GENERAL WILLIAM BUEL FRANKLIN, EUA - História

GENERAL WILLIAM BUEL FRANKLIN, EUA - História


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

ESTATÍSTICAS VITAIS
NASCIDO: 1823 em York, PA.
FALECEU: 1903 em Hartford, CT.
CAMPANHAS: Campanha de Fredericksburg e Red River.
MAIOR RANK ALCANÇADO: General de brigada.
BIOGRAFIA
William Buel Franklin nasceu em 27 de fevereiro de 1823, em York, Pensilvânia. Ele se formou como o primeiro de sua turma em West Point em 1843, a mesma turma em que Ulysses S. Grant se formou. Franklin foi nomeado engenheiro e serviu com distinção na Expedição South Pass e na Guerra do México, sob o comando do Coronel Philip Kearny. Pouco antes da Guerra Civil, Franklin foi designado para supervisionar a construção de uma nova cúpula para o Capitólio em Washington, D.C. Em 17 de maio de 1861, ele foi nomeado general de brigada. Franklin liderou dois corpos na Batalha de Fredericksburg em 1862, e o major-general Ambrose E. Burnside o culpou pelo fracasso da União lá. O Comitê sobre a Conduta da Guerra ficou do lado de Burnside, por razões políticas, e Franklin foi afastado do serviço por mais de cinco meses. No verão de 1863, Franklin foi designado para o comando da corporação no Departamento do Golfo. Sua participação na infeliz Campanha do Rio Vermelho do major Nathaniel P. Banks manchou ainda mais a reputação de Franklin. Embora o general Grant tenha solicitado seus serviços, Franklin não pôde participar de uma campanha ativa em 1865 por causa de sua deficiência e desaprovação oficial. Após a Guerra Civil, Franklin foi executivo da Colt Fire Arms Manufacturing Company, atuando por 22 anos. Nessa função, ele demonstrou excelentes habilidades como engenheiro e administrador. Ele foi eleitor na eleição presidencial de 1876, bem como comissário geral na Exposição de Paris de 1888. Franklin morreu em Hartford, Connecticut, em 8 de março de 1903.

William Buel Franklin (27 de fevereiro de 1823 - 8 de março de 1903)

William B. Franklin nasceu em York, Pensilvânia, em 27 de fevereiro de 1823. Ele foi o primeiro de seis filhos de Walter S. Franklin e Sarah Buel, incluindo cinco meninos e uma menina. O velho Franklin era um advogado que serviu como escrivão da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos de 1833 até sua morte em 1838. O bisavô de William, Samuel Rhoads, foi membro do Primeiro Congresso Continental. O irmão de William, Samuel Rhoads Franklin, foi um oficial da Marinha dos Estados Unidos que alcançou o posto de contra-almirante. Seu irmão mais novo serviu como oficial do Exército dos EUA durante a Guerra Civil Americana.

A família de Franklin mudou-se para Harrisburg, Pensilvânia em 1829, onde residiu até 1835 antes de retornar para York. Após seu retorno a York, Franklin matriculou-se na York County Academy para se preparar para a faculdade. Pouco antes de o pai de Franklin morrer em 1838, ele solicitou ao Secretário da Guerra, Joel R. Poinsett, uma indicação de William para a Academia Militar dos Estados Unidos. Poinsett inicialmente objetou porque Franklin tinha apenas dezesseis anos de idade, mas a pedido do futuro presidente James Buchanan, ele cedeu.

Franklin entrou na Academia em 1º de julho de 1839. Lá, ele esfregou os ombros com os futuros notáveis ​​da Guerra Civil George B. McClellan, Thomas J. Jackson, William T. Sherman, James Longstreet, Richard Ewell, Don Carlos Buell, William S. Rosecrans, John Pope, Winfield Scott Hancock, Nathaniel Lyon, John F. Reynolds, DH Hill, Lafayette McLaws, Alfred Pleasonton, Simon B. Buckner, William F. Smith, Fitz John Porter, Edmund Kirby Smith, George Stoneman, George Pickett e outros colega de classe Ulysses S Grant. Durante seus quatro anos em West Point, Franklin provou ser um aluno excelente, graduando-se em primeiro lugar em sua classe de trinta e nove cadetes em 1º de julho de 1843.

Após sua graduação, Franklin foi promovido a segundo-tenente e designado para os engenheiros topográficos. Depois de participar de uma pesquisa dos Lagos do Noroeste por dois anos, Franklin realizou tarefas de pesquisa na Expedição do Brigadeiro-General Stephen W. Kearny & # 039 para South Pass das Montanhas Rochosas em 1845. Após seu retorno, Franklin foi designado para o Bureau Topográfico em Washington, DC, onde serviu até 1846. Em 21 de setembro de 1846, Franklin foi promovido ao posto completo de segundo-tenente. Após uma breve passagem pela Geórgia, Franklin foi transferido para o comando do General Zachary Taylor & # 039s durante a Guerra Mexicano-Americana (25 de abril de 1846 & # 8211 2 de fevereiro de 1848). Servindo no norte do México, Franklin recebeu uma promoção brevet a primeiro-tenente, & quotpor serviço galante e meritório durante a Batalha de Buena Vista & quot (22 de fevereiro & # 821123, 1847).

Após a Guerra Mexicano-Americana, Franklin serviu como professor assistente de filosofia natural e experimental na Academia Militar dos Estados Unidos entre 1848 e 1851. Após sua missão em West Point, ele trabalhou ou supervisionou vários projetos de pontes e faróis no leste dos Estados Unidos pelos próximos oito anos. Durante esse tempo, Franklin foi promovido a primeiro-tenente em 3 de março de 1853 e a capitão em 1 de julho de 1857.

Em 1859, Franklin foi escolhido como engenheiro superintendente encarregado da extensão do Capitólio em Washington, incluindo a construção da nova cúpula. Durante o período de dois anos que se seguiu, ele também supervisionou a construção da nova agência geral dos correios e dos edifícios do tesouro na capital do país.

Logo após o início da Guerra Civil, Franklin foi promovido ao posto de coronel do Exército dos EUA e designado para a 112ª Infantaria dos EUA, em 14 de maio de 1861. Apenas quatro dias depois, ele foi elevado a brigadeiro-general do exército voluntário. Dois meses depois, Franklin liderou a 1ª brigada da 3ª Divisão do Exército do Nordeste da Virgínia em combate na Batalha de Bull Run I (21 de julho de 1861).

Quando o presidente Abraham Lincoln recorreu ao Major General George B. McClellan para reorganizar as forças da União no Leste após o desastre em Bull Run, McClellan nomeou Franklin como comandante de divisão do recém-criado Exército do Potomac em setembro de 1861. Na primavera de 1862, o presidente Lincoln elaborou seu próprio plano de reorganização para o Exército do Potomac. Em 8 de março, ele emitiu a Ordem de Guerra nº 2, consolidando as divisões do exército em cinco corpos. Lincoln passou a nomear o major-general Irvin McDowell, o brigadeiro-general Edwin V. Sumner, o brigadeiro-general S. P. Heintzelman, o brigadeiro-general Erasmus D. Keyes e o major-general Nathaniel P. Banks para comandar os cinco corpos, respectivamente. Obedientemente, em 13 de março de 1862, um descontente McClellan emitiu a Ordem Geral nº 101 (Exército do Potomac), confirmando as seleções do presidente.

Na primavera de 1862, McClellan lançou sua malfadada Campanha da Península. Durante a fase inicial da campanha, Franklin comandou a 1ª Divisão do McDowell & # 039s 1st Corps e participou do Cerco de Yorktown (5 de abril & # 8211 4 de maio de 1862). Após a fracassada ofensiva naval federal na Batalha de Drewry & # 039s Bluff (15 de maio de 1862), McClellan emitiu a Ordem Geral No. 125 (Exército do Potomac) em 18 de maio. Franklin. Durante as Batalhas dos Sete Dias (25 de junho e # 8211 1º de julho de 1862), Franklin & # 039s Corps desempenharam papéis importantes na Batalha de Gaines & # 039 Mill (27 de junho de 1862) e na Batalha de Savage & # 039s Station (29 de junho de 1862) . Em 24 de julho de 1862, Franklin foi promovido a brigadeiro-general no exército regular, "por conduta galante e meritória na batalha diante de Richmond, Virgínia", a partir de 30 de junho de 1862 (Departamento de Guerra dos EUA, Ordem Geral nº 87).

Quando McClellan se retirou da Península da Virgínia durante o verão de 1862, após a campanha fracassada da Península, o Corpo de exército de Franklin foi enviado para Alexandria, Virgínia, perto de Manassas. Em 22 de julho de 1862, o Departamento de Guerra emitiu a Ordem Geral nº 84, retirando a designação provisória do 6º Corpo, tornando-o um corpo certificado do Exército do Potomac. O Departamento de Guerra deu seguimento a essa diretriz em 2 de agosto de 1862 com a Ordem Geral nº 93, promovendo Franklin ao posto de major-general, Voluntários dos EUA, a partir de 4 de julho de 1862.

Durante a campanha da Virgínia do Norte, o major-general McClellan garantiu ao general-em-chefe Henry Halleck em 27 de agosto de 1862 que avançaria Franklin & # 039s Corps para apoiar o major-general John Pope & # 039s Exército da Virgínia durante a Batalha de Bull Run II (agosto 28 e # 821130, 1862). Em vez disso, McClellan ordenou que Franklin permanecesse em Alexandria. Em 28 de agosto, Halleck contatou Franklin diretamente e ordenou que ele apoiasse Pope independentemente das diretrizes de McClellan. Franklin hesitou e, em vez disso, esperou ordens diretas de McClellan, que não vieram. Em 29 de agosto, Franklin começou a se mover, após receber outra ordem direta de Halleck, mas McClellan o instruiu a parar perto de Annandale, a apenas alguns quilômetros de onde as tropas de Pope estavam desesperadamente enfrentando o Exército Confederado da Virgínia do Norte. Em 30 de agosto, Franklin avançou para Centerville a tempo de enfrentar o exército derrotado do Papa enquanto este recuava em direção a Washington. Pope mais tarde acusou Franklin de não obedecer a ordens, mas nada resultou das acusações devido ao papel de McClellan no caso.

Após sua vitória na Batalha de Bull Run II, Robert E. Lee decidiu invadir Maryland. Um elemento importante da ofensiva de Lee & # 039s foi a captura da guarnição federal em Harper & # 8217s Ferry, Virginia. Em 13 de setembro de 1862, McClellan ordenou que Franklin apreendesse Crampton & # 039s Gap em South Mountain e depois se dirigisse para o oeste para aliviar a guarnição de Harper & # 8217s Ferry, que estava sitiada. Em vez de partir imediatamente, Franklin optou por partir na manhã de 14 de setembro. Suas tropas só chegaram a Burkittsville, perto da boca do desfiladeiro, por volta do meio-dia. Franklin então passou três horas desdobrando doze mil soldados da União para desalojar entre quinhentos a mil defensores confederados comandados pelo coronel William A. Parham. Quando a ação finalmente começou, os Yankees rapidamente aproveitaram a lacuna e enviaram os defensores rebeldes correndo para o lado oeste da montanha. Quando Franklin reuniu quase quatrocentos prisioneiros e reuniu suas forças, já passava das 18 horas. O general vitorioso determinou que era tarde demais para ir para o oeste e socorrer os soldados da União que estavam resistindo na balsa Harper & # 8217s. No dia seguinte, antes da chegada dos reforços de Franklin, a guarnição de Harper & # 8217s Ferry rendeu-se ao general Thomas & quotStonewall & quot Jackson. Sua rendição permitiu a Jackson marchar para o leste e se juntar a Longstreet e Lee perto de Sharpsburg, Maryland, preparando o cenário para a Batalha de Antietam (17 de setembro de 1862). Durante aquele encontro sangrento, para infelicidade de Franklin, McClellan reteve grande parte do 6º Corpo.

Apesar do fato de que o Exército do Potomac deteve o avanço de Robert E. Lee em Maryland, o presidente Lincoln ficou desapontado com o desempenho de McClellan, especialmente a relutância do general em pressionar a retirada do exército de Lee. Em 5 de novembro de 1862, Lincoln emitiu uma ordem executiva removendo McClellan do comando do Exército do Potomac, substituindo-o pelo General Ambrose E. Burnside. Na semana seguinte, em 14 de novembro, Burnside emitiu a Ordem Geral nº 184 (Exército do Potomac), que reorganizou seu novo comando em três "Grandes Divisões". Ele nomeou Franklin para liderar a Grande Divisão de Esquerda, que consistia na 1ª e na 6ª Corpo.

Durante a Batalha de Fredericksburg (11 de dezembro & # 821115, 1862), Franklin enfrentou o Major General Thomas & quotStonewall & quot Jackson & # 039s tropas à direita Confederada, como Major General Joseph Hooker & # 039s Center Grand Division e Major General Edwin V. Sumner & # 039s Right Grand A divisão estava sendo atacada em suas tentativas de carregar posições rebeldes fortemente fortificadas em Marye & # 039s Heights. Após a batalha, alguns dos subordinados de Burnside & # 039s, incluindo Franklin e Hooker, criticaram a liderança de Burnside & # 039s durante o engajamento. À medida que as críticas cresciam, Burnside solicitou uma audiência com o presidente Lincoln em 23 de janeiro de 1863. Durante a reunião, Burnside apresentou as Ordens Gerais nº 8 (Exército do Potomac), que propunham demitir Hooker do exército (com a aprovação do presidente) e também propôs aliviar um grande número de oficiais-gerais subordinados de Burnside & # 039s de seu comando, incluindo Franklin. Burnside passou a exigir que Lincoln aprovasse a ordem ou aceitasse sua renúncia. Não querendo autorizar a demissão em massa de tantos generais, Lincoln redigiu as Ordens Gerais nº 20 (Departamento de Guerra dos EUA) em 25 de janeiro de 1863, anunciando que Burnside estava sendo destituído do comando do Exército do Potomac, a seu próprio pedido. A ordem passou a anunciar que Franklin também estava sendo dispensado de suas funções no Exército do Potomac.

A controvérsia em torno do desastre da União em Fredericksburg não terminou com a Ordem Geral No. 20. Ansioso por encontrar um bode expiatório, o Comitê do Congresso Conjunto sobre a Conduta da Guerra investigou o assunto durante a primavera. Depois de ouvir o testemunho enganoso de Burnside, o comitê emitiu um relatório em 6 de abril de 1863 visando Franklin. Não querendo deixar sua reputação ser manchada pelas conclusões partidárias do comitê, Franklin publicou uma réplica às suas próprias custas que refutava as conclusões deles. Infelizmente para Franklin, sua resposta foi amplamente ignorada pela imprensa republicana.

Depois de perder seu comando com o Exército do Potomac, Franklin viajou para Nova York para aguardar novas ordens. Em 25 de junho de 1863, o General Halleck ordenou que Franklin se apresentasse a New Orleans, Louisiana, para cumprir suas obrigações no Departamento do Golfo, comandado pelo Major General Nathaniel P. Banks. Banks colocou Franklin no comando das tropas em e ao redor de Nova Orleans de 28 de julho a 15 de agosto. Em 15 de agosto de 1863, Banks emitiu as Ordens Especiais nº 200 (Departamento do Golfo), nomeando Franklin como comandante do 19º Corpo. Em 20 de agosto, Franklin emitiu as Ordens Gerais nº 1 (19º Corpo de Exército), assumindo seu novo comando.

O desempenho de Franklin & # 039 no Ocidente foi menos do que estelar. Em 8 de setembro de 1863, menos de cinquenta defensores confederados repeliram um contingente de quatro canhoneiras e quase seis mil soldados de infantaria comandados por Franklin, enquanto tentavam subjugar o Fort Griffin no rio Sabine, no Texas. Na primavera seguinte, o corpo de Franklin e # 039 liderou a malfadada Campanha do Rio Vermelho. Durante essa campanha, Franklin foi ferido na perna esquerda na decisiva Batalha de Mansfield (8 de abril de 1864).

O ferimento na perna de Franklin logo desenvolveu complicações, obrigando-o a ficar de licença médica de 29 de abril a 2 de dezembro de 1864. Durante esse período, ele voltou para a área de Washington. Em 10 de julho de 1864, Franklin estava viajando em um trem perto de Baltimore, quando o coronel confederado Harry Gilmore o fez prisioneiro durante um ataque à estação Magnolia. Franklin conseguiu escapar na noite seguinte.

Fisicamente limitado por causa de seu ferimento, Franklin não era mais capaz de manter um comando de campo. De 2 de dezembro de 1864 a 10 de novembro de 1865, ele atuou como Presidente do Conselho para Aposentadoria de Oficiais com Deficiência, em Wilmington, Delaware. Enquanto estava estacionado lá, Franklin foi promovido a major-general do Exército dos Estados Unidos, a partir de 13 de março de 1865, "por Serviços Galantes e Meritórios no Campo durante a Rebelião." 15, 1866.

Após sua carreira militar, Franklin trabalhou para a Colt Firearms Manufacturing Company em Hartford, Connecticut, por 23 anos, de 15 de novembro de 1865 a 1 de abril de 1888. Ele também atuou como engenheiro, consultor e membro do conselho em diversos públicos e projetos privados. Em 1872, Franklin recusou a oportunidade de concorrer à presidência dos Estados Unidos como candidato democrata.

A saúde de Franklin começou a declinar perto da virada do século. Na manhã de 8 de março de 1903, ele morreu pacificamente em sua residência em Hartford. Seus restos mortais foram enterrados no Cemitério Prospect Hill, perto de sua cidade natal em York, Pensilvânia.


-> Franklin, William Buel, 1823-1903

Formado em West Point, graduado em 1843. Serviu na Guerra Mexicano-Americana, como Professor em West Point por três anos e como engenheiro até o início da Guerra Civil. Como general do Exército da União, ele atuou em Antietam e Fredericksburg. Após a guerra, ele se tornou gerente da Colt Firearms.

Da descrição da carta de W. B. Franklin ao Coronel George E. Waring, Jr. [manuscrito], 1 de julho de 1870 (Universidade da Virgínia). ID de registro do WorldCat: 225134864

Da descrição dos documentos de William Buel Franklin, 1861-1865. (Desconhecido). ID de registro do WorldCat: 79450703

William Buel Franklin foi um general do exército da União na Guerra Civil.

Da descrição da carta de W. B. Franklin ao Coronel Nicholson, 1 ° de setembro de 1899 (Universidade da Califórnia, Santa Bárbara). ID de registro do WorldCat: 746528112

William Buel Franklin nasceu em York, Pensilvânia, em 27 de fevereiro de 1823. Seu pai, Walter S. Franklin, serviu como secretário da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos. Franklin ingressou na Academia Militar dos Estados Unidos em West Point aos 16 anos e graduou-se como o cadete de primeiro nível na classe de 1843. Após sua graduação, ele serviu no Corpo de Engenheiros Topográficos e serviu no México sob o general John E. Lã durante a Guerra do México. Mais tarde, ele se mudou para Washington, D.C., e tornou-se engenheiro civil, trabalhando como inspetor de farol. Em 1857, ele se tornou Secretário do Exército para o Conselho do Farol. Franklin serviu no Exército da União durante a Guerra Civil, participando de várias batalhas sob o comando do Major General George B. McClellan e alcançando o posto de Major General. Ele renunciou à sua comissão após a guerra e continuou a trabalhar como engenheiro em Hartford, Connecticut, onde supervisionou a construção da capital do estado na década de 1870. William B. Franklin morreu em 8 de março de 1903.

Do guia para o livro de cartas de William B. Franklin, Franklin, livro de cartas de William B., 1857-1859, (Biblioteca William L. Clements, Universidade de Michigan)


Imagens de alta resolução estão disponíveis para escolas e bibliotecas por meio da assinatura da American History, 1493-1943. Verifique se sua escola ou biblioteca já tem uma assinatura. Ou clique aqui para mais informações. Você também pode solicitar um pdf da imagem conosco aqui.

Gilder Lehrman Coleção #: GLC02455.02 Autor / Criador: Burnside, Ambrose Everett (1824-1881) Local Escrito: Fredericksburg, Virginia Tipo: Carta autografada assinada Data: 13 de dezembro de 1862 Paginação: 1 p. 11,5 x 19 cm.

Ordens escritas na manhã da Batalha de Fredericksburg. Burnside está "neste momento preparando ordens para você" e diz a Franklin para "não fazer nenhum movimento, exceto para a defesa até que eles cheguem." Também espera "estar com você esta manhã". Franklin estava encarregado de uma grande parte do exército durante o ataque. Após a derrota sangrenta da União, Franklin acusou Franklin de desobedecer às ordens e o culpou por ser parcialmente responsável pela derrota da União. Burnside exigiu que Lincoln removesse Franklin e vários outros oficiais ou liberasse Burnside de seu comando. Lincoln escolheu substituir Burnside, mas embora Franklin não tenha sido removido, sua carreira militar foi arruinada por esses eventos.

13 de dezembro de 1862.
Genl Franklin
Eu sou este [atingido: momento] momento preparando pedidos para você. Não faça nenhum movimento, exceto para defesa até que eles cheguem. Espero estar com você esta manhã.


Notícias da U.S. Lighthouse Society

William B. Franklin
como Major General do Exército da União
(Biblioteca do Congresso)

Nascido em York, Pensilvânia, William Buel Franklin formou-se em West Point como o primeiro da turma de 1843. Seus colegas incluíam William F. Raynolds e Ulysses S. Grant. Franklin passou todo o seu serviço pré-guerra no Corpo de Engenheiros Topográficos. Ele trabalhou em várias pesquisas nos Grandes Lagos e na Costa do Atlântico, lecionou em West Point e supervisionou a expansão do Capitólio e dos Edifícios do Tesouro. Durante a Guerra do México, ele estava no estado-maior do General Wool e participou da Batalha de Buena Vista.

Antes e simultaneamente a seu trabalho de engenharia nos prédios federais de Washington, Franklin ocupou vários cargos importantes no Serviço do Farol. Ele foi o primeiro Engenheiro (1852) e o primeiro Inspetor (1852-1856) do 1º Distrito do Farol, abrangendo o estado de Maine - o estado que acabaria por ter mais estações de luz do que qualquer outro, exceto Michigan. Franklin também foi o 2º Engenheiro do Distrito do Farol (1856-1860). Sobrepondo essas posições, Franklin também foi o Lighthouse Board & # 8217s Engineer Secretary (1857-1859).

Farol de Cape Ann
(Historiador da Guarda Costeira dos EUA e Escritório # 8217s
via USLHS Digital Archives)

Como engenheiro do distrito, a contribuição mais notável de Franklin & # 8217s foram os faróis gêmeos em Cape Ann (Ilha Thatcher & # 8217s), Massachusetts. Elementos desse projeto parecem ter influenciado o projeto pós-guerra do famoso farol do Cabo Hatteras, que foi a própria base para um projeto padronizado usado para vários faróis de tijolo e ferro na década de 1870.

No Maine, Franklin fez várias recomendações bem-sucedidas para novos faróis - alguns para substituir estruturas inadequadas e / ou deterioradas, enquanto outros eram inteiramente novos. Estes incluíram Baker Island, Bass Harbor, Brown & # 8217s Head, Deer Island Thorofare e Franklin Island (não nomeado em homenagem ao engenheiro). Nem todos os conselhos de Franklin & # 8217s foram seguidos. Em Matinicus Rock, ele recomendou uma única luz giratória, mas o Lighthouse Board decidiu por luzes fixas gêmeas.

É provável que a maioria dos faróis construídos no Maine, New Hampshire e Massachusetts durante a época de Franklin como engenheiro distrital usasse seus projetos, mas atualmente isso é difícil de provar. De mais de duas dúzias de faróis, os desenhos arquitetônicos da maioria deles não estão disponíveis online no National Archives ou no US Lighthouse Society & # 8217s J. Candace Clifford Lighthouse Research Catalog. A partir da informação limitada disponível, Franklin pode definitivamente ser creditado com os seguintes designs: Ilha Boon, Ilha Franklin, Rocha Matinicus, Petit Manan, Ilha Seguin. Ele provavelmente também projetou West Quoddy Head, mas nenhuma informação foi encontrada para confirmar isso. Muitos dos faróis do Maine de Franklin & # 8217s seguem o mesmo projeto geral: torres de pedra cônicas, escadas de ferro gradeadas ao redor de uma coluna central e uma casa de guardião conectada & # 8217s. Além de faróis, ele teria projetado muitas habitações para guardiões durante este período. Pesquisas adicionais dos desenhos (no anexo National Archives College Park) e / ou correspondência entre o Lighthouse Board e o escritório distrital são necessárias para dar a William Franklin todo o crédito que ele deveria. Ele pode muito bem ser um dos engenheiros de faróis mais prolíficos da história dos Estados Unidos. Dadas suas inúmeras responsabilidades, Franklin provavelmente não supervisionou pessoalmente a construção de nenhum dos faróis que projetou.

Farol da Ilha Seguin
(Arquivo digital USLHS, coleção de cartões postais Herb Entwistle)

Como secretário de engenharia, Franklin aparentemente também projetou o farol de ferro forrado de tijolos no Cabo Canaveral, Flórida (não construído até depois da Guerra Civil). Ele também criou um design padronizado simples para faróis quadrados de madeira pré-fabricados em estilo cabana em pilhas de parafusos. Seu design, e suas pequenas variações do pós-guerra, foi usado para mais de 40 faróis. Esses pequenos faróis serviam principalmente para rios, baías e outras áreas rasas com fundos arenosos ou lamacentos & # 8211, particularmente a Baía de Chesapeake e os sons da Carolina do Norte.

Além disso, como secretário de engenharia, a lógica e as circunstâncias indicam que Franklin provavelmente estava por trás da criação do plano de farol de tijolos padrão antes da guerra. Variações desse plano foram usadas para pelo menos meia dúzia de faróis no sudeste projetados entre 1857 e 1860. (Mais será dito sobre este projeto em uma coluna subsequente.)

Com o início da Guerra Civil Americana em 1861, William Franklin ascendeu ao posto permanente de Capitão dos Engenheiros Topográficos. Seu serviço na Guerra Civil geralmente não é bem visto. Franklin comandou uma brigada na Primeira Batalha de Bull Run e serviu no Exército do Potomac durante a primeira metade da guerra, chegando ao posto de Major General dos Voluntários. No início de 1863, ele liderou uma “revolta dos generais” que incluía outros ex-engenheiros de faróis William F. Smith e John Newton. Os conspiradores tiveram sucesso na substituição de Ambrose Burnside, mas também foram removidos. Transferido para a Louisiana, Franklin fez parte da infame Campanha do Rio Vermelho no início de 1864, durante a qual sofreu uma lesão debilitante na perna que efetivamente encerrou sua carreira militar.

Após a guerra, Franklin mudou-se para Hartford, Connecticut, onde foi vice-presidente da Colt Firearms Manufacturing Company. Ele também fez bom uso de sua experiência militar anterior à guerra civil como engenheiro civil, principalmente com o moderno edifício do Capitólio do Estado de Connecticut. Ele morreu em 1903.

Aqueles que desejam aprender mais sobre Franklin podem ler Do Primeiro ao Último: A Vida de William B. Franklin, de Mark A. Snell.

Agradecimentos especiais a Jeremy D & # 8217Entremont e LighthouseFriends.com por me ajudarem a restringir minha pesquisa em relação aos projetos de farol de Franklin & # 8217s.

Josh Liller é o historiador e gerente de coleções do Jupiter Inlet Lighthouse & amp Museum. Ele também atua como historiador da Florida Lighthouse Association. Ele é co-autor da edição revisada de Cinco mil anos no Loxahatchee: uma história pictórica de Júpiter-Tequesta, Flórida (2019) e editor da segunda edição da The Florida Lighthouse Trail (2020).


Imagens de alta resolução estão disponíveis para escolas e bibliotecas por meio da assinatura da American History, 1493-1943. Verifique se sua escola ou biblioteca já tem uma assinatura. Ou clique aqui para mais informações. Você também pode solicitar um pdf da imagem conosco aqui.

Coleção Gilder Lehrman #: GLC02455.15 Autor / Criador: Lugar desconhecido Escrito: s.l. Tipo: Data de impressão: 1861-1877 Paginação: 1 gravura: b & ampw 9 x 8 cm.

Aviso de direitos autorais A lei de direitos autorais dos Estados Unidos (título 17, Código dos Estados Unidos) rege a realização de fotocópias ou outras reproduções de material protegido por direitos autorais. Sob certas condições especificadas na lei, as bibliotecas e arquivos estão autorizados a fornecer uma fotocópia ou outra reprodução. Uma dessas condições específicas é que a fotocópia ou reprodução não deve ser "usada para nenhuma finalidade diferente de estudo privado, bolsa de estudos ou pesquisa." Se um usuário fizer uma solicitação ou usar posteriormente uma fotocópia ou reprodução para fins que excedam o “uso justo”, esse usuário pode ser responsabilizado por violação de direitos autorais. Esta instituição reserva-se o direito de se recusar a aceitar um pedido de cópia se, em seu julgamento, o cumprimento do pedido envolver a violação da lei de direitos autorais.

(646) 366-9666

Quartel general: 49 W. 45th Street 2nd Floor New York, NY 10036

Nossa coleção: 170 Central Park West New York, NY 10024 Localizado no nível inferior da Sociedade Histórica de Nova York


Borgerkrig

Kort efter borgerkrigens begyndelse blev Franklin udnævnt to overst i det 12. amerikanske infanteriregiment, men tre dage senere, den 17. maj 1861, blev han forfremmet to brigadegeneral for frivillige.

Østlige teater

Franklin blev oberst i det 12. amerikanske infanteri den 18. juni 1861. Han befalede en brigade ved Bull Run og blev derefter divisionschef in den nyoprettede Potomac-hær. Franklin blev forfremmet to brigadegeneral for frivillige den 20. august (tilbage dateret to 17. maj). I marts 1862 blev hæren dannet to korps, og Franklin blev udnævnt to lede VI Corps, som han derefter ledede i halvøskampagnen. VI Corpo de exército em batalha de sete dias, bortset fra dets 2. division, som forstærkede V Corps ved Gaines Mill. Franklin var en af ​​to korpskommandører (sammen med Erasmus Keyes fra IV Corps), der foreslog tilbagetog fra Richmond snarere end et modangreb. Han blev forfremmet til generalmajor den 4. juli 1862. Hans kommando var hos hovedhæren og deltog ikke i den nordlige Virginia-kampagne.

I Maryland-kampagnen så han manipulando o mod geral Howell Cobb i Crampton's Gap sob a escória de South Mountain. Han ryddede Crampton's Gap, men gik ikke længere frem for at ramme bagsiden af ​​Stonewall jacksons tropper, der belejrede Harpers Ferry, hvilket bidrog to faktorer, der forårsagede den største overgivelse af føderale styrker under Borgerkrigen, der belejrede Harpers Ferry. I slaget ved Harpers Ferry.

Sob slaget ved Antietam var hans VI-korps i reserve, og Franklin forsøgte em overbevise generalmajor Edwin V. Sumner om em lade hans korps udnytte et svagt punkt i det konfødererede center, homens Sumner, der overgik ham, nægtede.

Franklin var en trofast allieret af generalmajor George B. McClellan, en del grunden to han ikke blev anset para kommando af hæren af ​​Potomac efter sidstnævntes afskedigelse em novembro de 1862. Under slaget ved Fredericksburg befalede han en af ​​de tre så -kaldte divisão de loja - Esquerda Grande Divisão , derivado de I og VI Corps. Franklin gik frem mod den konfødererede højre flanke sob comando de løjtnant Thomas J. "Stonewall" Jackson sobre Rappahannock-floden syd para Fredericksburg, Virginia. Han undlod at styrke pecado underordnede generalmajor George G. Meade i tide og mistede muligheden for at bryde igennem de konfødererede positioner. Potomac-kommandørens hær generalmajor Ambrose E. Burnside beskyldte Franklin personligt para denne fiasko, skønt han ser ud to have udført sine ordrer nøjagtigt. Andre, der var der, ville være uenige i, em Franklin udførte hans ordrer nøjagtigt. "Havde den venstre store division kraftigt udført sin rolle i den tidligere bevægelse, kan nogen betvivle resultatet? Jeg kan ikke tro det. Hvis Meade, Reynolds eller Hancock havde kommandoen til venstre den dag, er jeg sikker på, em Fredericksburg registreret en strålende sejr i stedet for en forfærdelig slagtning. "

Da politisk intriger fejede EU-hæren after slaget ved Fredericksburg og den berygtede muddermarsch, blev Franklin angiveligt en af ​​de vigtigste tilskyndere til Kabalen mod Burnsides ledelse. Burnside forårsagede betydelige politiske vanskeligheder para Franklin til gengæld og aflagde skadeligt vidnesbyrd para den magtfulde amerikanske kongres blandede komité para krigsførelse og holdt ham fra feltarbejde i flere måneder. Da Joseph Hooker overtog kommandoen sobre hæren den februar, fratrådte Franklin sin kommando og nægtede em tjene under ham. Sob Gettysburg-kampagnen em 1863 var Franklin hjemme em York, Pennsylvania, og hjalp maj. Granville Haller med at udvikle planer para forsvar af regionen mod et forventet fjendens angreb.

Teatro Trans-Mississippi

Até o blev Franklin para o Departamento do Golfo em Nova Orleans sob o comando do general Nathaniel P. Banks. I setembro de 1863 forsøgte han em erobre Sabine Pass sob det andet slag ved Sabine Pass. Operationen sluttede pludseligt, efter at den kombinerede unionshær og flådes invasionskraft på fire kanobåde og syv troppetransporter under Franklins kommando mistede to krigsskibe.

I marts – maj 1864 deltog Franklin i den ulykkelige Red River-kampagne under Banks for at besætte det østlige Texas som kommandør for XIX Corps. Den 8. april 1864 blev han såret i benet i slaget ved Mansfield i Louisiana, men blev hos tropperne. Efter slaget ved Pleasant Hill blev han erstattet af generalmajor William H. Emory, da hans tilstand blev stadig værre. I juli 1864, da han var på lægeorlov , blev han fanget af maj. Harry Gilmors konfødererede partisaner i et tog nær Washington, DC, men undslap den følgende dag. Resten af ​​hans hærskarriere var begrænset af handicap fra hans sår og blev skæmmet af hans række politiske og kommandoniske ulykker. Han var ude af stand til at tjene i flere seniorkommandoer, selv med hjælp fra sin West Point- klassekammerat, ven og fremtidige præsident, Ulysses S. Grant .


GENERAL WILLIAM BUEL FRANKLIN, USA - History


From Wikipedia:
William Buel Franklin (February 27, 1823 – March 8, 1903) was a career United States Army officer and a Union Army general in the American Civil War. He rose to the rank of a corps commander in the Army of the Potomac, fighting in several notable early battles in the Eastern Theater.

Early lifeWilliam B. Franklin was born in York, Pennsylvania. His father Walter S. Franklin was Clerk of the United States House of Representatives from 1833 until his death in 1838. One of his great-grandfathers, Samuel Rhoads, was a member of the First Continental Congress from Pennsylvania.

Future President James Buchanan, then a Senator, appointed Franklin to the United States Military Academy in June 1839. Franklin graduated first in his class in 1843, before joining the Topographical Engineers and being sent to the Rocky Mountains for two years to survey the region. He then was assigned to duty in the administrative offices in Washington, D.C. He served under Philip Kearny during the Mexican-American War and received a brevet promotion to first lieutenant in the Battle of Buena Vista.

Upon his return from Mexico, Franklin served as a professor at West Point for three years before supervising the construction of several lighthouses along the Atlantic Coast in New Hampshire and Maine. In 1852, he married Anna L. Clarke, a daughter of Matthew St. Clair Clarke who had preceded his father as Clerk of the House of Representatives. The couple had no children. In March 1857, he was named the supervisor of the Light House Board and oversaw the construction program across the nation.

In November 1859, he replaced Montgomery C. Meigs as the engineer supervising construction of the United States Capitol Dome. In March 1861, just before the outbreak of the Civil War, he was appointed as the supervising architect for the new Treasury Building in Washington.

Guerra civil
Soon after the beginning of the Civil War, Franklin was appointed colonel of the 12th U.S. Infantry, but three days later, on May 17, 1861, he was promoted to brigadier general of volunteers. He quickly rose from brigade to corps command in the Army of the Potomac and saw action in the Peninsula Campaign, the Battle of Antietam, and the Battle of Fredericksburg. He was promoted to major general on July 4, 1862.

At Antietam, his VI Corps was in reserve and he tried in vain to convince Maj. Gen. Edwin V. Sumner to allow his corps to exploit a weakened position in the Confederate center. At Fredericksburg, he commanded the "Left Grand Division" (two corps, under Maj. Gens. John F. Reynolds and William F. Smith), which failed in its assaults against the Confederate right, commanded by Lt. Gen. Thomas J. "Stonewall" Jackson. Army of the Potomac commander Maj. Gen. Ambrose E. Burnside blamed Franklin personally for this failure, although he appears to have executed his orders exactly.

As political intrigue swept the Union Army after Fredericksburg and the infamous Mud March, Franklin was alleged to be a principal instigator of the "cabal" against Burnside's leadership. Burnside caused considerable political difficulty for Franklin in return, offering damaging testimony before the powerful U.S. Congress Joint Committee on the Conduct of the War and keeping him from field duty for months. During the 1863 Gettysburg Campaign, Franklin was home in York, Pennsylvania, and assisted Maj. Granville Haller in developing plans for the defense of the region versus an expected enemy attack.

Franklin was reassigned to corps command in the Department of the Gulf and participated in the ill-fated 1864 Red River Campaign. He was wounded in the leg at the Battle of Mansfield in Louisiana. Returning from the field with his injury, he was captured by Maj. Harry Gilmor's Confederate partisans in a train near Washington, D.C., in July 1864, but escaped the following day. The remainder of his army career was limited by disability from his wound and marred by his series of political and command misfortunes. He was unable to serve in any more senior commands, even with the assistance of his West Point classmate, friend, and future president, Ulysses S. Grant.

Postbellum career
Following the Civil War, General Franklin relocated to Hartford, Connecticut, and became the general manager of the Colt Firearms Manufacturing Company until 1888, as well as a director on the boards of several manufacturing concerns. He supervised the construction of the Connecticut State Capitol Building, and served on various boards and commissions, where his engineering experience proved helpful in expanding Hartford's public water service.

In 1872, Franklin was approached by a Pennsylvania and New Jersey faction of the Democratic Party to run against Horace Greeley for the party's nomination as President of the United States, a task he declined, citing a need for party unity. He was vice president of a Hartford area insurance company, and a delegate to the 1876 Democratic National Convention. In June 1888, after his retirement from Colt Firearms, he was named as the U.S. Commissioner-General for the Paris Exposition of 1889.

William Franklin died in Hartford, Connecticut, and is buried near his birthplace in York, Pennsylvania, in Prospect Hill Cemetery. The York Country Heritage Trust preserves many of his papers and personal effects from the Civil War.


William Buel Franklin, an American soldier, born in York, Penn., Feb. 27,1823. He graduated first in his class at West Point in 1843, and was stationed on the survey of the northern lakes. In the summer of 1845 he accompanied an expedition to the South pass of the Rocky mountains under command of Brig. Gen. Kearny, and in the following year was engaged in the survey of Ossabaw sound, Georgia. He served on the staff of Gen. Taylor at the battle of Buena Vista, and was brevetted first lieutenant for his part in it. In June, 1848, he was ordered to West Point as assistant professor of natural and experimental philosophy and in February, 1852, he was appointed professor of natural and experimental philosophy and civil engineering at the New York city free academy. During the next eight years he was continually employed as consulting engineer and inspector on various public works, particularly harbors and lighthouses, having been engineer secretary of the lighthouse board, and superintendent of the capitol extension and other government buildings at Washington. On May 14, 1861, he was appointed colonel of the 12th (new) regiment of infantry, and in July was assigned a brigade in Heintzelman's division of the army of N. E. Virginia. At the battle of Bull Run he was in the hottest of the fight," according to the official report of Gen. McDowell. In August he received the commission of brigadier general of volunteers, to date from May 17, 1861. In September he was appointed to the command of a division in the army of the Potomac. Sent to reenforce Gen. McClellan after the evacuation of Yorktown, he transported his division by water to West Point on York river, and repulsed the enemy under Gens. Whiting and G. W. Smith, who attempted to prevent his landing, May 7, 1862. On the 15th he was appointed to the command of the 6th provisional army corps.

During the movement to the James river, which began June 27, he was charged with covering the retreat, and repulsed the enemy on the right bank of the Chickahominy, June 27 and 28, and again in conjunction with the corps of Gen. Sumner at Savage's Station, June 29. He commanded at the battle of White Oak swamp bridge on the 30th, and the next day joined the main body of the army on the banks of the James. He was promoted to the rank of major general of volunteers July 4, and brevet brigadier general in the regular army, June 30. In the battle of South mountain, Sept. 14, he distinguished himself by storming Crampton's gap. He was in the battle of Antietam, Sept. 17, and in November was placed in command of the left grand division of the army of the Potomac, including the 1st and 6th corps, which he commanded in the battle of Fredericksburg, Dec. 13. The next year he was transferred to the department of the gulf, commanded the expedition to Sabine pass, September, 1863, and was second in command in Banks's Red river expedition, April, 1864, being wounded in the battle of Sabine cross roads.

He was brevetted major general in the United States army March 13, 1865, and resigned March 15,1866. He is now (1874) vice president and general agent of the Colt firearms manufacturing company, at Hartford, Conn., and consulting engineer of the commission for the erection of a new state house.


Civil War Collections

York County and Adams County Civil War Veterans

In 1860, York County’s population was over 68,000, with York Borough having over 8,600 residents. Estimates vary, but over 6,200 York County residents served during the Civil War. Following the war, many did not return to York County due to death or relocation.

Almost two decades ago, author Dennis W. Brandt began his research and compiled a database of York and Adams County residents who served in the Civil War. This database reflects material found in the York County History Center’s Library & Archives, the National Archives in Washington, DC, the Army War College in Carlisle, PA, and private collections. Gleaning data from letters, military records, including pension files, diaries, cemetery inscriptions and other source material, he has accumulated data on nearly 11,000 Civil War soldiers, mostly, but not exclusively, from York and Adams Counties. Also included are soldiers from adjacent counties and a small sampling from other Pennsylvania regions, Maryland, and nine other states.

No database of this size and complexity can contain perfect data, and Brandt doesn’t suggest it does, as the occasional “?” in the database indicates. Anyone who has additional data on a soldier in the database, or who has information about a York or Adams County soldier that is missing from the database, is cordially invited to contact the York County History Center and add their information to the database. We are interested in any soldier, white or African American who was from York or Adams County, enlisted in either county, served with a regiment from either county, or who may have lived in either location after the war. We are also interested in women who may have regularly traveled with their husbands or sons during the War.

The link above titled “US Colored Troops of York County” is another database featuring information on over 200 black Civil War veterans’ records for York County. This data was compiled by the York County History Center and local historian Rebecca Anstine from census and pension records, and photocopies of many of these soldiers’ records are housed in the archives at the History Center.

Pennsylvania Civil War Civilian Damage Claims

(Pennsylvania Border Claims)

Following the Civil War, Pennsylvania residents who lost horses or material goods could file border claims with the state government for damages rendered by the Confederate Army or the state militia. Allowable claims did not include livestock or poultry, and any damages caused by the Union Army of the Potomac had to be filed with the Federal government.

A database of these claims, compiled by historian Scott L. Mingus Sr., includes both state and federal claims, where available and still legible. Mingus, an executive at P.H. Glatfelter, is a sanctioned Civil War tour guide for the York County History Center and the author of seven books on the war, plus several others on the hobby of miniature wargaming. He maintains a popular blog on York County Civil War history, Cannonba!!.

General William B. Franklin Collection

General William B. Franklin was born in York on February 27, 1823, the oldest son of Walter S. Franklin, a Clerk of the U.S. House of Representatives, and Sarah Buel Franklin. Franklin attended West Point and was appointed the commander of the Sixth Corps of the Army of the Potomac during the Civil War. In November 1862, the Union was defeated at the Battle of Fredericksburg, and Franklin became a central figure in the ensuing political battle over the direction and leadership of the War. Franklin returned to York briefly before being re-assigned to the Department of the Gulf. While in York, he launched a fierce, life-long campaign to defend his reputation. Following the War, Franklin moved to Hartford, Connecticut, where he became the Vice President of the Colt Firearms Manufacturing Company. Franklin was a prominent civic leader, serving as the President of the Board of Managers of the National Home for Disabled Volunteer Soldiers from 1880 to 1899. Upon his death in 1903, Franklin returned to York for the last time and was buried at Prospect Hill Cemetery.

The General William B. Franklin Collection contains many letters written by or to Franklin throughout his life, as well as many of his diaries, journals, military records, letters and dispatches written during the Civil War. Additionally, the collection contains many of Franklin’s personal papers from the post-War years, including items related to Franklin’s civic activities. The collection is a valuable source of information for researchers interested in the Civil War, the Battle of Fredericksburg, and the politics surrounding that battle.


Assista o vídeo: Patrick Cleburne: A Biography - Vol. VII, Episode 10


Comentários:

  1. Rendell

    Eles estão errados. Escreva-me em PM.

  2. Dawud

    Escândalo!



Escreve uma mensagem