10 locais históricos associados ao imperador Augusto

10 locais históricos associados ao imperador Augusto


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

1. A Casa de Augusto

A Casa de Augusto no Monte Palatino de Roma foi a modesta casa do primeiro imperador de Roma, Augusto. Embora seja considerada relativamente pequena, especialmente quando comparada ao Palácio Imperial construído em uma data posterior, a Casa de Augusto contém uma coleção vívida de afrescos. O local foi cuidadosamente restaurado e oferece uma visão fascinante da vida de uma das figuras mais proeminentes da Roma Antiga.


Augusto (63 AC - 14 DC)

Uma cabeça de bronze de Augusto © Augusto foi o primeiro imperador de Roma. Ele substituiu a república romana por uma monarquia efetiva e durante seu longo reinado trouxe paz e estabilidade.

Augusto nasceu Gaius Octavius ​​em 23 de setembro de 63 aC em Roma. Em 43 aC seu tio-avô, Júlio César, foi assassinado e em seu testamento Otávio, conhecido como Otaviano, foi nomeado seu herdeiro. Ele lutou para vingar César e em 31 aC derrotou Antônio e Cleópatra na Batalha de Ácio. Ele agora era o governante indiscutível de Roma.

Em vez de seguir o exemplo de César e tornar-se ditador, Otaviano em 27 aC fundou o principado, um sistema de monarquia chefiado por um imperador que detinha o poder vitalício. Seus poderes estavam ocultos por trás de formas constitucionais, e ele adotou o nome de Augusto, que significa "elevado" ou "sereno". No entanto, ele manteve o controle final de todos os aspectos do estado romano, com o exército sob seu comando direto.

Em casa, ele embarcou em um grande programa de reconstrução e reforma social. Roma foi transformada com novos edifícios impressionantes e Augusto foi o patrono de Virgílio, Horácio e Propércio, os principais poetas da época. Augusto também garantiu que sua imagem fosse divulgada em todo o império por meio de estátuas e moedas.

No exterior, ele criou um exército permanente pela primeira vez e embarcou em uma vigorosa campanha de expansão destinada a tornar Roma a salvo dos "bárbaros" além das fronteiras e garantir a paz de Augusto. Seus enteados, Tibério e Druso, assumiram a tarefa (Augusto se casou com sua mãe Lívia em 38 aC). Entre 16 AC e 6 DC a fronteira avançou do Reno ao Elba, na Alemanha, e até o Danúbio ao longo de toda a sua extensão. Mas Druso morreu no processo e em 9 DC a aniquilação de três legiões romanas na Alemanha (de 28 no total), no desastre de Varian, levou ao abandono da Alemanha a leste do Reno.

Augusto estava decidido a ser sucedido por alguém de seu próprio sangue, mas não tinha filhos, apenas uma filha, Júlia, filha de sua primeira esposa. Seu sobrinho Marcelo e seus amados netos Caio e Lúcio faleceram antes dele, então ele relutantemente fez de Tibério seu herdeiro.

Desastre militar, a perda de seus netos e uma economia conturbada obscureceram seus últimos anos. Tornou-se mais ditatorial ao exilar o poeta Ovídio (8 DC), que zombava de suas reformas morais. Ele morreu em 19 de agosto 14 DC.


(acima) Locais das Casas de Lívia (à esquerda) e de Augusto (à direita) (abaixo) plataforma de um Templo privado para Apolo que ficava acima da Casa de Augusto (e as cúpulas de Roma ao fundo)

A Casa de Augusto estava situada na extremidade sul do Palatino e, portanto, tinha uma vista impressionante sobre o Circo Máximo e recebia muito sol, algo importante para Augusto, que era um homem bastante doente (mas chegou aos 77 anos). Foi organizado em torno de dois pátios com um passeio aberto ligando-os. Partes da casa foram demolidas quando o imperador Domiciano construiu um grande palácio perto dela. O andar superior e um templo privado construído por Augusto estão quase totalmente perdidos. A chamada Casa de Lívia, terceira esposa de Augusto, é uma espécie de anexo situado numa posição menos favorável. Foi assim chamada por Pietro Rosa, o arqueólogo que a escavou pela primeira vez em 1869, principalmente por sua proximidade com a Casa de Augusto.
Lívia tinha uma villa suburbana ao longo da Via Flaminia e Augusto tinha uma villa em Nola, perto de Nápoles, onde faleceu em 14 DC.


A Grande Pirâmide de Gizé (Pirâmide de Khufu)

A mais famosa de todas as pirâmides egípcias antigas com 150 metros de altura (originalmente, 480,6 pés, mas ficou mais curta devido à erosão) foi construída como o local de descanso final do Faraó Khufu por volta de 2560 aC. A pirâmide era originalmente coberta por calcário branco polido que refletia a luz do sol e a tornava ainda mais espetacular. Os egiptólogos ainda estão intrigados como os antigos egípcios construíram o único monumento sobrevivente das Sete Maravilhas do Mundo Antigo e qual técnica de construção eles usaram. Mas eles concordam que sua construção exigiu uma enorme força de trabalho que, no entanto, não consistia de escravos como se pensava anteriormente, mas sim de milhares de trabalhadores qualificados que foram pagos por seu trabalho.


PANTHEON DOME

Feito principalmente de tijolos e concreto, o Panteão consiste em três seções: um pórtico com colunas de granito, uma rotunda maciça em cúpula e uma área retangular conectando as outras duas seções.

Medindo 142 pés de diâmetro, o teto abobadado era o maior de seu tipo quando foi construído. No topo da cúpula fica uma abertura, ou óculo, de 27 pés de largura. O óculo, que não tem cobertura, deixa a luz & # x2014, bem como a chuva e outros climas & # x2014, no Panteão.

As paredes e o piso da rotunda são decorados com mármore e dourado e o teto abobadado contém cinco anéis de 28 cofres retangulares.

Quando o artista Michelangelo viu o Panteão, séculos depois de sua construção, ele teria dito que era o projeto de anjos, não do homem. O Panteão provou ser uma influência importante para o grande arquiteto renascentista Andrea Palladio, bem como para os inúmeros arquitetos que o seguiram, na Europa e além.

Thomas Jefferson modelou Monticello e # x2014sua casa perto de Charlottesville, Virginia & # x2014, bem como o edifício Rotunda na Universidade da Virgínia, após o Panteão. A rotunda do Capitólio dos EUA foi inspirada no Panteão, assim como várias capitais estaduais americanas.


ARTIGOS RELACIONADOS

O mármore original que adornava a tumba de Augusto foi destruído séculos atrás e uma estátua que outrora era a torre da tumba há muito desapareceu, mas os turistas terão a chance de deleitar os olhos nas relíquias antigas em passeios de realidade virtual.

Como parte dos trabalhos de restauração, os engenheiros realizaram consolidações estruturais que incluíram a estabilização das paredes e a adição de vigas de ferro aos tetos abobadados.

Augusto mandou construir o mausoléu para si e para a família imperial, e também abriga os ossos e as cinzas dos imperadores Vespasiano, Nero e Tibério, cada um indicado com uma placa de mármore.

A estrutura circular mede 295 pés de diâmetro e tem 137 pés de altura, e dizem que foi inspirada no mausoléu de Alexandre, o Grande, localizado em Alexandria, Egito

As câmaras eram alcançadas por um corredor estreito que começava na entrada onde dois grandes pilares de granito rosa foram construídos, que agora estão na Piazza dell'Esquilino e na fonte do Quirinal.

Ele tinha 35 anos quando mandou construir o mausoléu, logo após sua vitória na Batalha naval de Ácio, onde derrotou as frotas de Antônio e Cleópatra.

Isso resultou em Augusto consolidando seu poder e tornando-o o líder indiscutível do Império Romano.

“Augusto construiu o mausoléu como uma forma de sublinhar e reforçar sua relação com Roma”, disse a historiadora Tania Renzi ao The Telegraph.

“Ele construiu um enorme complexo de banhos e o Panteão, mas o mausoléu foi o maior projeto de todos. Suas dimensões eram incríveis. Cada vez que um imperador ou um de seus parentes morria, cerimônias fúnebres eram realizadas dentro de casa.

Augusto mandou construir o mausoléu para si e para a família imperial, e também abriga os ossos e as cinzas dos imperadores Vespasiano, Nero e Tibério, cada um indicado com uma placa de mármore

O mármore original que adornava a tumba de Augusto foi destruído séculos atrás e uma estátua que outrora era a torre da tumba há muito desapareceu, mas os turistas terão a chance de deleitar os olhos nas relíquias antigas em tours de realidade virtual

Como parte do trabalho de restauração, os engenheiros realizaram consolidações estruturais que incluíram a estabilização das paredes e a adição de vigas de ferro aos tetos abobadados

Augusto foi o primeiro imperador romano e liderou a transformação da república em império depois que seu tio-avô e pai adotivo Júlio César foi assassinado.

Ele nasceu em 63 aC com o nome de Otávio e foi adotado por César em 44 aC.

No entanto, antes de chegar ao poder em 26 AC, o Senado Romano apelidou-o do nome de Augusto, que significa um exaltado, e ele reinou por 40 anos antes de morrer em 14 DC.

Suas últimas palavras relatadas foram para seus súditos: 'Encontrei Roma de barro, deixo-a para vocês, de mármore', mas para os amigos que permaneceram com ele em sua ascensão ao poder ele acrescentou: 'Desempenhei bem o papel? Então me aplauda quando eu saio. '

O Mausoléu de Augusto fica no centro histórico de Roma, perto do Rio Tibre e da Cidade do Vaticano

MAUSOLÉU DE AUGUSTUS: O MAIOR MONUMENTO FUNERÁRIO CIRCULAR DO MUNDO

O Mausoléu de Augusto foi construído em 28 aC no Campus Martius em Roma, dedicado ao primeiro imperador romano Augusto e seus herdeiros.

Foi um dos primeiros projetos iniciados por Augusto na cidade de Roma e tinha um plano circular com vários anéis concêntricos de tijolo e terra.

Ele apresentava dois obeliscos de granito rosa que flanqueavam a entrada em arco e media 295 pés de diâmetro por 137 pés de altura.

Durante o saque de Roma pelos visigodos em 410, acredita-se que eles roubaram as urnas e espalharam as cinzas, mas deixaram a estrutura do edifício intacta.

Ao longo de seus 2.000 anos de história, passou por vários usos diferentes, incluindo teatro, sala de concertos e praça de touros.

No início do século 20, foi transformada em uma sala de concertos chamada Augusteo, até ser fechada pelo ditador Mussolini na década de 1930.

Ele queria que fosse restaurado como um sítio arqueológico, como parte de uma missão mais ampla de restaurar antigos monumentos romanos em toda a cidade de Roma.

Um projeto de restauração começou em 2017, incluindo uma doação de US $ 8 milhões da empresa de telecomunicações Telecom Italia e dinheiro do governo.

Ele foi reaberto ao público em março de 2021, após quase duas décadas fechado devido ao estado de abandono.


# 5 Ele eliminou seus inimigos políticos por meio de proscrições

O segundo triunvirato durou por dois mandatos de cinco anos, a partir de 43 AC para 33 AC. Os três triúnviros fizeram uma lista de seus inimigos políticos e puseram em movimento proscrições o que levou ao execução ou banimento ao redor 300 senadores e 2.000 membros da classe abaixo dos senadores, o equites ou cavaleiros. As recompensas eram dadas como incentivo para os romanos capturarem aqueles que eram proscritos, enquanto os bens dos proscritos eram confiscados pelos triúnviros. Antônio e Otaviano também declararam guerra civil para vingar o assassinato de Júlio César. Sob a liderança de Marco Antônio, eles venceram as duas batalhas de Philippi no Outubro de 42 a.C. contra os assassinos de César & # 8217s Brutus e Cassius, ambos cometeram suicídio.


Conteúdo

Em outubro de 1850, George Roberts descobriu ouro em um afloramento de quartzo em Ophir Hill, [5] mas vendeu a reivindicação em 1851 para Woodbury, Parks and Co. por $ 350 (ou cerca de $ 11.000 hoje, ajustado pela inflação). A Woodbury Company consolidou várias reivindicações locais na mina Ophir Hill, mas administrou mal suas finanças e, em 1852, foi forçada a vender o negócio em leilão. [5] Foi comprada por John P. Rush e a Empire Quartz Hill Co. [6]: 27 A Empire Mining Co. foi incorporada em 1854, depois que John Rush foi comprado. [6]: 15,28 [7]: 87 Conforme se espalhava a notícia de que ouro de rocha dura tinha sido encontrado na Califórnia, mineiros das minas de estanho e cobre da Cornualha, Inglaterra, chegaram para compartilhar sua experiência e conhecimento na mineração de rocha dura. Particularmente importante foi a contribuição da Cornualha do motor da Cornualha, operado a vapor, que esvaziou as profundezas da mina de sua infiltração de água constante a uma taxa de 18.000 US gal (68.000 l 15.000 imp gal) por dia. [6]: 19–21 Isso permitiu aumento da produtividade e expansão subterrânea. A partir de 1895, a roda d'água de Lester Allan Pelton forneceu energia elétrica para a mina e o moinho de carimbos. [6]: 16 O Cornish fornecia a maior parte da força de trabalho desde o final da década de 1870 até o fechamento da mina oitenta anos depois.

William Bowers Bourn adquiriu o controle da empresa em 1869. [6]: 31 Bourn morreu em 1874, e sua propriedade administrou a mina, abandonando a veia Ophir para o Rich Hill em 1878. [6]: 34 filho de Bourn, William Bowers Bourn II, formou a Original Empire Co. em 1878, assumiu os ativos da Empire Mining Co. e continuou a trabalhar na veia Ophir depois que ela atingiu o fundo a 1.200 pés (370 m) e pôde ser preenchida com água. [7]: 87 [8] Com seu apoio financeiro, e depois de 1887, o conhecimento de mineração e gestão de seu primo mais jovem George W. Starr, a mina do Império tornou-se famosa por sua tecnologia de mineração. [6]: 36 [7]: 87 Bourn comprou a mina North Star em 1884, transformando-a em um grande produtor, e a vendeu para James D. Hague em 1887, junto com o controle acionário do Império um ano depois. [6]: 37

Bourn readquiriu o controle da Empire Mine em 1896, formando a Empire Mines and Investment Co. Em 1897, ele contratou Willis Polk para projetar o "chalé", usando resíduos de rocha da mina. O "chalé" incluía uma estufa, jardins, fontes e um espelho d'água. Entre 1898 e 1905, um clube com quadras de tênis, pista de boliche e quadras de squash foram construídas nas proximidades. [6]: 39

A mina Empire instalou uma planta de cianeto em 1910, que era um processo de recuperação de ouro mais fácil do que a cloração. Em 1915, Bourn adquiriu a Pennsylvania Mining Co. e a Work Your Own Diggings Co., minas vizinhas, que deram à Empire Mines and Investment Co. acesso ao filão da Pensilvânia. A North Star também tinha alguns direitos sobre essa veia, mas as duas empresas se comprometeram e fizeram um ajuste. [6]: 45,48

Em 1928, por recomendação de Fred Searls de Nevada City, a Newmont Mining Corp. comprou a Empire Mine de Bourn. A Newmont também comprou a North Star Mine, resultando na Empire-Star Mines, Ltd. [7]: 87 O negócio foi administrado por Fred Nobs e mais tarde por Jack Mann.

As minas de ouro foram definidas como "indústria não essencial para o esforço de guerra" pelo Conselho de Produção de Guerra do Governo dos EUA em 8 de outubro de 1942, que encerrou as operações até 30 de junho de 1945. Após a guerra, uma escassez de mineiros qualificados forçou a suspensão das operações abaixo do nível de 4.600 pés em 1951. [6]: 74-75

Na década de 1950, os custos da inflação para a mineração de ouro estavam deixando a operação não lucrativa. Em 1956, uma paralisante greve de mineiros devido à queda dos salários encerrou as operações. [6]: 77 Ellsworth Bennett, um graduado de 1910 da Escola de Minas Mackay em Reno foi o último "Capitão" (Superintendente) do Império, e a única pessoa da administração com permissão para cruzar a linha de piquete (a vida dos mineiros dependia de suas habilidades de engenharia e trabalhavam em equipe). Bennett supervisionou o fechamento do Império em 28 de maio de 1957, quando as últimas bombas d'água da Cornualha foram fechadas e removidas. Em seu último ano de operação em 1956, a Empire Mine atingiu uma profundidade inclinada de 11.007 pés (3.355 m).

Em 1974, os Parques Estaduais da Califórnia compraram a propriedade da Empire Mine por US $ 1,25 milhão (US $ 6,56 milhões hoje), para criar um parque histórico estadual. [6]: 81 O parque estadual agora contém 853 acres (345 ha 3,45 km 2 1,333 sq mi), [9] incluindo áreas remotas com florestas. [3] A Newmont Mining reteve os direitos minerais da Empire Mine e 47 acres, caso decidisse reabrir as Empire Star Mines. [6]: 81


Reformas políticas, sociais e morais de Augusto

Augusto é bem conhecido por ser o primeiro imperador de Roma, mas ainda mais do que isso, por ser um autoproclamado “Restaurador da República”. Ele acreditava em valores ancestrais como monogamia, castidade e piedade (virtude). Assim, ele introduziu uma série de reformas morais e políticas a fim de melhorar a sociedade romana e formular um novo governo e estilo de vida romanos. A base de cada uma dessas reformas era reviver a religião romana tradicional no estado.

Restauração de Monumentos

Primeiro, Augusto restaurou monumentos públicos, especialmente os Templos dos Deuses, como parte de sua busca por um renascimento religioso. Ele também encomendou a construção de monumentos que promoveriam e encorajariam ainda mais a religião romana tradicional. Por exemplo, o Ara Pacis Augustae continha símbolos e cenas de ritos e cerimônias religiosas, bem como Augusto e sua família romana "ideal" - tudo com o objetivo de inspirar o orgulho romano. Depois que Augusto gerou um interesse renovado pela religião, ele procurou renovar a prática do culto.

Propaganda

Reformas Religiosas

Para fazer isso, Augusto reviveu o sacerdócio e foi nomeado como pontifex maximus, que o tornou o chefe secular do Império Romano e o líder religioso. Ele reintroduziu cerimônias e festivais anteriores, incluindo a cerimônia Lustrum e o festival Lupercalia. Em 17 AC, ele também reviveu o Ludi Secularae (Jogos Seculares), festa religiosa que acontecia apenas uma vez a cada 110 anos, na qual eram realizados sacrifícios e apresentações teatrais. Finalmente, Augusto estabeleceu o Culto Imperial para a adoração do Imperador como um deus. O culto se espalhou por todo o Império em apenas algumas décadas e foi considerado uma parte importante da religião romana.

Leis tributárias e sucessórias

O objetivo de Augusto ao restaurar monumentos públicos e reviver a religião não era simplesmente renovar a fé e o orgulho no Império Romano. Em vez disso, ele esperava que essas medidas restaurassem os padrões morais em Roma. Augusto também promulgou reformas sociais como forma de melhorar a moralidade. Ele se sentia especialmente decidido a encorajar as famílias a ter filhos e a desencorajar o adultério. Como tal, ele recompensou política e financeiramente famílias com três ou mais filhos, especialmente filhos homens. Este incentivo surgiu de sua crença de que havia muito poucos filhos legítimos nascidos de “casamentos adequados”. Por outro lado, penalizou os homens solteiros com mais de 38 anos, impondo-lhes um imposto adicional que os outros não tinham de pagar. Eles também foram impedidos de receber heranças e assistir a jogos públicos. Além disso, o Lex Julia de maritandis ordinibus proibiu o celibato e os casamentos sem filhos, bem como tornou o casamento obrigatório.

Propaganda

Leis de casamento e divórcio

Augusto também alterou as leis de divórcio para torná-las muito mais rígidas. Antes disso, o divórcio era bastante fácil e gratuito. Além disso, após as reformas de Augusto, o adultério se tornou um crime civil em vez de um crime pessoal sob o Lex Julia de adulteriis coercendis. Em outras palavras, tornou-se um crime contra o estado, o que significava que o estado (não apenas o marido) poderia levar um adúltero ao tribunal se houvesse evidência de adultério. As penalidades para o adultério incluíam banimento, ou às vezes o marido ou pai do adúltero podia matar uma esposa adúltera. A própria filha de Augusto, Julia, foi banida por adultério após esta nova legislação. Ela foi exilada em uma ilha deserta chamada Pandateria.

Inscreva-se para receber nosso boletim informativo semanal gratuito por e-mail!

Augusto também achava que as pessoas não deveriam interagir ou, principalmente, se casar com pessoas de fora de sua própria classe social. Como tal, ele criou leis que reforçaram os assentos hierárquicos no teatro e no anfiteatro. Por exemplo, os assentos da primeira fila eram reservados para senadores, as próximas filas para cavaleiros e o resto dividido para rapazes, soldados e assim por diante.

Conclusão

Em conclusão, Augusto era visto como um salvador dos valores romanos tradicionais. Suas reformas políticas, sociais e morais ajudaram a trazer estabilidade e segurança, e talvez o mais importante, prosperidade ao mundo romano, que antes havia sido abalado por turbulências internas e caos. Como resultado, o primeiro imperador de Roma acabou sendo aceito como um dos deuses e deixou um império unificado e pacífico que durou pelo menos mais 200 anos antes que novas crises surgissem no século III dC.


Conclusão

Houve muitos eventos notáveis ​​em Roma antes de dC e Roma testemunhou mudanças dramáticas em suas estruturas políticas e sociais, religião e arquitetura. Acredita-se que Roma tinha a arquitetura, a cultura e a estrutura social mais avançadas e isso influenciou muito as culturas posteriores ao redor do mundo.

Postagens relacionadas:

11 pensamentos sobre & ldquoTop 10 eventos importantes na história da Roma Antiga (BC) & rdquo

Essa lista é uma merda. Por que Romulus e Remus estão na lista? É um mito. Toda a campanha cartaginesa é mais importante do que a invasão de Hannibal. Coisas que realmente moldaram o resultado da República e as estruturas do Império incluem

Os irmãos Gracci
A Luta das Ordens (grande momento de definição no início da República)
Reformas militares de Marius (estabeleceu um exército profissional e deu poder extremo aos generais)
Unificação italiana e eventual cidadania
Estabelecimento de grandes campos de trabalho escravo em operações de mineração e plantações (construiu a economia e levou às crises do primeiro século aC)

Você não precisa ser rude sobre isso! Só porque alguém teve um mal-entendido, não significa apenas ser rude!

Ele não é rude, ele está certo. Esse tipo de lista das 10 principais geralmente está errado. Júlio César não foi o primeiro ditador (dux), havia tantos antes, em tempo de crise (ou seja, Marcelo, Fábio Máximo, Sula & # 8230).

Não diz nada sobre como César matou cerca de um milhão de pessoas em sua & # 8220 conquista da Gália. & # 8221

Opa! Júlio não foi o primeiro ditador de Roma de longe. O ditador era um honrado cargo republicano que, em emergências terríveis, podia colocar a regra nas mãos de um homem por um período limitado de tempo. Se, entretanto, por ditador você quer dizer & # 039o despotismo de um indivíduo & # 039, então Mário e Sila vêm à mente.

Embora Rômulo e Remo, como divindades, sejam um mito, é possível que eles fossem pessoas reais e irmãos fundadores (ou pelo menos parceiros) de Roma. Quanto a toda a campanha cartaginesa ser mais importante do que Hannibal Barka invadindo os Alpes. Nenhum outro general foi capaz de subir e descer desenfreadamente por toda a extensão de Roma, não importa por tantos anos quanto Aníbal o fez.
Embora eu deva concordar que os extras que você mencionou são de grande importância, especialmente as reformas de Gaius Marius, pois são uma parte importante do desenvolvimento romano e a razão pela qual os militares romanos eram tão poderosos e bem-sucedidos quanto antes

Romulus e seu irmão não foram abandonados pelos pais ai você entendeu a história toda errada!
a história é que a mãe era uma princesa e seu uncel [também conhecido como o rei] a baniu e disse a ela que se ela tivesse filhos, eles seriam tirados dela e ela nunca mais os veria porque se ela tivesse filhos ele sabia que eles destruiriam seu trono. mas quando ela foi banida, ela foi contra essa regra e teve meninos gêmeos também conhecidos como Romulus e Remus, mas os reis caçadores descobriram e disseram ao rei e então o rei enviou seu servo para ir e tirar as crianças dela, então é o servo que colocou os dois bebês no rio e o deus do rio os salvou e os colocou em terra seca então o lobo encontrou os filhos e os criou.
então endireite suas facas e diga a verdade às pessoas !!

Sim, Júlio César não foi o primeiro ditador, mas ele se declarou & # 8216Ditador pela Vida & # 8217, o que foi o primeiro.

Não, não é. Sila foi ditador vitalício.

A lista está ok, mas eu teria tido a revolta de escravos de Spartacus & # 8217, Constantino tornando o Cristianismo a religião do Império e Diocleciano dividindo o império em Oriente e Ocidente.

Informações muito interessantes. Finalmente descobri quem dividiu Roma. Sempre me pergunto por que Diocleciano dividiu Roma em Oriente e Ocidente. Não me lembro de ter lido ou visto seu nome nos livros de história. Foi causado pelos hunos ou pelo povo do Norte.
Atenciosamente,


Assista o vídeo: Morte de Pilatos o que condenou Jesus


Comentários:

  1. Lamond

    Gostaria de incentivá-lo a visitar um site que tem muita informação sobre este assunto.

  2. Tam

    fotos antigas

  3. Norwyn

    Bom !!! Vamos esperar pela melhor qualidade

  4. Eda

    Certo! Ideia excelente, eu apoio.

  5. Kendall

    Sinto muito, mas acho que você está errado. Tenho certeza. Proponho discuti-lo. Mande-me um e-mail para PM.

  6. Lynceus

    Muito interessante! A julgar por algumas respostas….



Escreve uma mensagem