indivíduos que alcançaram altas pontuações em uma competição de tiro. A parte de trás dos pinos tem algumas marcações.

STICKPIN ALEMÃO DA ADESÃO AO DLV DA Segunda Guerra Mundial De construção metálica. Um conjunto de asas é colocado no centro e se junta em uma suástica.

ADESIVO PARA MEMBROS DA WWII ALEMÃO WD Este é um adesivo de adesão emitido para os membros do WD. Construção de alta qualidade.

STICKPIN DE MEMBROS NSBO ​​ALEMÃO DA Segunda Guerra Mundial Este é um stickpin de associação de organizações trabalhistas da Segunda Guerra Mundial. Composto por um quarto de engrenagem com uma mão e um martelo.

Várias organizações dedicadas a proteger as fábricas e a população civil foram criadas durante o Terceiro Reich. Essas organizações eram conhecidas em geral como defesa civil. Vários estiveram em operação durante a guerra. Alguns tinham tarefas muito específicas, como garantir que os trens funcionassem no horário e de forma confiável. Outros ajudaram civis em abrigos antiaéreos durante ataques aéreos.

DEFESA AÉREA DA FÁBRICA ALEMÃ DA Segunda Guerra Mundial 1935-1945 Grandes fábricas durante o Terceiro Reich desenvolveram suas próprias forças de segurança. O alfinete apresentado aqui foi emitido para membros de uma dessas forças policiais.

ADESIVO DO LÍDER DA ECONOMIA DE DEFESA ALEMÃO DA Segunda Guerra Mundial Este alfinete foi emitido para membros das forças de segurança que garantiam a produção contínua pelas fábricas após ataques aéreos e ataques inimigos.

STICKPIN DE TRABALHADOR DA FÁBRICA DE LUFTWAFFE ALEMÃO O projeto consiste em uma águia da Luftwaffe segurando uma engrenagem com uma suástica no centro. O dorso é oco e não possui marcações.

PIN DA VARA DE VOLUNTÁRIO CIVIL DE LUFTWAFFE ALEMÃO DA Segunda Guerra Mundial O design consiste em uma águia da Luftwaffe segurando uma engrenagem com uma suástica no centro. Um pergaminho é colocado acima da águia. Escoado para trás sem quaisquer marcas.

PIN ALEMÃO DE MEMBROS DA RLB DA 2ª Guerra Mundial TIPO 1 A RLB era um grupo encarregado dos deveres de defesa civil durante a 2ª Guerra Mundial. O desenho do alfinete consiste em uma explosão estelar com uma suástica na parte inferior.

PIN TIPO 2 DE MEMBRO DA RLB ALEMÃO DA Segunda Guerra Mundial Este é o segundo desenho do pino de adesão da RLB. A parte traseira mostra o nome do fabricante "Hoffstatter Brown" e as palavras Ges Gesch.

PIN DA VARA DO MEMBRO DO DEPTO DE INCÊNDIO DO CAMPO AÉREO CIVIL Este alfinete foi emitido para os membros do corpo de bombeiros para um campo de aviação civilin. O desenho consiste em uma coroa de flores com uma suástica e asas retas saindo de cada lado.

PINO DA VARA DO LÍDER DA POLÍCIA DE 1934 Este alfinete foi entregue aos membros do grupo do líder da polícia. Datado de 1934. Padrão em forma de estrela com uma suástica no centro.

STICKPIN DE MEMBROS DO TENO ALEMÃO DA Segunda Guerra Mundial A organização TENO era responsável por garantir que o serviço ferroviário e outros serviços vitais não fossem interrompidos durante os ataques inimigos. Este pin foi emitido para seus membros.

PIN DA VARA AUXILIAR FEMININA DA Segunda Guerra Mundial LUFTWAFFE As mulheres desempenhavam um papel fundamental nas funções administrativas e em outras atividades não relacionadas com o combate das forças armadas. Este distintivo foi emitido para mulheres que ajudaram a Luftwaffe.

STICKPIN DE TRABALHO ALEMÃO DA Segunda Guerra Mundial Este é um alfinete que foi emitido para membros da organização trabalhista. Consiste em uma engrenagem com uma suástica no centro.

A suástica é um símbolo que existe há centenas de anos antes do Terceiro Reich. A seguir está uma série de pinos que foram usados ​​na Alemanha durante a Segunda Guerra Mundial e alguns que podem ter sido usados ​​em outros países em diferentes períodos de tempo.

PINTA DE SWASTIKA - 1 alfinete de suástica.

SWASTIKA STICKPIN - 2 alfinetes de suástica.

SWASTIKA STICKPIN - 3 alfinetes de suástica.

STICKPIN DE SWASTIKA - 4 alfinetes de suástica.

STICKPIN DE SWASTIKA - 5 alfinetes de suástica.

PINTA DE SWASTIKA - 6 Alfinete de suástica.

STICKPIN DE SWASTIKA - Alfinete com 7 suásticas.

PINTA DE SWASTIKA - 8 Alfinete de suástica.

Houve tantos alfinetes criados na Alemanha durante a Segunda Guerra Mundial que ninguém sabe realmente quantos ou quantos tipos diferentes existem. Às vezes não é possível classificá-los em uma área específica. Esta seção do site foi criada para ilustrar os pinos de fixação destinados ao uso geral.

CLUBE DE CONDUÇÃO DE DHV ALEMÃO STICKPIN Os clubes de direção tiveram um papel fundamental em levar a população em geral aos grandes comícios promovidos pelo partido nazista. Guirlanda circular com letras DHV na seção inferior.

STICKPIN ALEMÃO DO VDK DA Segunda Guerra Mundial Este distintivo foi concedido aos membros do Volksbund Deutsche Kriegsgraeberfuersorge (Comissão Alemã de Túmulos de Guerra). Desenho de coroa oval com logotipo no centro. Construção de duas peças. Fabricante marcado.

DESEMPENHO ALEMÃO DA Segunda Guerra Mundial NSRL STICKPIN Datado de 1939. Grinalda circular com uma grande águia quadrada no centro. A suástica é encontrada no peito. Construção de duas peças com DRL estampado nas costas.


PIN DE ASSOCIAÇÃO DE KKS ALEMÃO DA Segunda Guerra Mundial Construção em forma oval com as folhas subindo nas laterais. Suástica no topo. Centro esmaltado verde com as letras KKS escritas em ouro.

WWII DRL LEHRWART ENSINO ATENDENTE VARA PIN Águia quadrada com suástica no peito. A palavra "Lehrwart" está aos pés da águia. Selo pequeno no verso. Distintivo de membro para assistente de ensino.

PIN DE ASSOCIAÇÃO RDB ALEMÃO DA Segunda Guerra Mundial Este é um distintivo de associação para o RDB. Asas de águia quadradas com letras RDB colocadas na área do peito. Suástica aos pés. Fabricado pela empresa Assmann.

EMBLEMA DE HONRA DO LIMITE COLONIAL Escudo esmaltado com águia no topo. Cores preto, vermelho e branco. Ges Gesch é encontrado nas costas. Logotipo do fabricante em relevo.

STICKPIN DA ORGANIZAÇÃO CIVIL ALEMÃO DA Segunda Guerra Mundial Construção redonda com uma suástica recortada no topo do círculo. Design ocupado com várias cores e um mottiff médio de Páscoa.

WWII GERMAN 1934-35 W.H.W STICKPIN WHW pin de associação. Desenho circular com um alvo no centro e uma suástica. Folhagem encontrada na seção inferior. Design de costas vazadas.

STICKPIN DE EVENTO DE AaCHEN ALEMÃO DA Segunda Guerra Mundial Construção em forma oval com um escudo recortado no centro. Corpo esmaltado a vermelho com o número 99 escrito em letras douradas.

STICKPIN DO MÚSICO BMG ALEMÃO DA 2ª GUERRA Guirlanda oval em prata com um instrumento musical colocado no centro. Sem marcas nas costas.

CASTELO ALEMÃO DA 2ª Guerra Mundial CSR Consistindo em um castelo cor de bronze com as letras CSR no topo. Um coração como porta com a cor nacional.

STICKPIN ALEMÃO DA Segunda Guerra Mundial Este é um pino que foi dado aos proprietários de Volkswagen que alcançaram ou ultrapassaram os 100.000 quilômetros em seu veículo.

STICKPIN DA GUERRA CIVIL ALEMÃO ESPANHOL DA Segunda Guerra Mundial Este é um alfinete em forma de um chapéu de coco com uma águia no topo de uma bandeira com uma cruz.

POST-WWII GERMAN VW STICKPIN This is a May of 1938 Volkswagen stickpin. Not clear who would receive it or why.

WWII GERMAN STICKPIN This is an unknown stickpin. Not sure who would receive it or for what reason.

WWII GERMAN STICKPIN This is an unknown stickpin. Not sure who would receive it or for what reason.

WWII GERMAN STICKPIN This is an unknown stickpin. Not sure who would receive it or for what reason.

WWII GERMAN 40th ANNIVERSARY STICKPIN This is a 40th Anniversary stickpin. Not sure who would receive it.


German Troops marching with covered Helmets - History

Whenever I want to explain the lingering influence of Germany on the militaries of South America, especially Chile, I show people this video…

The Chilean Army comes by its German influences and traditions honestly, from a decent-sized influx of German immigrants during the second half of the 19th century, most of whom settled in the southern part of the country, centered around Puerto Montt, where the weather is cooler and wetter, and where dairy farms and breweries now abound.

In the 19th century, however, German immigration wasn’t a precondition of adopting German military traditions. Beginning with the Elector of Brandenberg, Frederick Wilhelm, in the 17th cetury, the Prussians worked hard to develop a serious military culture, mostly as a reaction to the disastrous events of the Thirty Years War, which left more than half of all German men dead. By the time of the Great Elector’s grandson, King Frederick Wilhelm I and his son Frederick the Great, they had succeeded, and Prussia, despite its small size, was a formidable military power so formidable that most of the bigger countries of Europe avoided fighting Prussia like the plague, and fledgling nations invited their cast-off officers to help them learn to soldier properly.

Fast forward to 1870, and the Franco-Prussian War, in which the Prussians (with Otto von Bismarck at the wheel) rounded up various northern German principalities and in less than ten months had captured Paris and laid the ground work for the unification of Germany.

Some Chilean ceremonial units are co-ed, and pickelhaube-ed

Meanwhile, a little over a decade later, the Chileans managed to prevail in the War of the Pacific, a typically Latin American affair in that no one really knows exactly why it started, it was fought over some awful piece of scrub land, and the consequences and animosities of the war linger to the present day. In other words, Chile beat the combined armed forces of Peru and Bolivia, got the Atacama Desert, and took away Bolivia’s access to the sea. (Did you know that landlocked Boliva still has a Navy? It does!)

Two years after the War of the Pacific, in 1885, the Chileans decided that if they were going to hang onto the Atacama and keep the Argentines in their place, they better get some training in modern warfare, and so they invited a group of Prussian officers and sergeants led by Captain Emil Körner to do the job. By the time Körner retired as the Commanding General of the Chilean Armed Forces in 1910, the Chilean army was the best equipped and best led in Latin America, a position it maintains to the present day.

Of course, the Chileans haven’t had much call to use their army since the end of the War of the Pacific. The Bolivians, who brought in their own German military experts in the early 20th century, would like to get back their desert seaport in Antofagasta, but seem to prefer diplomacy to war. (Which is good, given that their generals seem so unsteady on horseback.) And their simmering feuds with their other neighbors have mostly gone cold.

The one altercation the Chilean military has “fought” since the War of the Pacific in 1883 was something known as the Beagle Conflict, a century-long series of mutual, angry fist-shakings with the Argentines over the eastern entrance to the Beagle Channel, in Tierra del Fuego. The most violent event occurred in 1958, when an Argentine destroyer shelled an unmanned Chilean lighthouse located on a desolate rock. In 1984, after the intervention of Pope John Paul II, and the defeat of the Argentines in the Falklands War, the matter was settled peacefully. Today, Argentina and Chile consider themselves allies, sort of, and so in that video at the top of the post, at the 5:10 mark, Argentine soldiers are riding armored cars in a Chilean military parade, albeit under the flag of the U.N. peacekeeping force.

Finally, the Germanization of the Chilean army encouraged Chilean Germans to take up military careers, and even though only about 3% of present-day Chileans claim German ancestry, Germans are substantially overrepresented in the Chilean officers’ corp. Here’s a webpage showing Chile’s general staff. Note the teutonic family names: Heillig, Spielman, Heine, Meissner, Geissbuhler. By comparison, the high command of the Chilean Navy is more English and Scottish: Corthorn, Gary, Miller, McIntyre, Hardy. This also makes sense. In the 19th century, the Chilean Navy was advised and led by Englishmen, resulting in the best navy in Latin America.

So, German army + English navy = the best military in Latin America. And goose-stepping parades and Wehrmacht Stahlhelme are peculiar relics of the building of a modern Chilean fighting force.

P.S. My favorite moment in the parade video occurs at 5:01 with this photo (note, third from left):

Not a scene from Hogan’s Heroes.

Speaking as a stout middle-age man myself, I sympathize with any stout middle-aged man forced to goose-step down a long stretch of hot asphalt. But, on the other hand, just looking at that picture makes me laugh out loud.


Nazi Germany – Sudetenland

At the end of World War One the treaties of Versailles, St Germain and Trianon broke the Austro-Hungarian Empire and took land from both countries and also from Germany to give to other countries.

The Sudetenland was taken away from Germany and the Austro-Hungarian Empire and given to Czechoslovakia. The region contained Czechs, Germans, Slovaks, Hungarians, Poles and Ruthenians. Although American President Woodrow Wilson had wanted people in disputed regions to be allowed to decide where they would live this did not happen.

When Adolf Hitler came to power he promised to rip up the treaty of Versailles and claim back land that had been taken away from Germany. In 1936 he had marched soldiers into the Rhineland region and reclaimed it for Germany. In March 1938 German troops marched into Austria. The Austrian leader was forced to hold a vote asking the people whether they wanted to be part of Germany. The results of the vote were fixed and showed that 99% of Austrian people wanted Anschluss (union with Germany). The Austrian leader asked Britain, France and Italy for aid. Hitler promised that Anschluss was the end of his expansionist aims and not wanting to risk war, the other countries did nothing.

Hitler did not keep his word and six months later demanded that the Sudetenland region of Czechoslovakia be handed over to Germany. Neville Chamberlain, Prime Minister of Britain, met with Hitler three times during September 1938 to try to reach an agreement that would prevent war. The Munich Agreement stated that Hitler could have the Sudetenland region of Czechoslovakia provided that he promised not to invade the rest of Czechoslovakia. Hitler was not a man of his word and in March 1939 invaded the rest of Czechoslovakia.

Despite calls for help from the Czechoslovak government, neither Britain nor France was prepared to take military action against Hitler. However, some action was now necessary and believing that Poland would be Hitler’s next target, both Britain and France promised that they would take military action against Hitler if he invaded Poland. Chamberlain believed that, faced with the prospect of war against Britain and France, Hitler would stop his aggression. Chamberlain was wrong. German troops invaded Poland on 1st September 1939.


Picturing World War I: America's First Official War Artists, 1918-1919 -- Harvey Thomas Dunn (1884 - 1952)

Dunn was born and raised on a homestead in rural South Dakota. He attended the South Dakota Agricultural College, but soon left to pursue studies at the Art Institute of Chicago. He then studied for two years (1904–1906) with Howard Pyle in Wilmington, Delaware. Dunn launched his own studio in Wilmington, becoming a successful teacher as well as illustrator of magazines, books, and advertising.

Dunn entered the army art program in March 1918 as a captain and was soon on his way to France, where he established a reputation as a bold, even foolhardy, combat artist. His work very much centered on frontline action. Although he was one of the first to return from Europe, in February 1919, he continued painting pictures based on his war experience for many years.

In 1919, Dunn opened a studio and art school in New Jersey, where he taught hundreds of students and was a major influence on the next generation of illustrators. He was elected to the National Academy of Design and to the Society of Illustrators Hall of Fame. Dunn’s celebrity far exceeded that of any of his fellow war artists and much more has been written about him than any of the others.


German Troops marching with covered Helmets - History

T he Battle of the Somme was one of the costliest engagements of the First World War. In the summer of 1916 the line of trenches demarcating the Western Front stretched from the English Channel across the length of France to the Swiss border. At Verdun, near the middle of this line, French and German troops were bogged down in a battle of attrition. The objective of the Somme offensive was to relieve the pressure on Verdun and to push the British line forward.

The attack began July 1, 1916 with a predominately British force clambering out of its trenches and crossing No Man's Land under

Over the Top
British troops leave their trenches
Battle of the Somme, July 1, 1916
withering German machinegun and artillery fire. The attack soon stalled and deteriorated into disaster. On that day the British suffered almost 60,000 casualties making it the bloodiest day in British military history. Undeterred, the British command ordered the assault to continue the next day with the hope of breaking through the German lines. This attempt and the others that followed through the summer and fall months produced no break through. Finally, with the approach of winter in November, the battle was abandoned.

The final tally included 420,000 British casualties, 200,000 French and the Germans 500,000. The reward for this effort was the six-mile movement of the British front line into German territory.

Among the French troops waiting to assault the German trenches on July 1 was an American named Alan Seeger. He had graduated from Harvard in 1910 and had spent two years in Greenwich Village before moving to Paris. Alan Seeger was a poet and he thrived in the bohemian atmosphere of Paris's Left Bank. When war broke, Seeger joined the French Foreign Legion in order to defend the country he loved so much. He did not abandon his poetry. One of his compositions during this period was an eerily prophetic poem entitled "Rendezvous with Death:"

I have a rendezvous with Death
At some disputed barricade,
When Spring comes back with rustling shade
And apple-blossoms fill the air--
I have a rendezvous with Death
When Spring brings back blue days and fair.

Seeger kept his appointment with death on July 1, 1916 - the first day of the Battle of the Somme. He was 28 years old.

Seeger kept a diary of his experiences in the French Foreign Legion. This, along with his letters, was published in 1917. His final letter was written to a friend as he waited along with his company to be called up to join the opening attack of the Battle of the Somme:

We go up to the attack tomorrow. This will probably be the biggest thing yet. We are to have the honor of marching in the first wave.

I will write you soon if I get through all right. If not, my only earthly care is for my poems. I am glad to be going in first wave. If you are in this thing at all it is best to be in to the limit. And this is the supreme experience."

"..that was the last time I saw my friend"

The rest of Alan Seeger's story is told through the words of a friend:

"At 8 o'clock on the morning of July 1st there was roll call for the day's orders and we were told that the general offensive would begin at 9 without us, as we were in reserve, and that we should be notified of the day and hour that we were to go into action. When this report was finished we were ordered to shell fatigue, unloading 8 inch shells from automobile trucks which brought them up to our position.

All was hustle and bustle. The Colonial regiments had carried the first German lines and thousands and thousands of prisoners kept arriving and leaving. Ambulances filed along the roads continuously. As news began to arrive we left our work to seek more details picking up souvenirs, postcards, letters, soldiers' notebooks, and chatting all the time, when suddenly a voice called out: 'The company will fall in to go to the first line.'

Alan Seeger
About 4 o'clock the order came to get ready for the attack. None could help thinking of what the next few hours would bring. One minute's anguish and then, once in the ranks, faces became calm and serene, a kind of gravity falling upon them, while on each could be read the determination and expectation of victory. Two battalions were to attack Belloy-en-Santerre, our company being the reserve of battalion. The companies forming the first wave were deployed on the plain. Bayonets glittered in the air above the corn, already quite tall.

The first section (Alan's section) formed the right and vanguard of the company and mine formed the left wing. After the first bound forward, we lay flat on the ground, and I saw the first section advancing beyond us and making toward the extreme right of the village of Belloy-en-Santerre. I caught sight of Seeger and called to him, making a sign with my hand.

He answered with a smile. How pale he was! His tall silhouette stood out on the green of the cornfield. He was the tallest man in his section. His head erect, and pride in his eye, I saw him running forward, with bayonet fixed. Soon he disappeared and that was the last time I saw my friend. . . ."

Referências:
Keegan, John, The Face of War (2001) Seeger, Alan, Letters and Diary (posthumously published 1917).


The Purpose of the Pickelhaube Helmet

Kaiser Wilhelm II of Germany (center), wearing a Pickelhaube, inspects troops during World War I.

HistoryNet Staff
June 3, 2020

Germany’s Pickelhaube helmet, distinguished by a lone spike jutting straight from its top, became a symbol of Prussian militarism in the early 20 th century. At first glance, the distinctive spike seems to have served no practical purpose—indeed, use of the helmets on the battlefield was abolished during World War I. This raises the question: what was the “point” of the Pickelhaube in the first place?

The Pickelhaube was a favorite of Kaiser Wilhelm II.

Introduced by the Prussian military circa 1843, the Pickelhaube was originally proposed for use by cavalry troops. The helmets, made of pressed leather, were developed as an updated solution to the conical shako hats worn by Prussians during the Napoleonic Wars. Napoleonic-era shakos offered virtually no head protection and were cumbersome to wear in wet conditions, as they easily soaked up rain. o Pickelhaube, therefore, was greeted as a practical modern invention. The new “leather helmets” or “helmets with spikes” gave soldiers’ greater head covering and visibility. The helmets did not fall off easily.

The distinctive spike on the Pickelhaube was supposed to function as a blade tip. It was designed to deflect sword blows aimed at the head. The spikes could be modified depending on soldiers’ battlefield duties and outfitted with plumes on formal occasions. The helmets could be easily modified to sport symbols of rank and affiliation.

Use of the helmet became widespread throughout Germany and was even adopted by regional police forces and fire brigades. However, the helmet was greeted with sarcasm and mockery—even within Germany. The unicorn-style helmet was commonly perceived as grandiose and superficial. In his 1843 satiric poem, “Germany: A Winter’s Tale,” the famous poet Heinrich Heine likened the Pickelhaube to a lightning rod:

“Yes, yes, I like the helmet, it demonstrates the loftiest wit!

A kingly inspiration, it was! Complete with a point and tip!

I’m just afraid a storm will come and only too easily hit,

That romantic crown of yours with a fancy lightning blitz!”

o Pickelhaube became a symbol of Prussian machismo and battle prowess. An imperial proclamation in 1871 made the Pickelhaube mandatory for all German troops. Proud and scowling Prussian military leaders with bristling mustaches posed for publicity photos sporting the Pickelhaube, including Kaiser Wilhelm II, Otto von Bismarck, and Paul von Hindenburg. In other countries, the horned helmets became synonymous with barbarism, especially during World War I.


The Pickelhaube offered almost zero protection from bullets and shrapnel to German soldiers like these during World War I.

The supposedly “modern” Pickelhaube did not function well in battle. Although it might have been useful for dodging swords, the helmet failed to stand the test of modern firepower. Examples from the Bavarian Army Museum in Ingolstadt demonstrate that the helmet was practically useless against bullets and even more so against shell fragments. It was also unwieldy for common soldiers to wear. Some regional South German troops resisted the 1871 imperial mandate requiring the Pickelhaube, instead preferring more comfortable cloth caps, according to the museum. Gleaming helmet spikes also presented ideal targets for snipers, which led to several modifications designed to disguise the helmet, including removable spikes.

o Pickelhaube could also prove dangerous to its own wearer in battle. A 1924 German surgical book described one case of a soldier wearing a Pickelhaube sustaining a severe injury when his helmet spike became stuck in the earth as he fell down the trauma resulted in a ruptured spleen.


A German illustration shows the manufacture of the Stahlhelm.

After remaining in use by German military forces for over 70 years, Prussian military leaders were forced to abandon the Pickelhaube during World War I. Demands for bulletproof and shrapnel-resistant helmets beginning in 1914 resulted in the creation of the Stahlhelm—a far more practical invention, which first appeared on the frontlines in 1916 and was in widespread use by 1917.


M42 helmet after restoration

After a complete cleaning of the helmet from rust and any plaque adhered to this relic of the Second World War for more than 70 years in the ground, we managed to get the most beautiful copy for any collector. See the result in the photo.

Waffen SS soldier M42 helmet. Photo from Beorn

Waffen SS soldier M42 helmet. Photo from Beorn

Waffen SS soldier M42 helmet. Photo from Beorn


Cultural legacy [ edit | editar fonte]

Astronomical legacy [ edit | editar fonte]

After the battle of Vienna, the newly identified constellation Scutum (Latin for shield) was originally named Scutum Sobiescianum by the astronomer Johannes Hevelius, in honor of Jan III Sobieski. While there are some few stars named after non-astronomers, this is the only constellation that was originally named after a real non-astronomer, who was still alive when the constellation was named, and that is still in use (three other constellations, satisfying the same requirements, never gained enough popularity to last until today).

Religious significance [ edit | editar fonte]

The feast of the Holy Name of Mary is celebrated on 12 September on the liturgical calendar of the Catholic Church in commemoration of the victory in this battle of Christian Europe over the Muslim forces of the Ottoman Empire. Before the battle King Jan had placed his troops under the protection of the Blessed Virgin Mary. After the battle Pope Innocent XI, wishing to honor Mary, extended the feast to the entire Church.

Musical legacy [ edit | editar fonte]

It is said that when the Ottomans were pushed away from Vienna the military bands left their instruments on the field of battle, and that is how the Holy Roman Empire (and therefore the other Western countries) acquired cymbals, triangles, and bass drums.

The Austrian composer Johann Joseph Fux memorialized the battle in his Partita Turcaria, which bore the sub-title, "Musical portrait of the Siege of Vienna by the Turks in 1683". & # 9126 & # 93

Culinary legends [ edit | editar fonte]

Several culinary legends are related to the Battle of Vienna.

One legend is that the croissant was invented in Vienna, either in 1683 or during the earlier siege in 1529, to celebrate the defeat of the Ottoman attack of the city, with the shape referring to the crescents on the Ottoman flags. This version of the origin of the croissant is supported by the fact that croissants in French are referred to as Viennoiserie, and the French popular belief that Vienna-born Marie Antoinette introduced the pastry to France in 1770.

Another legend from Vienna has the first bagel as being a gift to King Jan Sobieski to commemorate the King's victory over the Ottomans that year. It was fashioned in the form of a stirrup, to commemorate the victorious charge by the Polish cavalry. The veracity of this legend is uncertain, as there is a reference in 1610 to a bread with a similar-sounding name, which may or may not have been the bagel.

After the battle, the Viennese discovered many bags of coffee in the abandoned Ottoman encampment. Using this captured stock, Franciszek Jerzy Kulczycki opened the third coffeehouse in Europe and the first in Vienna, ⎧] ⎨] where, according to legend, Kulczycki himself added milk and honey to sweeten the bitter coffee, thereby inventing cappuccino. There is no contemporary historical source connecting Marco d'Aviano, the Capuchin friar and confidant of Leopold I, Holy Roman Emperor, to this spurious creation.

Other [ edit | editar fonte]

The September 11 attacks on New York City and Washington DC were reportedly timed so as to coincide with the anniversary of the Battle of Vienna, thus symbolically avenging the Ottoman defeat in this battle.


Assista o vídeo: German Army Parade 1938. British Pathé


Comentários:

  1. Nizahn

    Bravo, quais são as palavras corretas..., ótima ideia

  2. Girflet

    Com que frequência uma pessoa tem que escolher entre um peito nas mãos e um guindaste pairando sobre sua cabeça. Mas, na realidade, ele escolhe entre medos. Ele tem medo de deixar tudo como é, se não serve para ele. E ele tem medo de não alcançar o que espera, mas perderá o teto.

  3. Garman

    Sim... Provavelmente... Quanto mais simples, melhor... É muito engenhoso.



Escreve uma mensagem