Na Alta Califórnia, quem trabalhou no Ranchos del Rey?

Na Alta Califórnia, quem trabalhou no Ranchos del Rey?


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Na Alta Califórnia espanhola, a maior parte da produção agrícola estava sob gestão e nas terras das Missões Franciscanas, operada com mão de obra nativa. Cada um dos quatro presidios (fortes) também deveria contar com uma fazenda pertencente ao rei - os Ranchos del Rey. O rancho real correspondente de Monterey, por exemplo, estava localizado rio acima, um pouco perto das Missões de Soledad e San Juan Bautista. Quem cuidou ou administrou esses ranchos reais?


Soldados do Presidio foram nomeados para gerenciar os ranchos (Vida na Califórnia Presidial por Lothrop e Herczog). Sargento Miguel Espinosa estava encarregado do Rancho do Rei de Monterey (Memorias sobre la historia de California por Amador).

Sem dúvida, a maior parte do trabalho de campo era feito por nativos; se eram neófitos da missão de licença ou isentos da missionização, não sei.


Na Alta Califórnia, quem trabalhou no Ranchos del Rey? - História

Missão San Luis Rey, conhecido como “Rei das Missões”, por seu tamanho, população e produção agrícola, é o número dezoito na cadeia de missões. Localizado em uma colina com vista para um vale, San Luis Rey fica entre a Missão San Diego de Alcalá e a Missão San Juan Capistrano. Embora San Luis Rey tenha sido uma das últimas missões da Califórnia fundada em 13 de junho de 1798 pelo Padre La Suén, ela rapidamente se tornou a mais próspera. Com mais de seis acres, a população atingiu 2.869 em 1825, um tamanho que é mais de três vezes a média da missão da Califórnia. Em 1830, a missão era o maior edifício da Califórnia.

Com o nome de São Luís IX, Rei da França e patrono da Ordem Franciscana Secular, San Luis Rey junto com a Missão Santa Bárbara, é uma das duas missões que sempre foi franciscana. Os franciscanos continuam a servir com orgulho na Missão San Luis Rey hoje, compartilhando um respeito pela vida e pelo meio ambiente da Califórnia, assim como os primeiros fundadores da missão fizeram.

A viagem da missão começa em la sala general, uma sala real usada como ponto de encontro e recebimento de visitantes. Em contratos para o ornamentado sala é o quarto dos Frades.

Concluída em 1815, a igreja de San Luis Rey é a única igreja missionária sobrevivente construída em um plano cruciforme. A igreja é única por causa de sua madeira cúpula e cúpula. A cúpula é construída em pinho e na parte superior a luz pode entrar facilmente. o retábulos e o altar reflete a arquitetura clássica e barroca.

Um passeio pelos jardins revela os restos de um arco de carruagem, que foi a entrada original dos edifícios internos da missão. Olhando através do arco, encontra-se uma pimenteira, a primeira da Califórnia, trazida do Peru e plantada na missão em 1830.

A partir de Dentro das missões da Califórnia
© David A. Bolton

Fatos rápidos

  • 18ª missão
  • Conhecido como o “Rei das Missões” devido ao seu tamanho, população e produção agrícola
  • Fundada em 13/06/1798 pelo Padre Lasuén
  • A propriedade já se estendia por um raio de 15 milhas e tinha mais de 56.000 animais
  • Recebeu o nome de São Luís IX, Rei da França e patrono da Ordem Franciscana Secular
  • A capela mortuária é única devido à cúpula e cúpula de madeira
  • Altar reflete arquitetura clássica e barroca
  • Primeira pimenteira da Alta Califórnia, trazida do Peru em 1830

Endereço
4050 Mission Avenue
Oceanside, CA 92057-6402
Tel: 760-757-3651

Status de marco
Marco histórico da Califórnia # 239

Instruções para a missão
Da I-5: Saia para CA-76 East. Vire à esquerda na Rancho del Oro. Atravesse a Mission Street até o estacionamento da missão.

Horarios de funcionamento
9h30 - 17h de segunda a sexta-feira. 10h - 17h sábado - domingo. Ligue para 760-757-3651 para confirmar.


São Junípero Serra

Nossos editores irão revisar o que você enviou e determinar se o artigo deve ser revisado.

São Junípero Serra, (nascido em 24 de novembro de 1713, Petra, Maiorca, Espanha — falecido em 28 de agosto de 1784, Carmel, Califórnia, Nova Espanha [agora nos EUA] canonizado em 23 de setembro de 2015, dia de festa 28 de agosto (1º de julho nos EUA)), espanhol Padre franciscano cujo trabalho missionário entre os índios da América do Norte lhe valeu o título de apóstolo da Califórnia. Em 2015, ele se tornou o primeiro santo da Igreja Católica Romana a ser canonizado nos Estados Unidos.

Depois de entrar na Ordem Franciscana em 1730 e ser ordenado em 1738, Serra ensinou filosofia na Universidade Lullian (Palma, Maiorca). Em 1750, ele chegou à Cidade do México para o trabalho missionário entre os índios, servindo primeiro nas missões de Sierra Gorda de 1750 a 1758 e depois no centro-sul do México de 1758 a 1767.

Quando a Espanha começou a ocupar a Alta Califórnia (atual Califórnia), Serra se juntou ao comandante da expedição, Gaspar de Portolá. Em 16 de julho de 1769, ele fundou a Mission San Diego, a primeira no atual estado da Califórnia. De 1770 a 1782 ele fundou mais oito missões californianas: Carmel, sua sede, em Monterey, em 1770 San Antonio e San Gabriel (perto de Los Angeles), 1771 San Luis Obispo, 1772 San Francisco (Mission Dolores) e San Juan Capistrano, 1776 Santa Clara, 1777 e San Buenaventura, 1782. As missões de Serra ajudaram a fortalecer o controle espanhol da Alta Califórnia. Serra foi beatificado em 25 de setembro de 1988. Em 23 de setembro de 2015, foi canonizado como santo pelo Papa Francisco I em uma missa especial em Washington, D.C.

Serra foi uma figura renomada em sua vida. No entanto, seu tratamento dos índios americanos é debatido. Seus defensores afirmam que ele foi um defensor ferrenho dos índios e introduziu em suas terras o gado, as ovelhas, os grãos e as frutas do México. Seus detratores o acusam de ser cúmplice da colonização do continente americano e da escravidão dos povos indígenas.


Sociedade californio

As ricas famílias espanholas da Califórnia, chamadas de Californios, foram o primeiro grupo a receber benefícios em grande escala dos ricos recursos agrícolas da Califórnia. Muitos receberam concessões de terras da Espanha. Depois de 1821, outras famílias receberam títulos de terra do México recém-independente para encorajar o assentamento no que ficou conhecido como Alta Califórnia.

A riqueza do Californio estava intimamente ligada às suas propriedades de terra e fornecia crédito nos mercados locais. Os californianos cultivavam pomares e safras, mas a pecuária em grande escala em grandes ranchos era a chave de sua riqueza. Como mostram as pinturas, mesmo pequenas rancherias nativas americanas e mexicanas contribuíam para o manejo do gado.

Quase todos os aspectos da sociedade californiana estavam ligados à sua relação com a terra. Isso se reflete em diseños, mapas desenhados à mão, que marcam a geografia natural do terreno. Diseño del Cayuma inclui esboços de árvores e cursos de água e fornece uma chave no canto esquerdo inferior explicando detalhes do terreno.

Com a corrida do ouro e o fim da guerra EUA-México em 1848, um influxo maciço de colonos reivindicou as terras do Californio. Os californianos foram forçados a provar seu título de terra no tribunal, incorrendo em altas taxas legais.

Sob o sistema legal dos Estados Unidos, mapas oficiais de agrimensores substituíram diseños imprecisos como marcadores legítimos de propriedade de terra. O mapa oficial de 1884-85 agrimensor dos condados de Los Angeles, San Diego e San Bernardino traça as grades de terra com linhas retas e medidas cuidadosas. Os processos judiciais geralmente demoravam mais de uma década para serem resolvidos. Muitas famílias do Califórnio foram forçadas a vender suas terras, pedaço por pedaço, para pagar taxas legais crescentes.

À medida que o transporte ferroviário transcontinental se movia para o oeste, as ferrovias pressionavam o governo dos Estados Unidos por grandes concessões de terras. As propriedades dos californios ficaram menores, como o mapa oficial de terras concedido às ferrovias em 1875 deixa claro.

Os californios dependiam da mão de obra fornecida por nativos americanos e mexicanos. Em troca, eles forneceriam abrigo e alojamento, entrelaçando ainda mais os trabalhadores com a terra e as relações patriarcais. A fotografia do índio “John” e sua família na fazenda Santa Rosa destaca a identificação dessa família indígena com o rancho. Em contraste, californios como Julia, esposa de Joaquin Bolado, e Juan Ignacia Cantua são fotografados em retratos de estúdio como indivíduos.

No final do século 19, imigrantes de todo o mundo inundaram a Califórnia. Muitos californianos se casaram com colonos americanos e europeus para garantir suas terras e status de classe. O majestoso retrato de Dona Ramona Carillo de Pacheco de Wilson é um bom exemplo. Seu título, Dona, e seu traje elegante denotam sua herança californiana de elite. Seu casamento com um colono escocês e oficial militar dos EUA continuaria a garantir seu status nos primeiros anos de controle americano.

À medida que o século 19 chegava ao fim, os californianos viram sua influência política amplamente reduzida e seu passado já se tornava mitificado. O romance de 1884 de Helen Hunt Jackson, Ramona, contava a trágica história de uma menina órfã do Califórnio que se casou com um indiano. Escrito para criar simpatia pela situação dos californianos nativos, foi recebido como o retrato de um passado idílico. Essa visão romantizada persistiu até o século XX.

As fotos da década de 1950 de atores de pele clara no popular Ramona Pageant ilustram os preconceitos raciais contemporâneos, em vez da realidade cultural da sociedade californiana inicial. Nesse período, o Programa Bracero estava em pleno vigor. O aumento das regulamentações de fronteira e as preocupações com a imigração começaram a separar o futuro da Califórnia de seu passado mexicano. O turismo comercializado em torno do mito Ramona, mostrado aqui nas fotos da sala do curio no local do casamento de Ramona (que nunca existiu), reforçou a curiosidade dos californianos modernos sobre seu passado pastoral espanhol. Hoje, descendentes de famílias de Californio ainda vivem no estado, e seus nomes - Sepuvelda, Yorba, Pico, Vallejo, Peralta - marcam as ruas e cidades da Califórnia moderna. A sociedade californiana, no entanto, se foi para sempre.

Nota sobre legendas de imagens

Glossário

Concessão de terras: uma doação de um imóvel feita por um governo ou outra autoridade a um indivíduo. Pode ser uma recompensa por serviços ou incentivos para desenvolver terras não desenvolvidas em um país relativamente despovoado.

Diseño: um mapa informal desenhado à mão por Californios para marcar suas propriedades. Diseño significa "desenho" ou "esboço" em espanhol.

Mapa do Surveyor: um mapa oficial criado para fins legais e desenhado por profissionais treinados.

Tipo de lata: uma fotografia positiva feita em uma folha sensibilizada de ferro esmaltado ou estanho.


História da missão de San Luis Rey nas décadas de 1820 a 1830

Em 1821, a primeira igreja foi concluída. Apenas seis anos após sua fundação, o San Luis Rey já produzia 5.000 alqueires por ano e seus rebanhos somavam mais de 10.000 animais. Os Padres treinaram os índios para fazer muitos tipos de trabalho: fabricação de velas e sabão, curtimento, vinificação, tecelagem, agricultura e pecuária. Eles também os ensinaram a cantar no coro.

A Missão San Luis Rey atingiu seu auge em 1831, quando os registros mostram que havia 2.800 nativos morando lá. Produziu 395.000 alqueires de grãos e seu vinhedo rendeu 2.500 barris de vinho.


Nomeado Por

Gabriel, Santo Príncipe dos Arcanjos

Presidentes fundadores

Junípero Serra, primeiro padre presidente das missões da Califórnia

Missionários Fundadores

Padres Pedro Benito Cambón e Angel Fernandez Somera y Balbuena

Líderes Missionários Proeminentes

Entre 1775 e pelos 28 anos seguintes, os padres Antonio Cruzado e Miguel Sánchez trabalharam juntos para tornar esta uma das missões de maior sucesso na Califórnia. Fr. José Zalvidea continuou seu trabalho por mais 20 anos e é creditado por ter introduzido a viticultura em grande escala na Califórnia.

Índios juntando-se à missão

Na era da missão, esses nativos, que falavam uma das línguas Cupan ou Cupeño da família Takic, foram chamados de Gabrieleño após a missão.

Conhecidos agora como Tongva, os descendentes foram reconhecidos como uma tribo distinta pelo estado da Califórnia em 1994. Eles buscam o reconhecimento federal há décadas.

Site da missão

A missão foi originalmente estabelecida ao longo das encostas das colinas de Montebello no local nativo de Shevaanga, com vista para o Vale de San Gabriel.

Em 1775, a missão foi realocada para o local nativo de Iisanchanga "cerca de uma légua" (3 milhas) a noroeste. Esta missão fica a 14,5 km a leste do centro de Los Angeles.

Layout

Quadrilátero tradicional, com quartéis de soldados, alojamentos para neófitos, armazéns e outras estruturas (formando um segundo quadrilátero incompleto) estendendo-se para fora do complexo central.

Fonte de água

O Rio Hondo e várias nascentes alimentavam um aqueduto, reservatórios e um sistema de canais que fornecia água em abundância para a missão e seus extensos vinhedos, pomares, jardins e moinhos.

População

Em quinze anos de sua fundação, San Gabriel tinha 1.000 neófitos. A maior população registrada foi 1.701 em 1817.

Gado

Começando com apenas 128 animais em 1772, o rebanho da missão atingiu 42.350, principalmente gado (25.000) e ovelhas (15.000) em seu pico em 1829.

A Missão San Gabriel tornou-se Igreja Paroquial depois de ter sido secularizada em 1834 e nunca mais abandonada. A área continuou a ser um centro de pecuária bovina e ovina

Produção Agrícola

Durante sua vida ativa, San Gabriel foi muito mais produtivo do que qualquer outra missão na Califórnia, colhendo mais de 353.000 alqueires de trigo, cevada, milho, feijão, ervilha, lentilha e garbanzos (grão de bico).

Mission Church

A igreja única de San Gabriel, concluída em 1805, apresenta uma aparência mourisca de "fortaleza", com contrafortes tampados e janelas estreitas e compridas ao longo da parede lateral proeminente. Este estilo é semelhante ao da Catedral de Córdoba, Espanha.

Mission Bells

Seis sinos ocupam uma espadaña ou parede de sino. Os sinos mais antigos foram lançados na Cidade do México em 1795 pelo famoso fabricante de sinos Paul Ruelas. O maior sino (datado de 1830) pesa mais de uma tonelada e foi usado por mais de um século para tocar o Angelus, uma oração feita pela manhã, ao meio-dia e à noite em comemoração à Encarnação.

Mission Art

As Estações da Cruz são consideradas pinturas indígenas neófitas autênticas. Eles foram exibidos na Expedição Columbia Mundial de 1893, em comemoração ao 400º aniversário da descoberta do Novo Mundo.

Eventos significativos

Em 22 de março de 1774, Juan Bautista de Anza, que estava iniciando uma rota terrestre do sul do Arizona à Califórnia, chegou à Mission San Gabriel a caminho de Monterey. No ano seguinte, ele parou novamente em San Gabriel com um grupo considerável de colonos.

Em 25 de outubro de 1785, um bando armado de índios Tongva de seis ou sete aldeias diferentes estava prestes a atacar a Missão San Gabriel, mas os padres e soldados foram avisados. Vinte conspiradores foram capturados, incluindo um dos líderes, uma jovem xamã chamada Toypurina. O mural Toypurina em Los Angeles a homenageia.

O lendário homem das montanhas Jedediah Smith, que foi o primeiro americano a chegar à Alta Califórnia por terra em 1826, inicialmente chegou a Rancho de la Puente, um posto avançado da Missão San Gabriel, e foi escoltado até a missão onde se encontrou com o padre. Jose Sanchez.


Nomeado Por

Santo Antônio de Pádua, um franciscano do século XIII, o descobridor de bens perdidos.

Presidente Fundador

Fr. Junipero Serra

Missionários Fundadores

Frs. Miguel Píeras e Buenaventura Sitjar

Líderes Missionários Proeminentes

Fr. Buenaventura Sitjar permaneceu em San Antonio de Padua por 37 anos e é o grande responsável por seu sucesso. Este incansável missionário criou um vocabulário nativo de 400 páginas e usou-o para desenvolver o catecismo na língua indiana.

Desde a restauração da missão, os franciscanos continuaram a prestar serviços religiosos e a realizar retiros na Missão San Antonio de Padua, embora não sejam mais residentes na missão.

Índios juntando-se à missão

Esta foi a primeira missão estabelecida na terra do povo Salinan no local de Telhaya. Na era da missão, os nativos que se tornaram neófitos em San Antonio de Padua eram chamados de Antonianos. Os registros da missão mostram que os nativos eram predominantemente Salinan do norte, mas havia alguns Yokuts e Esselen.

Site da missão

Localizado nas montanhas de Santa Lucía, em um vale repleto de carvalhos a sudeste de Monterey, no que atualmente é uma reserva militar. O cenário dessa missão é muito parecido com o que um viajante teria visto há dois séculos.

Layout

Quadrilátero tradicional, amplamente restaurado por W.R. Hearst e os Franciscanos entre 1948 e 1952.

Sinais marcam a localização de edifícios e características importantes, como o moinho movido a água, em todo o vasto terreno da missão.

Fonte de água

Rio San Antonio, cerca de três milhas acima da missão. A água era trazida por aquedutos ou zanjas e armazenada em reservatórios.

População

A maior população registrada foi 1.217, em 1806.

Gado

Em seu ano de pico de gado de 1828, a missão tinha 20.118 animais, incluindo 8.000 bovinos e 10.000 ovelhas.

Por praticidade, o rebanho foi disperso por diversos locais. Ranchos San Benito e San Bartolomé del Pleyto eram usados ​​para ovelhas e cordeiros. Havia fazendas de gado em Los Ojitos e Rancho San Miguelito, todas a três a dez léguas (10-30 milhas) da missão.

Produção Agrícola

Essa missão rapidamente se tornou autossuficiente. Ao longo dos anos, foi uma missão ativa San Antonio colheu 110.000 alqueires de trigo, cevada, milho, feijão e ervilhas.

Mission Church

A actual ou 3ª igreja foi concluída em 1813. Em 1821, a partir do pórtico da igreja foi construída uma arcada com três aberturas em arco e formada em ladrillos, ou tijolo queimado, dando à missão um aspecto único.

A igreja foi amplamente restaurada pelo Clube de Marcos entre 1903 e 1908.

Mission Bells

Cada lado da fachada inclui uma torre sineira quadrada, ambas com um sino. O terceiro e maior sino, original, encontra-se no centro da arcada, sobre o arco maior.

Mission Art

As paredes desta charmosa igreja exibem decorações coloridas pintadas pelos índios da missão. Atrás do altar está um grande bulto do arcanjo San Miguel, com asas estendidas e logo abaixo, o bulto do padroeiro da igreja, San Antonio.

Eventos significativos)

Em 1776, o tenente-coronel Juan Bautista de Anza permaneceu na missão com 240 imigrantes de Sonora. San Antonio provou ser uma parada importante no esforço pioneiro de Anza para estabelecer uma rota terrestre do México à Alta Califórnia.


Pinturas selecionadas da era da missão

A maioria dos visitantes de hoje na missão da Califórnia cresceu em uma era em que imagens coloridas não são apenas comuns, são esperadas. A maioria das ilustrações "tiradas da vida" ou representações contemporâneas que temos de lugares e eventos da era da missão são um punhado de desenhos e pinturas a óleo feitos por visitantes talentosos ou artistas de expedição em 1800, e a arte religiosa original das missões que sobreviveu. No entanto, também podemos visualizar essa era "em cores" por meio das esplêndidas pinturas revivescentes da era da missão feitas por artistas como Edwin Deakin e Henry Chapman Ford, e por meio de murais, dioramas e modelos em grande escala em exibição em museus selecionados da Califórnia. Esta galeria exibe uma amostra de cada uma dessas categorias de arte.

Apresentamos esta galeria pela primeira vez há cinco anos. Agora o expandimos para incluir vinte imagens coloridas representativas. (Desenhos de eventos adicionais estão na Galeria Dodge e Harmer). Cada imagem desta galeria fornece informações sobre o artista, o local e as cenas retratadas, quando disponíveis.

A expedição terrestre à Alta Califórnia chega à Baía de San Diego

Em 1769, após uma esplêndida aquarela de Lloyd Harting, agora em coleção particular.

Esta pintura apareceu em The Call to California, um dos vários livros sobre o início da história da Califórnia patrocinado por James S. Copley há cerca de sessenta anos.

Primeira missa em Monterey em 1770

Depois de uma pintura de Leon Trousset [1838-1917].

A missa foi celebrada pelo pe. Junípero Serra, líder espiritual da “Expedição Sagrada”.

Portola explorando a costa da Califórnia em 1769

Depois de um mural de Robert Evans, publicado com permissão do artista.

Este mural contemporâneo está em exibição na cidade de Laguna Hills, Califórnia. Enquanto Portolá não tinha sucesso em encontrar a baía de Monterey, ele descobriu muitos locais de missão promissores.

Missão Carmel Borromeo em 1792

Após um desenho original de John Sykes. © 2014 Pentacle Press.

Padre ensinando em uma aldeia indígena

Um diorama na Missão San Juan Capistrano.

Os franciscanos não ficaram isolados em suas missões. Eles foram a aldeias indianas para ministrar aos enfermos e buscar novos conversos.

Índios fazendo Adobe Bricks

Parte de uma extensa coleção de desenhos de Escobar-Keith, em exibição na Mission San Fernando.

A missão do edifício foi quase contínua durante as primeiras décadas após a sua fundação.

Viagem entre missões

Depois de um mural de banco não estar mais disponível.

Os missionários costumavam viajar de burro ou a cavalo (quando eram cavaleiros experientes), acompanhados por soldados.

Fr. Narciso Duran e sua banda indiana

Após um desenho original a caneta e tinta de Alexander Harmer © 2014 Pentacle Press.

Fr. Duran teve um coral de meninos e uma banda indiana na Mission San José, onde serviu por 27 anos. Ele desenvolveu ambas as instituições na Mission Santa Barbara.

Capela da Cieneguitas

Local da vila Kaswa'a, após uma pintura de Henry Chapman Ford [1828-1894].

Esta vila estava localizada perto de Santa Bárbara.

Mission Santa Barbara em 1794

Após um desenho original de Alexander Harmer. © 2014 Pentacle Press.

Esta imagem mostra a missão como ela era antes da imponente igreja neoclássica ser construída em 1820.

Corsário argentino Hippolyte Bouchard

Em 1818, Hippolyte Bouchard atacou Alta Califórnia.

Depois de atacar Monterey, Bouchard saqueou Rancho del Refugio, ao norte de Santa Bárbara, um evento capturado nesta pintura colorida de Theodore Van Cina. A própria Santa Bárbara escapou de danos devido a uma trégua entre Bouchard e o Comandante José la Guerra.

Arcanjos Miguel, Gabriel e Rafael

Uma das muitas pinturas esplêndidas preservadas na Missão Santa Bárbara é esta representação dos Arcanjos Miguel, Gabriel e Rafael.

As maiores coleções de arte sacra do final do século 18 e início do século 19 estão nas Missions Santa Bárbara e Mission Santa Ines, ambas as quais sobreviveram à secularização e se tornaram locais de seminários franciscanos.

Estação III da Via Crucis Excepcional

(Estações da Cruz) Pinturas feitas pelos neófitos de San Fernando no início do século XIX. As pinturas da Via Crucis estão agora no museu da Missão San Gabriel.

Uma representação do Arcanjo Rafael

Feito pelos índios da missão. Esta rara pintura sobre tela está agora na Mission Santa Inés.

Mission Santa Cruz

Após uma pintura de cerca de 1902 por Edwin Deakin [1838-1925], que foi admirado pela precisão e detalhe de suas pinturas.

A igreja de Santa Cruz foi destruída por um terremoto em 1857, e esta pintura recria sua aparência durante a era da missão.

Missão Santa Clara construída em 1825

Infelizmente, esta missão foi totalmente destruída por um incêndio em 1926.

Missão San Carlos Borromeo e a Baía do Carmelo

Litografia de uma pintura de William Smyth, 1827. Originalmente publicado em 1839 em Uma História da Baixa e da Alta Califórnia por Alexander Forbes, e posteriormente colorido.

Mission San Antonio de Padua

Olhando para o norte, após uma pintura de 1881 de Henry Chapman Ford.

A pintura a óleo original da coleção do Mission Inn Hotel and Spa em Riverside, Califórnia.

Índios deixando sua missão após a secularização

Após um desenho original de Alexander Harmer © 2014 Pentacle Press.

As missões foram secularizadas 1834-1836. Muitos dos neófitos estavam desorientados e relutantes em deixar a única casa que conheceram, como sugere esta pintura.

The Mission Play

Durante o que foi chamado de "era de avivamento da missão", uma extravagância de 3 horas de duração foi encenada para contar a história da fundação, sucesso e declínio final das missões da Califórnia.


San Diego e o legado da paisagem # 039s

A baía de San Diego foi reivindicada pelos exploradores espanhóis Juan Rodriguez Cabrillo e Sebastian Vizcaino em 1542 e 1606, respectivamente, o último dos quais batizou a região em homenagem ao santo padroeiro da Diocese Católica Romana de San Diego, San Diego de Alcalá. Ameaçada pela invasão dos caçadores de peles russos, a Espanha começou a colonizar o que era então a província de Las Californias em meados do século XVIII. Em 1769, espanhóis liderados por Gaspar de Portola e Padre Junipera Serra chegaram da Nova Espanha para estabelecer o Forte Presidio de San Diego e a Basílica da Missão San Diego de Alcalá nas falésias ocidentais do Vale de San Diego. A Missão Basílica San Diego de Alcalá foi a primeira de uma cadeia de 21 missões construídas na Califórnia, incluindo a Missão San Luis Rey De Francia em 1798, ao sul do Rio San Luis Rey. As missões foram conectadas através do El Camino Real, uma estrada de 600 milhas de extensão que se estendia da Baía de São Francisco até a Basílica da Missão San Diego de Alcalá, e cujos marcos ainda podem ser vistos hoje. Apoiadas por guarnições militares, as missões foram ferramentas de conversão e conquista, pois os missionários forçaram os indígenas californianos a viver e trabalhar em assentamentos chamados reduções. Os missionários introduziram a tecnologia agrícola ocidental, substituindo as pastagens agrárias sazonais do Kumeyaay com grandes campos agrícolas, cujos produtos foram então comercializados para Boston, Lima e San Blas. O primeiro grande sistema de irrigação da era colonial usado na costa oeste foi a represa e o aqueduto Old Mission, agora parte do Mission Hills Regional Park, construído pela Mission San Diego de Basílica de San Diego de Alcalá em 1803. Em 1804, Las Californias foi dividida nas duas províncias de Alta e Baja California, com San Diego formando parte da primeira.

San Diego como um pueblo mexicano

Depois de ganhar a independência da Espanha em 1821, o governo mexicano aprovou a Lei para a Secularização das Missões da Califórnia em 1833, resultando no confisco e venda da maioria das extensas propriedades de terra das missões. As propriedades da Missão San Diego de Basílica San Diego de Alcalá e da Missão San Luis Rey De Francia foram divididas e concedidas a cidadãos mexicanos proeminentes. A desativação produziu o Warner Carrillo Ranch em 1840, que com o tempo se tornou uma notável estação de passagem ao longo da Trilha do Missouri e hoje é preservado como um local histórico, e o Guajome Ranch em 1845, agora Guajome Regional Park. Após a derrota da Espanha, o Forte Presidio foi abandonado e os soldados formaram uma comunidade em grade na base da colina, perto da foz do rio San Diego. Em 1834, o governo mexicano reconheceu a comunidade de San Diego como um pueblo, permitindo que os residentes formassem um governo municipal e reivindicassem milhares de hectares de terras ao redor.

Quando a Guerra Mexicano-Americana estourou em 1846, John C. Fremont, um major do Exército dos EUA, tomou a cidade e o porto de San Diego, onde ergueu a bandeira dos Estados Unidos na Plaza de Las Armas da cidade. Essa ocupação teve vida curta, no entanto, e a cidade e o forte Presídio que o acompanhava trocaram de mãos entre os americanos e os habitantes nativos espanhóis, os “Californios”, várias vezes durante o outono de 1846. Em dezembro do mesmo ano, tropas americanas sob o comando do general Stephen Kearney, enfrentou Californios do coronel Andres na aldeia indígena de San Pasqual, 30 milhas ao norte de San Diego. Após o que é amplamente considerado a batalha mais sangrenta travada em solo da Califórnia, comemorada hoje no San Pasqual Battlefield State Historic Park, Kearney e Fremont conquistaram o Pueblo de Los Angeles. A tomada da cidade resultou na assinatura do Tratado de Cahuenga, encerrando efetivamente a resistência Californio na província de Alta Califórnia. Em 1848, o México se rendeu aos Estados Unidos, cedendo o controle da Alta Califórnia e do Novo México com a assinatura do Tratado de Guadalupe-Hidalgo. Um ano depois, a Comissão de Fronteiras México-Estados Unidos estabeleceu o primeiro ponto de fronteira em Imperial Beach, 24 milhas a sudoeste de San Diego, marcado por um obelisco de mármore. O marcador foi incorporado ao Parque da Amizade binacional maior, inaugurado em 1971. Com o objetivo de simbolizar a comunicação e compreensão intercultural, a mensagem original do parque foi perdida devido ao aumento da fortificação do local após os ataques terroristas de 11 de setembro.

Estabelecida a cidade nova e a adição de Horton

Em 1849, o inspetor da Comissão de Fronteiras, Tenente Andrew B. Gray, sugeriu ao comerciante William Heath Davis que um local mais próximo da Baía de San Diego seria ideal para a formação de uma nova cidade. Pouco tempo depois, Davis fez parceria com quatro investidores para comprar 160 acres de terra pueblo ao longo da baía, onde construíram um porto e traçaram uma grade de ruas para sua 'Cidade Nova'. Sem acesso a água doce, o novo assentamento e o investimento, atrapalhado. Dezessete anos após a admissão da Califórnia na União em 1857, o incorporador imobiliário americano Alonzo Erastus Horton comprou 960 acres de terra pueblo ao longo da Baía de San Diego, que incluía a Cidade Nova de Davis. Considerado atraente por seus portos naturais, o assentamento conhecido como Horton’s Addition cresceu em população, suplantando a decadente "Old Town" abaixo do Presidio Hill como o centro de San Diego em 1880.

Conforme a cidade continuou a se desenvolver, instituições civis e militares foram formadas. Isso incluiu o primeiro cemitério público da cidade, o cemitério Mount Hope, fundado em 1869, cinco quilômetros além do que eram então os limites da cidade, e o City Park de 1.400 acres [hoje Balboa Park], estabelecido em 1868. Horton criou uma praça pública do lado de fora seu hotel em 1870, que foi doado à cidade em 1895. Inicialmente projetada pela horticultora Kate Sessions, a paisagem que hoje é conhecida como Horton Plaza Park foi redesenhada por Irving Gil em 1910 e Walker Macy em 2016. Os portos da cidade foram garantidos pela instalação do Forte Rosecrans em 1873, ao longo da península de Point Loma, cuja ponta sul havia sido reservada para uso militar em 1852. O cemitério do forte, formado em 1879 e posteriormente ampliado pela Works Progress Administration, foi denominado Forte Rosecrans Cemitério Nacional. Durante o período entre guerras, os líderes cívicos estabeleceram um segundo cemitério público, o pitoresco Greenwood Memorial Park projetado por George Cook, adjacente ao Monte Hope em 1907.

Desenvolvimento urbano do final do século XIX e início do século XX

A conclusão da California Southern Railroad em 1885, que conectou San Diego à Transcontinental Atlantic and Pacific Railroad, desencadeou um boom de especulação imobiliária que transformou a pequena cidade de San Diego em uma agitada cidade portuária. Como a população explodiu de 5.000 para 35.000 entre 1885 e 1888, um moderno sistema de bonde foi implementado para conectar o centro da cidade com os bairros em crescimento na periferia da cidade, chegando até a Cidade Velha de San Diego. Entre esses novos bairros residenciais estavam o Gaslamp Quarter Historic District, desenvolvido a partir de Davis 'New Town, estabelecido em 1850, e a vila costeira La Jolla Park, formada pelos especuladores de terras Frank Botsford e George Heald em 1886. Inspirado pelo movimento City Beautiful, Botsford and Heald reserved five acres within their community for a waterfront park, designed in part by landscape architect Samuel Parsons, Jr. Known today as Ellen Browning Scripps Park, the blufftop site was at the forefront of a wider city beautification effort that would begin in earnest in the early twentieth century.

Despite an economic crash in 1889, growth continued at a steady pace throughout the 1890s and into the new century. The city became a tourist destination for thousands of health seekers who sought the advantage of the region’s tropical climate. Their presence spurred the development of spas and resorts, such as the Hotel Del Coronado, along the Bay. Meanwhile, suburban communities, including Golden Hill, Sherman Heights, and Banker’s Hill, continued to thrive farther away from the urban core.

At the turn of the century, civic leader George Marston, impressed by the beautification efforts undertaken in San Francisco and New York, pushed for an urban park system in San Diego. In 1899 he pressured the city council to reserve 364 acres of pueblo lands north of downtown San Diego as a public park. Designed by landscape architect Ralph Cornell and naturalist Guy Fleming in the 1920s, the reservation was expanded southward, eventually encompassing 1,750 acres. Acquired by the State of California in 1959, the park was renamed the Torrey Pines State Natural Reserve in 2007. In 1902 the San Diego Chamber of Commerce formed the Park Improvement Committee to develop City Park, which was constantly threatened by land speculators. Marston personally hired New York City landscape architect Samuel Parsons, Jr., who, with the assistance of local horticulturists Kate Sessions and T.S. Brandage, developed the 1902 Samuel Parsons & Company City Park Plan. Parson’s plan, carried out by George Cooke until 1906, transformed 300-acres of parkland into a picturesque landscape, complete with an ungraded, curvilinear circulation system that provided vehicular access, while also preserving viewsheds of the surrounding ocean, mountains and canyons. Assisted by Session, Parsons also implemented a planting palette of evergreen trees and exotic flora across large swaths of parkland, whose growth was supported by a series of reservoirs. An exception to this was the park’s system of canyons, which an admiring Parsons left relatively untouched. Parson’s landscape design would be altered only a few years later with the development of the 1915 Panama-California Exposition.

Desiring to boost both the population and economy of San Diego, G. Aubrey Davidson, President of the San Diego Chamber of Commerce proposed that the city host an exposition celebrating the opening of the Panama Canal in 1915. The Panama-California Exposition Company, founded in 1909, chose to host the event in City Park, renamed Balboa Park in 1910. The Company initially hired the Olmsted Brothers to design the exposition grounds, but the firm, who objected to the disruption of Parson’s design, soon dropped the project. Bertram Goodhue, taking over the design, laid out an axial plan surrounded by Spanish Colonial structures upon 167-acres of the parkland located atop the Vizcaino Mesa. Resulting from this design was the construction of the House of Hospitality and the International Harvester Building, later incorporated into the San Diego Zoo as the Reptile House. . A second master plan, designed by landscape architect John Nolen, was implemented in 1927, followed by the addition of the Alcazar Gardens, designed by architect by Richard Requa in 1935.

In 1907 Marston hired John Nolen to create a city plan for San Diego. Critical of the city’s existing grid of narrow, repetitive streets, he produced a plan that favored wide, planted boulevards, a European-style public plaza between today’s Cedar and Date Street, open recreational spaces along the bay front and a promenade to connect City Park to the plaza. Inspired by the City Beautiful Movement, Nolen also recommended that San Diego develop small, open spaces throughout the city with gardens, plazas, and playgrounds, as well as a system of parks for the mental and physical relief of residents. The city council was reluctant to adopt Nolan’s plan, and many of his suggestions went unrealized. However, Nolan’s 1908 proposal was influential in the design of the subsequent historic subdivisions of Mission, Marston, and Presidio Hills, all of which featured wide, curvilinear street patterns designed to follow the region’s natural topography. Additional elements of the 1908 city plan were realized in 1938, with the creation of the San Diego Civic Center, initially designed by landscape architect Roland Hoyt, and the Works Progress Administration, on infilled tidelands along the waterfront. In 1924 Marston again contracted Nolen to update the plan, which further recommended an eleven-mile-long, bay-front drive connecting the city’s south boundary to Point Loma, as well as the preservation of Old Town. Having been partially restored by sugar magnate John Dietrich Spreckels and architect Hazel Wood Waterman in 1909, Old Town was designated a state park in 1968.

Despite the council’s refusal to adopt the Nolen plan in its entirety, Marston continued to press for the creation of civic and recreational spaces. In 1907 he and members of the city’s Chamber of Commerce restored the Casa de Carrillo, the oldest surviving adobe home in San Diego, built in 1817, and converted the surrounding landscape into the Presidio Hills Golf Course. Marston purchased the nearby Presidio Hill, the site of the old Spanish Fort, that same year. John Nolen created a plan to convert the steep site into Presidio Park, accepting design advice and refinements from fellow landscape architect Roland Hoyt, horticulturalist Kate Sessions, and Percy Broell, who later served as the park superintendent. Marston further underwrote the building of the park’s Spanish Revival-style Junipero Serra Museum, designed by William Templeton Johnson in 1928. Patronage was and continues to be an essential ingredient in the formation of various public spaces across the city. Operating concurrently with Marston, fellow philanthropist Ellen Browning Scripps underwrote the Scripps Institution of Oceanography, (1905), the adjacent the Torrey Pines State Reserve (1921), and the Children’s Pool in La Jolla (1931).

During the early 1900s, San Diego’s city leaders acquired federal assistance to improve the harbor for commercial shipping, with funds coming from the sale of large tracts of waterfront property for use as naval installations. One of these sites included the Naval Training Center, placed along the shores of Point Loma in 1921. Initially sited on 200 acres, the base was expanded with the dredging of the adjacent harbor in 1939. The onset of World War II resulted in the creation of Camp Callan, adjacent to the Torrey Pines Reserve, in 1941 and Camp Pendleton on the former Rancho Santa Margarita y Las Flores, in 1942. The Naval Training Center remained active throughout the Cold War before being decommissioned in 1990, when the land was transferred to the city and subsequently developed into the mixed-use neighborhood Liberty Station and the Naval Training Center Park. Camp Callan, closed in 1945, was similarly transferred back to the city, and subdivided for educational and recreational institutions including the University of California, San Diego (1956), Torrey Pines Golf Course (1957), and Salk Institute of Biological Studies (1967).

Mid to Late Twentieth Century and Beyond

In the postwar years, increased suburban growth within Mission Valley, and the introduction of the highway system, shifted commercial and institutional development, such as the University of California, San Diego (1956), away from the city’s center to its periphery. As the region expanded, landscape architects played an increasingly important role in high-profile, public projects. Beginning in the 1960s, Garrett Eckbo created overarching design principles for the entirety of Mission Bay Park, encouraging a variety of uses while unifying the experience by maximizing waterfront access and orienting visitors towards the shoreline. Meanwhile, local firm Wimmer Yamada & Associates created plans for SeaWorld San Diego (1964) and Embarcadero Marina Parks, North and South (1978). Despite a rising population and the introduction of popular recreational spaces, the once bustling downtown San Diego entered a state of decline. In 1972 San Diego Mayor Peter Wilson announced plans to reduce urban blight by introducing mixed- use housing, educational, recreational, and cultural amenities to the downtown. In response, the Marston Family, continuing their legacy of patronage, sponsored a study by prominent urban planners Kevin Lynch and David Applewood. Chamado Temporary Paradise?, the study advocated for the creation of sharable cultural spaces that would democratize the city’s urban core.

Afterwards, in 1975 the city formed the Centre City Development Corporation (CCDC), a public, non-profit organization. The CCDC issued a master plan created by ROMA Design Group, which laid the foundation for urban renewal and resulted in the revitalization of historic landscapes and districts, such as the Gaslamp Quarter, and the creation of Modernist and Postmodernist urban spaces. The six-block-long Horton Plaza mall, by architect Jon Jerde, with a landscape design by Wimmer Yamada & Associates, opened in 1985. While successful in bringing businesses and visitors into downtown areas, renewal projects also sometimes resulted in the displacement of existing residents. In more recent decades the city has turned its view towards the water, transforming former industrial sites into public spaces that include Children's Park and Pond (1995), Martin Luther King, Jr. Promenade (1997), Tuna Harbor Park (2012), and San Diego Civic Center’s Waterfront Park in 2014.


Interactive Historic Timeline of the California Missions

  • 1768
  • 1769
  • 1770
  • 1771
  • 1772
  • 1773
  • 1774
  • 1775
  • 1776
  • 1777
  • 1781
  • 1782
  • 1784
  • 1785
  • 1786
  • 1787
  • 1791
  • 1792
  • 1795
  • 1796
  • 1797
  • 1798
  • 1803
  • 1804
  • 1805
  • 1806
  • 1810
  • 1812
  • 1813
  • 1815
  • 1816
  • 1817
  • 1818
  • 1821
  • 1822
  • 1823
  • 1825
  • 1826
  • 1827
  • 1828
  • 1829
  • 1831
  • 1833
  • 1834
  • 1835
  • 1836
  • 1839
  • 1841
  • 1842
  • 1845
  • 1846
  • 1847
  • 1848
  • 1850
  • 1851
  • 1853

San Blas is founded as a naval base and supply depot. Alta California will be supplied from here.

José de Gálvez, Visitor General of New Spain, plans a land-based and sea-based expedition to settle Alta California May 5, 1768.

Unknown to Portolá and Serra the expedition is imperiled. The main supply ship, the San José, left Loreto carrying urgently needed supplies, but the ship and it’s crew are lost at sea.

The San Carlos, a sixty-four-foot packet boat with 62 persons aboard, sets sail from San Blas bound for San Diego on January 9, 1769. A second ship, the San Antonio, leaves San Blas five weeks later.

The San Antonio arrives in San Diego with nearly everyone on board incapacitated on April 11, 1769. Driven far out to sea, the San Carlos takes almost four months to reach San Diego and Arrives on April 29. Twenty-four of the crew die of scurvy.

The expedition leader, Gaspar de Portolá, and the first FatherPresident, Junípero Serra, arrive in San Diego after an arduous six-week journey. Over two-thirds of the expedition’s Indians desert en route.

The undermanned expedition establishes a garrison on San Diego’s Mission Hill. The compound as such consisted of little more than brush-covered enramadas and several grass huts.

With many sick and dying, and supplies already low, plans to proceed to Monterey by ship are scrapped. Portolá leaves San Diego to journey up the coast in July of 1769.

Shortly after Portolá departs, Fr. Junípero Serra founds Mission San Diego de Alcalá on Presidio Hill.

The Kumeyaay attack the San Diego compound occurs, killing José Vergerano, the servant of Fr. Serra. A wooden stockade is hastily erected.

Portolá is unsuccessful in finding Monterey but discovers the Bay of San Francisco.

Presidio of Monterey is established.

Portolá returns to San Diego in November of 1770. The new colony is in desperate straits and may have to be abandoned.

The San Antonio returns to San Diego and the struggling new colony is saved.

Mission San Carlos Borromeo (known in the mission era as San Carlos Borromeo de Monterey) is founded. A provisional pole and thatch chapel is erected at the presidio.

Mission San Antonio de Padua is founded in the land of the Salinan people at the native site of Telhaya in the Santa Lucía Mountains, southeast of Monterey.

Mission San Gabriel Arcángel is founded along the slopes of the Montebello hills, overlooking the San Gabriel Valley.

Mission San Carlos Borromeo is relocated to the Carmel Valley near the Indian village of Ekheya.

The first mission in the land of the Chumash people, San Luis Obispo de Tolosa, is founded at the village of Tilhini.

The Dominicans agree to a take over responsibility for the Baja California missions through a decree, freeing up the Franciscans to concentrate on Alta California.

Fr. Serra travels to Mexico City to clarify his authority and bolster support for the Alta California missions from 1772 to 1773.

The first Christian wedding in Alta California takes place at San Antonio de Padua.

Conversions begin to increase. The Chumash and Salinan people are more receptive to the Spanish.

Fr. Francisco Palóu and five other missionaries leave Baja for San Diego, setting the boundary between Alta and Baja California en route.

Mission San Gabriel Arcángel is relocated from the slopes of the Montebello hills to the native site of Lisanchanga, three miles to the northwest.

Juan Bautista de Anza departs the Arizona presidio of San Ignacio de Tubac on January 8, 1774. The expedition discovers the first overland route to California, arriving at Mission San Gabriel on 03/22/1774.

San Diego Mission is relocated five and a half miles inland to the native village of Nipaquay in August of 1774.

The military outpost at San Diego is formally granted Presidio status.

Sergeant José Ortega escorts colonists from Baja California to San Diego Presidio.

The San Carlos is the first ship to enter San Francisco Bay. Captain Juan de Ayala names Angel Island (Isla de los Ángeles) and Alcatraz (Isla de los Alcatraces - Pelicans in Spanish).

A group of 240 colonists and over 1000 animals arrive at San Gabriel, destined for Monterey and the San Francisco presidio. Eight babies are born on the trail.

California is transferred from direct control by the Viceroy in Mexico City to the northern military command of the Interior Provinces, headed by Teodoro de Croix.

Presidio of San Francisco is established under the direction of Lieutenant José Joaquín Moraga.

Mission San Diego de Alcalá is rebuilt in October 1776.

Mission San Francisco de Asís, popularly known as Mission Dolores, is founded.

The seventh mission, San Juan Capistrano, is founded.

Mission Santa Clara de Asís is founded in the land of the Ohlone people. The neophytes ultimately include the Bay Miwok, Tamyen, and Yokuts.

The seat of government for Baja and Alta California is moved to Monterey in February of 1777.

Pueblo de San José de Guadalupe is established with 68 men, women and children. A central purpose of the civil settlements is to provide food for the army.

Felipe de Neve becomes first Civil Governor of California from 1777 to 1782. He reorganizes the administration of finances, streamlines regulations, and takes steps to grant the neophytes a greater role in mission management.

Quechans Indians destroy the two Spanish missions in the Yuma area, severing Spain’s tenuous overland route from central México to California.

Another group of settlers arrives in Alta California. Thirty-two men and women settle the pueblo of Nuestra Señora la Reina de los Ángeles del Río de Porciúncula.

Presidio of Santa Bárbara is established. This is the only California presidio that is partially restored.

The Serra Chapel at San Juan Capistrano is completed. This is the only church that remains in which Fr. Serra held mass.

Mission San Buenaventura is founded near the sizeable Chumash Indian village of Mitsqanaqa’n.

Fr. Junípero Serra dies at age 71.

Fr. Francisco Palóu is appointed interim Father-President from 08/28/1784 to 02/06/1785.

Juan José Domínguez, a retired soldier, receives the first land grant in Alta California, Rancho San Pedro.

Fr. Fermín Francisco de Lasuén becomes second Father-President of Alta California missions.

A rebellion led by a native woman, Toypurina, and the Alcalde, Nicholás José, occurs at San Gabriel over suppression of Indian ceremonies and other grievances.

Mission Santa Bárbara is founded at the Chumash village of Xana’yan.

Mission La Purísima Concepción is founded at the Chumash Indian village of Algsacupi.

Fr. Francisco Palóu publishes Life and Apostolic Labors of the Venerable Father Junípero Serra.

The remote mission Nuestra Señora de la Soledad is founded.

The Malaspina Expedition stops in Monterey in 1791. The drawings by Expedition artist José Cardero increase interest in this unique land.

Mission Santa Cruz is relocated to the native site of Uypi, near the mouth of the San Lorenzo River and Monterey Bay.

California is returned to direct control by the Viceroy in Mexico City in 1792. The military focus shifts to defend against foreign invaders. Tension between the army and church leaders largely disappears.

The magnificent Royal Presidio Chapel at Monterey is completed in 1794 and dedicated on 01/25/1795.

An epidemic at San Francisco de Asís decimates the population.

In the 1790s foreigners arrive by ship in increasing numbers to trade for sea otter pelts, cattle hides, and tallow.

Mission San José is founded in the land of the Ohlone people.

Mission San Juan Bautista is founded on June 24, 1797. The mission sits on the only original Spanish square left in California.

Villa de Branciforte (present-day Santa Cruz) is established.

Mission San Miguel Arcángel is founded at a site the local Salinan Indians call Valica.

Mission San Fernando Rey de España is founded on Rancho Los Encinos, held by Don Francisco Reyes.

Mission San Luis Rey de Francia is founded at the native village of Tacayme in the region known as Quechia.

Upon the death of Father Lasuén, Estevan Tapis is appointed the Father-President from 06/26/1803 to 12/08/1812.

Mission Santa Inés Virgen y Mártir is founded near the ranchería of Alajulapu in the Santa Inez Valley.

The unique San Gabriel church, which features a Moorish “fortresslike” appearance, is completed.

A devastating smallpox and measles epidemic kills over 150 neophytes at San José from 1805 to 1806.

Nikolai Petrovich Rezanov arrives in San Francisco in April of 1806, seeking supplies for the Russian settlement in Alaska.

The Mexican War of Independence closes the port of San Blas and disrupts the flow of goods and missionaries to Alta California over the next decade from 1810 to 1821.

The first California autopsy was performed at Santa Cruz on Fr. Andrés Quintana. Period accounts indicate that the friar was poisoned.

The Great Stone Church at San Juan Capistrano is destroyed in a massive earthquake, killing 40 neophytes.

Fr. Narciso Durán develops a choir and band of some 30 musicians at San José, using teaching methods documented in his 1813 book Prólogo.

Recruiting and taking of Miwoks, Yokuts, and Chuillas Indians from the interior bolsters neophyte population from the 1810s to the 1820s.

The Asistencia of San Antonio de Pala is established at a mission rancho about 25 miles to the east of San Luis Rey.

San Rafael Arcángel is founded as a medical asistencia (sub-mission) for San Francisco de Asís.

The Russian-American Company operates a hunting station on Farallon Islands starting from 1819 to 1834.

Hippolyte de Bouchard, a Frenchman with a privateer’s license from the Republic of Río de la Plata (Argentina), attacks the coast of California, burning both the Monterey Presidio and Mission San Juan Capistrano in December of 1818.

One of the first American settlers in California, Thomas Doak, constructs and paints the main altar reredos at San Juan Bautista.

México achieves full independence from Spain and takes control of Alta California.

San Rafael Arcángel is given full mission status.

The impressive 210-foot long San Fernando Rey Convento (padre’s quarters and a guest house) is built.

Mission San Francisco Solano is founded, becoming the last of the California missions, and the only one established during Mexican rule.

México becomes a Republic.

Narciso Durán becomes Father President of the Alta California missions.

The population of San Luis Rey de Francia reaches 2,869, the highest achieved by any mission. Much of the population lives at outlying settlements such as Las Flores and San Antonio de Pala.

Jedediah Strong Smith, legendary American Mountain Man, reaches California by land and visits the Spanish settlements.

Gov. Col. José María Echeandía issues a provisional emancipation decree allowing a small number of neophytes born in the missions (or living there for at least fifteen years) to leave with permission of Franciscans and the presidio Comandante.

A major measles epidemic erupts in Alta California and 951 adults and 751 children die from 1827 to 1828. This represents over 10% of the mission population.

Estanislao, a San José mission neophyte, leads a large-scale Indian uprising that requires several military expeditions to quell from 1828 to 1829.

Soldiers of the Monterey Presidio launch a revolt in 1829. Fr. Luis Antonio Martínez, of San Luis Obispo, is accused of complicity in the affair but is ultimately exonerated on February 3, 1830.

Mission San Rafael Arcángel is badly damaged in an Indian attack led by Chiefs Marin and Quintín.

Fr. Narciso Durán is appointed as the last Father-President of Alta California on June 16, 1831. Santa Bárbara becomes headquarters of the mission chain from 1833 to 1846.

Missions are secularized from 1833 to 1836. Administrators are appointed. Many emancipated neophytes leave. Tradesmen, vaqueros and some others prosper but most become field hands or servants. Some neophytes join other Indian people in the interior.

A pueblo de Indios (a special town for former mission Indians) was established near San Juan Capistrano Mission in 1833. However, there were too few Indians to sustain a viable town and this experiment was subsequently dissolved and the land distributed to the remaining Indians and settlers.

One of many schemes to manage former mission land includes the Hijar-Padres Colony, under which some 300 liberal, educated individuals (teachers, artisans, medical attendants, etc.) would receive large grants of mission land and twenty-one Administrators from their ranks would oversee the Indians. Most of the colonists make it to Alta California [1834-1835] but the scheme is never implemented.

Richard Henry Dana serves as a crewmember of the Pilgrim, collecting hide and tallow, and visiting the missions and presidios [1834-1835].

Most of the neophytes leave Mission Soledad after it is secularized and the last priest, Fr. Vicente Francisco de Sarría dies May 24, 1835. The former mission is used as a ranch house for a number of years, and then falls into ruin, and is abandoned for over a century.

Santa Clara is the last mission secularized in December of 1836.

Mariano Vallejo is named Comandante General of California and Director of the Northern Frontier.

Mexican Administrators begin to move friends and relatives into former mission buildings.

John Augustus Sutter arrives in Yerba Buena and becomes a Mexican citizen.

Illegal immigrants from the United States move into Northern California in large numbers over the Oregon Trail in the late 1830's.

Richard Henry Dana publishes Two Years Before the Mast, his first-hand account of life in California. After gold is discovered in California, his book becomes a best seller.

John Sutter receives a land grant of 48,827 acres in June of 1841. That same year he purchases the Russian settlement of Fort Ross, unsuccessful as a source of food.

A small deposit of gold is discovered near San Fernando Rey and for years after treasure-seekers dig up the walls and floors of the abandoned church seeking gold.

What is left of the Pious Fund of the Missions of California is confiscated by Mexican President Antonio López María de Santa Ana.

The last Franciscan missionary to arrive in California in the 18th century, José Ramón Abella, dies at Santa Inés.

The former missions of San Gabriel and San Miguel become the first two parishes in California [1842]. San Buenaventura follows in 1843.

The last Mexican governor of Alta California, Pío de Jesús Pico grants his brother Andrés a very favorable nine-year lease on San Fernando Rey.

The Republic of Texas becomes part of the United States.

A former missionary of British Guiana, Fr. Eugene MacNamara, promotes a scheme under which 3,000 Irishmen and their families would immigrate to Alta California. Events overtake the implausible scheme when Americans sweep into California [1845-1846].

The U.S. notifies Lt. John Charles Fremont, who has been surveying the west, to “watch over U.S. interests in California.” By the time the message reaches Fremont in May of 1846 the U.S. Congress has already declared war on México.

American warships under the command of Commodore John D. Sloat of the frigate USS Savannah, and two sloops, including the USS Cyane and the USS Levant, capture Monterey and claim California for the United States.

The Californios resist American occupation and fighting continues into 1847.

Missions San Luis Rey and San Diego are occupied by the U.S. Army during the MexicanAmerican War [1846-1847].

The Treaty of Guadalupe Hidalgo cedes California (and parts of what today comprise the states of Arizona, Nevada, Utah, Wyoming, Colorado, and New Mexico) to the United States [concluded 02/02/1848].

Gold is discovered at Sutter’s Mill, near Sacramento [01/24/1848].

The Gold Rush had a devastating impact on the remaining California Indians. Disease, starvation and genocidal attacks reduce the Native population to an estimated 31,000 by the 1870 census.

California becomes the 31st state of the Union [09/09/1850]. It ultimately becomes the 3rd largest state in land mass (after Texas and Alaska), and by 1960 has the largest population.

Congress passes the Land Act of 1851, creating a commission to review land titles in California [1851].


Assista o vídeo: Arsenal Efectivo - Lolo Felix Official Video


Comentários:

  1. Gajind

    Acho que você não está certo.

  2. Arregaithel

    É milagroso!

  3. Nikom

    Bom negócio!

  4. Keramar

    Uma frase muito útil

  5. Moryn

    Concordo, uma peça notável



Escreve uma mensagem